asdasdasdasd

Paulo Valgueiro nega favorecimento e devolve: “Aero sabe que ninguém consegue ser laranja por muito tempo

por Karine Paixão 18 de Outubro de 2017 às 11:57


Depois do vereador Aero Cruz fazer sérias insinuações no programa Nossa Voz desta terça-feira (17) sobre uma suposta relação de Paulo Valgueiro e a Rodando Legal, alegando que o vereador teria sido o único a defender a prestadora de serviço “como uma mãe defende a um filho”, o líder da oposição rebateu no mesmo tom. 

Em entrevista concedida durante a sessão de ontem (17) Valgueiro comentou sua declaração de que Aero teria criticado a atuação da Rodando Legal na Câmara de Petrolina porque teria tentado dar, sem sucesso, uma carteirada no episódio do guinchamento de um veículo no Centro de Petrolina e não demonstrou arrependimento. “Não tiro uma palavra do que eu disse anteriormente porque eu meço muito minhas palavras e nunca agi pela emoção, sempre pela razão. Você dar uma carteirada não é simplesmente tirar a carteira do bolso e apresentar a sua carteira ao funcionário público não, é você se apresentar e querer interferir na atuação de um servidor público que está ali exclusivamente para cumprir o seu papel”, assegurou.

Negando ter qualquer envolvimento com a prestadora de serviços, o líder da oposição garantiu ter a consciência tranquila, afirmou que não teria costume de utilizar laranjas em seus negócios e disparou: “Aero sabe que ninguém consegue esconder laranja por muito tempo”. “Não tenho nenhum vínculo, não sei quem é o dono, não tenho nenhum vínculo nem com a Rodando Legal e nem com nenhuma outra empresa que hoje ou prestou serviço ao Município de Petrolina. Hoje esse tipo de coisa é um jogo aberto, ninguém consegue esconder durante muito tempo esse tipo de coisa e Aero sabe muito bem disso, Aero sabe que ninguém consegue ser laranja por muito tempo não. Aero sabe muito bem como as coisas funcionam nos país hoje, em dias de Lava Jato, em dias de tantas operações da Polícia Federal, os vereadores sabem como as coisas acontecem hoje, então ninguém consegue mais fazer esse tipo de coisa e ficar impune. Tenho a minha consciência tranquila”, alfinetou.