asdasdasdasd

Gaturiano rebate declarações de Zé Batista: “Incompetente sou eu que solicitei ou ele que não fez?”

por Simone Marques 8 de Fevereiro de 2018 às 16:30

Após as declarações dadas ontem ao programa Nossa Voz pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário de Petrolina Zé Batista da Gama, que rebateu o vereador Gaturiano Cigano que teria dito enquanto fazia uso da palavra na Casa Plínio Amorim, insinuando que o Secretário estaria fazendo uso de máquina pública para fazer campanha para filhos, parentes e netos. O ocupante da pasta não gostou nada do que ouviu e rebateu.

"Isso é grave, é preciso ele dizer onde é que eu estou fazendo essa política pedindo pra filhos, genro e netos, ele diga onde é, dê nomes aos bois. Tem uns três vereadores que querem me ver pelas costas, vão lá e peçam ao prefeito pra me exonerar, se vocês tem poder peçam pra me exonerar. Esse vereador não tem moral pra falar da minha administração, da minha gestão", retrucou.

Sobre as colocações feitas pelo vereador licenciado Zé Batista, onde ele disse que segue um cronograma administrativo, que faz política com “P” maiúsculo e se defendeu inclusive das acusações feitas na última sessão da Câmara por Gaturiano, de uso da máquina pública para campanha de parentes.

Gaturiano iniciou sua fala dizendo que não tem raiva da pessoa do secretário, e que a sua incompetência teria sido falar com toda a família para apoiar e votar em Zé Batista, na campanha de 2012."Essa foi minha maior incompetência, ele não mentiu, me arrependendo de ter apoiado ele. Critiquei sim o secretário porque eu tenho um pedido documentado que fez um ano ontem e se quer nunca obtive uma resposta".

O vereador ainda levantou um questionamento, se a incompetência seria dele ao solicitar um serviço ou a secretaria que não o atendeu há um ano atrás. Ele continuou e disse ainda que no momento de sua fala na Câmara na última terça-feira não citou nome de ninguém, mas que se a carapuça serviu, não poderia fazer nada.
“Eu já recebi graves denúncias no meu gabinete de uso da máquina pública, não vou aqui tá falando do nome do secretário, quero chegar com a prova concreta e fazer minha denúncia, chegar aqui e dar nome aos bois”, disparou.

Outro comentário feito por Zé Batista é a de que alguns vereadores teriam ido ao gabinete do prefeito Miguel Coelho pedir sua “cabeça”, e perguntado se o parlamentar também fazia parte desse grupo dos cinco ele negou."Sou muito objetivo, eu não cheguei a esse ponto não, o que já pedi é que melhorasse ao menos o relacionamento mesmo, pedir cabeça é uma prerrogativa do prefeito. Sou aliado de Miguel e a gente trata de outras coisas, tenho relacionamento tranquilo com o prefeito e toda a sua equipe".

Comentários também davam conta de que Gaturiano estaria insatisfeito com a gestão de Miguel, e que teria feito pedidos e indicações mas não estava sendo atendido. O parlamentar negou a conversa, e que o prefeito tem dado total atenção, mas que as cobranças da população acabou gerando a insatisfação com Zé Batista.

O secretário também chegou a dizer que não trabalha para satisfazer ego de vereador nenhum, mas sim, a orientação do seu líder maior que é o prefeito Miguel Coelho. "Essa questão de dizer que eu estou fazendo política com a máquina pública, e porque quando eles pedem pra fazer as estradas eles também não estão fazendo política não? Eu estou fazendo a política administrativa do prefeito Miguel Coelho".

O ano mal começou e os embates entre o próprio grupo da situação, o prefeito Miguel Coelho está fora do país mas pelo visto o pedido que ele fez na solenidade do programa "Reforma Casa", quando solicitou dos vereadores calma nas divergências, mas a base não tem sido coesa com o pedido.