asdasdasdasd

HDM/IMIP de Petrolina recebe nova turma de residentes em enfermagem

por Adriana Rodrigues 17 de Março de 2017 às 16:36
categoria: Saúde

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina recebeu, esse mês de março, uma nova turma de residentes para os programas de enfermagem na saúde da mulher e na saúde da criança, e realizou nos dias 13 e 14 o acolhimento para os profissionais como forma de dar boas-vindas, apresentar a unidade materno/infantil, normas, rotinas e serviços ofertados. 
 
Participaram da recepção o superintendente do HDM, Etiel Lins, a diretora de Ensino e Pesquisa, Angélica Guimarães, a coordenadora de residência em enfermagem, Raisa Meireles, e profissionais do Núcleo de Educação Permanente, Controle de Infecção Hospitalar, Gestão de Risco, Psicologia e Serviço Social.
 
Fazem parte da turma de R1/2017, 10 profissionais que se juntaram à turma do ciclo anterior (R2), composta por 7 residentes em obstetrícia e 3 em saúde da criança. A oportunidade faz parte do programa estadual de residências e tem como objetivo formar enfermeiros especialistas nas áreas escolhidas, através de uma metodologia teórico-prática com a duração de 2 anos, e com a carga horária de 60h semanais.
 
De acordo com Etiel, é uma satisfação para o Dom Malan contribuir com a formação de novos profissionais e fortalecer o tripé da assistência, ensino e pesquisa preconizado pelo IMIP. “Esperamos que essa seja uma experiência enriquecedora”, deixou como mensagem.
 
Para a coordenadora da residência em enfermagem do hospital, o acolhimento também tem como finalidade trabalhar a humanização. “O treinamento multidisciplinar e humanizado é essencial para preparar o enfermeiro para a realidade de uma unidade materno/infantil de alto risco que é referência para mais de 50 municípios e 2 milhões de habitantes. Recebemos diariamente uma demanda muito grande, inclusive com uma boa diversidade de casos clínicos e esperamos que isso seja muito enriquecedor para o residente, que receberá um merecido título de especialista ao final do programa”, pontua Raisa.
 
A residente em saúde da criança, Hanna Louyse Ribeiro, revela que o Hospital Dom Malan foi a sua primeira opção na seleção, justamente pelo vasto universo que abrange. “Com certeza aprenderemos bastante com essa diversidade. A gente sai da faculdade muito generalista e a oportunidade de passar por uma especialização como essa é muito importante. Acredito que esse tempo de dedicação e estudo fará toda a diferença na minha vida profissional”, acredita.
 
Fernanda Brito, que também é da turma nova, conta que a escolha foi fortalecida pela boa experiência do tempo de estágio que fez no hospital. “Me identifiquei com a área atuando no Dom Malan e resolvi continuar investindo na enfermagem obstétrica, pois quero, futuramente, dar a minha contribuição para a sociedade. O compromisso assumido é muito grande e não tenho dúvida de que sairemos daqui com uma importante bagagem”, confia.
 
Estudante do segundo ano, a residente Gessyka Mayara Soares, afirma que já se sente mais preparada para enfrentar o mercado de trabalho. “Saí da faculdade direto para a residência no Dom Malan e acredito que essa tenha sido uma escolha acertada”, disse aos colegas recém-chegados.
 
O desejo da diretoria de Ensino e Pesquisa é de que tudo corra bem e que ao final do programa todos possam sair mais capacitados. “É uma honra fazer parte da história desses profissionais e a nossa expectativa com relação à turma é a melhor possível”, finaliza Angélica Guimarães.