asdasdasdasd

Qual a fantasia que você usa no seu dia-a-dia?

por Milena Pacheco 23 de Fevereiro de 2017 às 16:22
categoria: Aléssia Saluára

Vou começar essa matéria sendo um pouco presunçosa, esse modismo de “seja você mesmo”, é história para criança. Nós não somos seres lineares, somos contraditórios, adaptáveis. Não, não pense que estou pedindo para que viva uma realidade que não é a sua, ou até mesmo esteja fazendo algum tipo de apologia à falsidade ideológica. Apenas acho tamanha ignorância afirmar que existe dentro de nós um ser totalmente estável e inalterável, pois, até mesmo nossas células, se adaptam de acordo com as condições impostas a elas, porque seria diferente conosco?
A vida e suas diversas nuances, exige que o ser humano, como elemento de um sistema que engloba família, carreira profissional, relacionamentos afetivos, status social, entre tantos outros papeis por ele executado, assuma diferentes personagens no seu dia-a-dia. Para que essas diversas tarefas sejam cumpridas com zelo, é preciso distinguir ambientes, para assim, adaptar nosso comportamento de acordo com as exigências para tal.
É incoerente pensar que o “João” que presidiu a reunião com executivos de uma multinacional, comporte-se de tal forma que o mesmo “João”, que ao sair da importante reunião, juntou-se com os colegas do seu bairro para jogar uma partida de futebol, ou com o mesmo, que ao sair do seu lazer, foi para sua casa, encontrar com a sua esposa e filhos. 
A nossa imagem é muito importante, ela serve de referência para que sejamos reconhecidos. Nós, somos responsáveis por pintarmos as cores das nossas fantasias, entenda essa fantasia, como a imagem que você deixa gravada perante seu chefe, sua esposa, ou seus colegas da faculdade. Adapte seus personagens, e procure atender com o máximo de presteza as exigências dos diferentes meios em que convive. Faça bom uso das antíteses: hora de usar sua seriedade, momentos de expor a criança que habita em você; seja razão, mas também saiba ser emoção; é bem por aí.
Um perfil bem elaborado, uma imagem bem aceita, fundada em ações construtivas, éticas e coerentes, tem mais a dizer sobre você que as suas próprias palavras. Então, cuide do que mostra para a sociedade a seu respeito, sua imagem é o seu cartão de visita, escolha com sabedoria as fantasias que irá usar.
Bruna Rocha.