asdasdasdasd

Curso de Direito da Facape recebe nota 3 no ENADE e fica na média nacional

por Redação Nossa Voz 12 de Abril de 2017 às 07:44
categoria: Educação

O curso de Direito da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) logrou êxito na última avaliação do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) realizado em 2015. Com nota 3, o curso agora está na média nacional, evidenciando a evolução no ensino da Instituição e no desempenho dos estudantes do curso. 

A prova do Enade avalia o rendimento dos alunos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados. Em novembro de 2015, 259 discentes dos três turnos do curso de Direto da Facape realizaram a prova indicada pelo Ministério da Educação (MEC). 

O resultado foi comemorado pelo corpo de professores e alunos. Segundo o coordenador do curso, Carlos Romeiro a nota do último ENADE melhorou “É importante perceber o esforço conjunto de todos, instituição, corpo docente e discente, sabemos que ainda precisamos melhorar. O resultado ainda não reflete a qualidade do curso de direito da FACAPE, sendo necessário que se observe o que precisa ser corrigido para que no próximo a nota do nosso curso seja a máxima”, declarou Romeiro. 

A Direção da Instituição juntamente com o Colegiado de Direito vêm se empenhando para que os próximos resultados possam melhorar ainda mais “A nota deve ser encarada como algo provocativo, todos querem a máxima, por isso o esforço deve ser em conjunto no sentido de melhorar o curso, inclusive na sua estrutura, mais laboratórios, maior acervo bibliográfico. Bom frisar que teremos um núcleo de prática melhor estruturado e que isso será um elemento importante para o curso e para o aluno e também para a comunidade”, concluiu o coordenador.


A partir de agora o colegiado visa intensificar os trabalhos voltados para o Enade com aulas e resoluções das provas anteriores, debates sobre temáticas que poderão ser cobradas no próximo exame. A meta é alcançar a nota 5 no Exame, que é a avaliação máxima.