asdasdasdasd

Estudantes da Rede Municipal recebem ações educativas em saúde ambiental e humana

por Redação Nossa Voz 25 de Abril de 2017 às 13:01
categoria: Educação

A Secretaria de Educação de Petrolina (Seduc) e a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) estão desenvolvendo ações educativas em saúde ambiental e humana. O projeto atende os estudantes do ensino Fundamental I de escolas da Rede Municipal de Ensino com a realização de atividades lúdico-educativas que abordam a questão de hábitos relacionados ao ambiente que impactam diretamente na qualidade de vida da população.

A proposta é fruto de um projeto da instituição de ensino superior que reúne alunos de vários cursos com o objetivo de promover a prevenção e introduzir importância do cuidado integral da saúde. As atividades realizadas nas escolas são realizadas em sábados letivos e utilizam de pinturas faciais, origamis, teatro de fantoches, distribuição de cartilhas ilustradas com linguagem acessível, jogos e brincadeiras.

“As ações introduzem conceitos relacionados ao conhecimento sobre parasitoses e a relação com o meio ambiente, de maneira simples e acessível para as crianças. Estamos transformando este público alvo em agente multiplicador do conhecimento a partir das atividades que estimulam o imaginário e que já fazem parte de sua realidade, conseguindo, assim,  conquistar a aceitação desse público, e tornando a ação realmente efetiva diante da comunidade”, explicou René Cordeiro, professor da Univasf e coordenador do projeto.

Mais de 50 escolas já receberam as atividades do grupo. O coordenador do projeto avalia de forma positiva a recepção dos alunos e a parceria com a Seduc. “É muito gratificante perceber que os alunos estão participando, se divertindo e prendendo com nossas atividades, num dia diferente. Tenho uma alegria muito grande com essa parceria que possibilita uma integração com a família, comunidade escolar e formação extraclasse de aula”, pontua.


Prefeitura de Petrolina inicia entrega de 35 mil kits escolares

por Redação Nossa Voz 19 de Abril de 2017 às 07:56
categoria: Educação



 

Em ato simbólico, o prefeito Miguel Coelho iniciou, nesta terça-feira (18), a distribuição dos kits escolares para os alunos do ensino fundamental I e turmas da educação infantil. A cerimônia ocorreu na quadra da Escola Nossa Senhora Rainha dos Anjos (antigo CAIC), que ficou lotada de estudantes da rede municipal para receber o material. 

 

Serão entregues aos estudantes cerca de 35 mil conjuntos com caderno, lápis, borrachas, lapiseiras, régua, caneta, tesoura, cola e lápis de cor. A previsão é que o material esteja disponível a todos os alunos até o final deste mês. 

 

Para a aquisição de todos os kits, a Prefeitura disponibilizou cerca de R$ 1,5 milhão. Segundo o prefeito, os recursos fazem parte de uma série de investimentos destinados a estruturar e qualificar a rede municipal. "A educação será sempre nossa prioridade. O que pudermos fazer, não apenas para melhorar o IDEB, mas principalmente para garantir um futuro para todas essas crianças, será feito", garantiu Miguel Coelho.

FOTO: Ivaldo Reges


Petrolina sediará Encontro Estadual dos Conselhos de Educação

por Simone Marques 17 de Abril de 2017 às 13:00
categoria: Educação

Em setembro, Petrolina sediará o Encontro Estadual dos Conselhos de Educação. A iniciativa foi definida durante reunião do núcleo regional da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), que contou com participação do coordenador estadual, Manuel Messias; da secretária administrativa, Vaneska Melo e da secretária de Educação do município, Maéve Melo. 

O evento deve contar com a participação de mais de 200 conselheiros oriundos das diversas cidades de Pernambuco. A reunião preparatória contou com a presença de representantes das cidades de Afrânio, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó e Cabrobó.

Além dos acertos sobre a realização do encontro estadual, Manuel Messias, comentou sobre o atual cenário da educação regional, fez informes sobre a competência e o funcionamento dos conselhos e esclareceu duvidas sobre o Sistema Municipal de educação. Na região, apenas Petrolina possui esse instrumento que congrega todas as ações no setor de forma integrada.

O encontro regional, além de debater as questões locais, será uma preparativa para a realização do Nacional, que ocorrerá em Brasília, entre os dias 08 e 10 de outubro. Foi solicitado, pelo Conselho de Petrolina, um stand para que seja apresentada a experiência de trabalho da entidade.


Campus Ouricuri lança edital de curso FIC de preparação ao Enem e aos Vestibulares

por Redação Nossa Voz 13 de Abril de 2017 às 07:00
categoria: Educação

O campus Ouricuri do IF Sertão-PE lança, nesta quinta-feira (13), o edital 04/2017 referente ao curso IF Pré– Formação Discente para o ENEM e os Vestibulares, que será ofertadona modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC) na sede da Instituição.  Ao todo, serão disponibilizadas 80 vagas, sendo 40 para turma matutina e outras 40 para a turma noturna.

O público-alvo do curso IF Pré– Formação Discente para o ENEM e os Vestibulares – é composto por alunos, colaboradores terceirizados do IF Sertão-PE, jovens e adultos da região de atuação do campus Ouricuri, que tenham concluído ou estejam cursando as séries finais do Ensino Médio. As aulas serão ministradas por professores do campus, sendo a maioria deles mestres e doutores.

O curso FIC é  gratuito e constará de todas as disciplinas da base comum concernente ao Ensino Médio. O interessado em participar deve comparecer à Secretaria do Controle Acadêmico do campus Ouricuri, entre os dias 13 e 26, com uma foto 3x4e o original e a fotocópia da identidade e do CPF.  Os candidatos inscritos farão uma prova de redação, que será aplicada no dia 29 de abril no período das 09h às 11h30min.  As matrículas dos aprovados ocorrerão nos dias 04 e 05 de maio e as aulas serão iniciadas no dia 08 de maio.

O campus Ouricuri está localizado na Estrada do Tamboril, sem número, zona rural do município de mesmo nome.  O curso é parte integrante de um convênio de cooperação técnico firmado pela Instituição com a Prefeitura Municipal de Ouricuri. Outras informações no site www.ifsertao-pe.edu.br.



 


Curso de Direito da Facape recebe nota 3 no ENADE e fica na média nacional

por Redação Nossa Voz 12 de Abril de 2017 às 07:44
categoria: Educação

O curso de Direito da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) logrou êxito na última avaliação do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) realizado em 2015. Com nota 3, o curso agora está na média nacional, evidenciando a evolução no ensino da Instituição e no desempenho dos estudantes do curso. 



A prova do Enade avalia o rendimento dos alunos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados. Em novembro de 2015, 259 discentes dos três turnos do curso de Direto da Facape realizaram a prova indicada pelo Ministério da Educação (MEC). 



O resultado foi comemorado pelo corpo de professores e alunos. Segundo o coordenador do curso, Carlos Romeiro a nota do último ENADE melhorou “É importante perceber o esforço conjunto de todos, instituição, corpo docente e discente, sabemos que ainda precisamos melhorar. O resultado ainda não reflete a qualidade do curso de direito da FACAPE, sendo necessário que se observe o que precisa ser corrigido para que no próximo a nota do nosso curso seja a máxima”, declarou Romeiro. 



A Direção da Instituição juntamente com o Colegiado de Direito vêm se empenhando para que os próximos resultados possam melhorar ainda mais “A nota deve ser encarada como algo provocativo, todos querem a máxima, por isso o esforço deve ser em conjunto no sentido de melhorar o curso, inclusive na sua estrutura, mais laboratórios, maior acervo bibliográfico. Bom frisar que teremos um núcleo de prática melhor estruturado e que isso será um elemento importante para o curso e para o aluno e também para a comunidade”, concluiu o coordenador.



A partir de agora o colegiado visa intensificar os trabalhos voltados para o Enade com aulas e resoluções das provas anteriores, debates sobre temáticas que poderão ser cobradas no próximo exame. A meta é alcançar a nota 5 no Exame, que é a avaliação máxima.


Inep publica edital do Enem; taxa de inscrição sobe para R$ 82

por Simone Marques 10 de Abril de 2017 às 13:00
categoria: Educação



O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fica mais caro este ano. Para se inscrever, o candidato terá que pagar R$ 82. A nova taxa está no edital do exame, publicado nesta segunda (10) no Diário Oficial da União. No ano passado, a taxa era de R$ 68.

As inscrições começam às 10h do dia 8 de maio e terminam às 22h59 do dia 19 de maio, pela internet, no site do Enem. O pagamento deve ser feito até o dia 24 de maio.

Segudo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a correção não só levou em conta a variação de preços pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), como incorporou variações de anos anteriores que deixaram de ser aplicadas e parte da diferença entre o custo do exame e a taxa de inscrição.

Atualmente, o Inep cobre cerca de 70% do custo do exame. No ano passado, por exemplo, o custo, de R$ 91,49 por participante, foi R$ 23,49 acima do valor pago. A autarquia diz que mesmo com a alta, o Enem está abaixo da média dos vestibulares do país, que é R$ 140.

Pelas regras do edital estão isentos da taxa os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio em 2017, os participantes de baixa renda que integram o CadÚnico e os que se enquadram na lei 12.799/2013 que, entre outros critérios, isenta de pagamento aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50.

O Inep informa que vai conferir todos os pedidos de isenção. Caso o candidato não se enquadre, poderá gerar o boleto e pagar a taxa para participar do Enem. Se as informações prestadas forem falsas e for constatada concessão indevida de isenção, o participante será eliminado do exame e terá que ressarcir a taxa.

A partir deste ano, o sistema de inscrição permitirá que o participante informe o Número de Identificação Social, do CadÚnico. Para que a isenção seja validada, é preciso que os dados pessoais sejam iguais aos cadastrados na base da Receita Federal.

Os participantes isentos que não comparecerem nos dois dias de prova e quiserem fazer o Enem 2018 sem pagar a taxa terão que justificar a ausência por meio de atestado médico, documento judicial ou boletim de ocorrência. Caso contrário, perderão a isenção.

O Enem 2017 será realizado em dois domingos consecutivos – dias 5 e 12 de novembro – e não mais em um único fim de semana. No primeiro domingo, os estudantes farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. No segundo, as provas serão de matemática e ciências da natureza.

Os resultados das provas poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).(Com informações do Ne10)


Escolas municipais de Petrolina vão receber atividades da Clisertão

por Simone Marques 7 de Abril de 2017 às 14:49
categoria: Educação

O Congresso Internacional do Livro, Leitura e Literatura do Sertão - Clisertão Escola, foi lançado nesta quinta-feira (06), no auditório da Universidade de Pernambuco (UPE) e contou com a participação de alunos, professores, políticos e da secretária de Educação, parceira do projeto, Maéve Melo. O evento vai acontecer entre os dias 09 e 12 de maio. 

Mais de 30 ações irão movimentar a cidade e as escolas da rede municipal e estadual com recitais, oficina de leituras, cordel, conversa com autores e doação de livros.  São 117 escolas contempladas, beneficiando em torno de 5.200 mil alunos e professores, além de programação aberta à comunidade. O Clisertão Escola tem a coordenação do professor Genivaldo Nascimento, do colegiado de Letras da Instituição.

Para Maéve Melo, as atividades do Clisertão nas escolas da Rede são muito importantes, pois colaboram na estratégia do munícipio em focar na leitura e alfabetização das crianças. “Gostaria de parabenizar Genivaldo pelo empenho do projeto que é muito importante. Através dessa parceria, estamos fomentando a prática da leitura nas crianças para que elas vejam como um ato prazeroso. A leitura tem a capacidade ampliar a visão de mundo e o Clisertão é muito rico nessa proposta, pois nossos estudantes terão a oportunidade de vivenciar muitas atividades. Aliado ao nosso projeto de leitura, o Clisertão colabora para que Petrolina se torne uma cidade leitora, que é um dos nossos objetivo”, pontuou a gestora.


MEC libera R$ 316 milhões para instituições federais

por Simone Marques 6 de Abril de 2017 às 13:00
categoria: Educação

O Ministério da Educação liberou nesta quarta-feira, 5, R$ 316,24 milhões para instituições federais. Os recursos serão aplicados na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil e outras despesas.

A maior parte dos valores, R$ 215,37 milhões, será repassada às universidades federais. Já a rede federal de educação profissional, científica e tecnológica receberá R$ 97,33 milhões. O restante, R$ 3,54 milhões, foi repassado às unidades Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), Instituto Benjamin Constant (IBC) e Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

Os valores são destinados ao pagamento de despesas que garantam o funcionamento das instituições, como contas de água, luz e telefone, além de pagamento de pessoal ou obras e reparos. As instituições têm autonomia para realizar esse tipo de despesa.

Desde o início do ano, o MEC repassou R$ 1,7 bilhão para as instituições federais, incluindo o que foi destinado ao pagamento de despesas das universidades e institutos federais, do Ines, do IBC e da Fundaj.

 


Lei proíbe cobrança de mensalidade maior para alunos com deficiência

por Simone Marques 5 de Abril de 2017 às 13:00
categoria: Educação

Escolas e faculdades particulares não poderão cobrar mais caro na matrícula ou mensalidades de estudantes com deficiência em Pernambuco, determina uma nova lei aprovada nessa terça-feira (4) pela Assembleia Legislativa (Alepe).

A proibição do valor adicional vale também para valores de anuidade.

As instituições de ensino que descumprirem a nova regra estarão sujeitas a uma multa que varia entre R$ 1 mil e R$ 20 mil; a depender do caso e do porte econômico dos responsáveis, resguardada a ampla defesa. Os valores serão atualizados automaticamente todos os anos pela inflação.

“Por conta dessa necessidade dos pais de terem seus filhos estudando, algumas escolas estavam cobravam taxas a mais para que essas crianças fossem acolhidas e tivessem acesso ao ensino, diferente do preço dos outros, porque elas dariam um pouco mais de trabalho”, explicou o deputado Ricardo Costa (PMDB), autor do projeto de lei.

“Algumas pessoas que tinham esse tipo de dificuldade, pagavam mais caro. E as escolas diziam que era porque tinham que ter uma cadeira especial, uma fonoaudióloga, uma técnica de tal coisa. Isso não é explicação. São todas crianças com direito à educação. As escolas precisam dar condições de acesso à educação a essas crianças que têm deficiência, até por um dever social”, cobra o peemedebista.

Do texto inicial, a Comissão de Legislação e Justiça (CCJ) retirou um trecho que previa a cassação do alvará de funcionamento do estabelecimento de ensino como uma das penas possíveis para o descumprimento da norma.

“Foi uma precaução para que as escolas que pudessem fazer algum questionamento judicial contra a nova legislação não tivessem com o que se apegar para entrar com recursos contra essa matéria e criar mais transtorno”, explicou o deputado.

Também foi modificado o artigo que obrigava o governo do Estado a regulamentar a lei em até 90 dias. Sem prazo, ainda cabe ao Executivo regulamentar a nova legislação em todos os aspectos que forem necessários. A nova regra entra em vigor assim que foi sancionada pelo governador Paulo Câmara (PSB).(Com informações do JConline)

 


Secretaria de Educação investe em capacitações para servidores

por Simone Marques 4 de Abril de 2017 às 13:00
categoria: Educação

Com o objetivo de qualificar os servidores, a Secretaria de Educação de Petrolina (Seduc) está ofertando uma série de capacitações. Nesta semana, duas foram realizadas.

Visando orientar a nova equipe de trabalho em relação as ações para a intersetorialidade do Programa Bolsa Família, uma formação foi realizada com operadores do Cadastro Único, dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e com a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH). No encontro foram debatidas as atividades que devem ser partilhadas em conjunto pelos órgãos, como por exemplo, a frequência escolar e o cartão vacinação das crianças contempladas.

A Secretaria também ofereceu, em parceria com o Instituto Educacional e Tecnológico 1ª Opção, do Rio Grande do Sul, uma capacitação apresentando o funcionamento de programas e projetos educacionais implantados. Entre os módulos apresentados, PDDE Interativo, Fieis, Mais Educação, convênio, a solicitação de recursos, atividades em educação infantil e de jovens e adultos, engenharia na educação, além da monitoria dos sistemas vinculados ao MEC. “A capacitação apresenta resultados efetivos para o município, principalmente na capacitação de recursos para a implantação de ações e politicas públicas no setor da Educação”, garantiu Eder Carlos, consultor educacional, responsável pela formação.

Para Maéve Melo, secretária de Educação, a formação continuada de seus servidores é essencial neste processo de melhoria da educação. “Estamos trabalhando nessa linha, pois sabemos que o servidor capacitado pode oferecer muito mais para nossa rede. Não medimos esforços para ampliar a oferta de formação continuada para técnicos, gestores e professores”, pontuou.