asdasdasdasd

Deputado sertanejo é eleito presidente da Comissão Especial da Vaquejada na Câmara Federal

por Adriana Rodrigues 16 de Fevereiro de 2017 às 16:07
categoria: Nacional

O deputado sertanejo Kaio Maniçoba (PMDB-PE) foi eleito presidente da comissão especial instalada pela Câmara Federal para analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 270/16 que classifica rodeios e vaquejadas e suas expressões artístico-culturais como patrimônio imaterial brasileiro. A PEC é de autoria do também pernambucano João Fernando Coutinho (PSB) e será relatada pelo deputado Paulo Azi (DEM-BA).

“Vejo que a nossa cultura e tradição estão sendo levadas em conta, e vou trabalhar de forma determinada para que a prática da vaquejada seja, de fato, viabilizada em todo o país. Gosto sempre de lembrar que a vaquejada é uma atividade esportiva festiva e que pertence à cultura do nosso povo a mais de 100 anos, e por isso deve ser preservada. Além disso, vem gerando emprego e renda para as pessoas envolvidas em sua realização. Continuarei lutando para que a cultura do povo nordestino não morra e siga viva proporcionando diversão e desenvolvimento econômico”, enfatizou Kaio, que é de Floresta, no Sertão de Itaparica.

Autor da proposta, o deputado João Fernando Coutinho (PSB-PE) destacou a importância da aprovação da matéria, principalmente para os nordestinos. “A importância é de preservar a cultura nordestina, preservar as nossas tradições e nossas raízes. O povo nordestino tem na vaquejada uma expressão, uma manifestação popular artística. Ao longo dos anos, sua evolução fortaleceu toda uma cadeia produtiva de artesãos, músicos, vaqueiros e tratadores. A vaquejada cresceu e, além de ser uma forma de manifestação tradicional do povo, também é uma atividade econômica que gera muitos empregos“, afirmou.

O relator disse que até o final de março a comissão deverá finalizar seus trabalhos. Se a PEC for aprovada, será encaminhada para votação no Plenário da Câmara.