asdasdasdasd

Pernambuco ultrapassa 95 mil casos da Covid-19

por Redação Nossa Voz 31 de Julho de 2020 às 12:33
categoria: Coronavírus

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (31), 1.632 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, apenas 141 (9%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Todos os outros 1.491 casos (91%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que já estavam curados, ou na fase final da doença. Agora, Pernambuco totaliza 95.005 casos já confirmados, sendo 23.534 graves e 71.471 leves. 

Também foram confirmados 31 óbitos, ocorridos desde o dia 21 de maio. Deste total, 15 (48%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 5 mortes registradas no dia de ontem (quinta-feira, 30/07),  7 mortes em 29/07 e 3 em 28/07. Os outros 16 óbitos (52%) ocorrem entre os dias 21/05 e 27/07.  Com isso, o estado totaliza 6.557 mortes pela Covid-19.

O boletim desta sexta-feira também aponta que mais 994 pacientes se recuperaram da doença. Com isso, o estado chega a marca de 70.067 curados, o que representa 74% do total de infectados pela Covid-19 em Pernambuco. Destes, 12.687 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar. Para estes casos, os quase 1,9 mil leitos abertos pelo governo do estado foram determinantes para garantir a recuperação. Outros detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Fonte: Diário PE

Imagem: Reprodução


Taxa de isolamento social em Pernambuco está abaixo de 50%

por Redação Nossa Voz 28 de Julho de 2020 às 11:26
categoria: pandemia

Diante da retomada gradativa das atividades econômicas no Estado, tem caído o número de pessoas que estão respeitando a recomendação das autoridades sanitárias para ficar em casa e evitar a disseminação do coronavírus. Segundo ranking do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), atualmente, a média de isolamento social é de 49,8%. O número é considerado baixo por especialistas, que reforçam a importância de evitar o convívio público. 

Segundo o vice-coordenador do Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD-PE), Jones Albuquerque, a taxa de infecção no Estado é de 1.26, considerada alta. “Ou seja, é como se fosse juros e a gente está pagando 26% ao dia. Trata-se de um índice muito alto e por isto deveríamos estar com o isolamento em 70%”, explica. O índice máximo registrado nas 185 cidades pernambucanas foi de 62%, no dia 22 de março.

Ainda de acordo com o cientista, os países europeus começaram a voltar à normalidade e relaxar o isolamento social quando apresentaram uma taxa de contágio de 0.7. “Infelizmente, estamos distantes desta realidade. O menor número em Pernambuco atingiu foi 0.79, no dia 26 de março. Desde então não alcançamos esse patamar novamente”, comenta, reforçando a necessidade de as pessoas evitarem sair de casa.

Jones Albuquerque alerta para o fato de os dados para a extração das informações que compõem o ranking do MPPE são realizados a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos. “Se eu tenho uma casa com cinco pessoas e uma delas sai e volta todo dia essa família está exposta ao vírus. Por isso, em outros países, quem estavam trabalhando ficava em hotéis para não expor os parentes ao risco de contaminação”, falou.

Curiosamente, a cidade pernambucana com o melhor índice de isolamento, segundo o ranking do MPPE, é Solidão, com 56,6%, no Sertão; seguida por Primavera, com 54,2%, no Agreste; e Itamaracá, com 53,8%, na Região Metropolitana. O Recife apresentou um índice de isolamento de 52,1%. A maior taxa da capital foi de 66%, durante a quarentena mais rígida, que aconteceu entre os dias 16 e 31 de maio.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou confirmou, nesta segunda-feira (27), 666 novos casos da Covid-19, totalizando 89.132 pessoas infectadas pelo vírus, sendo 23.027 graves e 66.105 leves. Foram registrados ainda mais 24 óbitos em razão da doença, ocorridos entre os dias 7 de maio e 26 de julho, somando 6.376 mortos desde o mês de março. Em contrapartida, já são 65.688 pacientes recuperados após terem contraído a Covid-19, sendo 511 notificados no último boletim.

Plano de convivência

Em nota, o Governo de Pernambuco disse que as medidas de enfrentamento à Covid-19 têm sido desenvolvidas com base nas evidências científicas, dos indicadores de Saúde e de forma regionalizada e transparente. “O Plano de Convivência com a doença é baseado em 11 fases e é justamente o cumprimento de cada uma dessas etapas, assim como o comportamento da população, que vai garantir um retorno seguro e consistente às atividades econômicas”, disse. 

Ainda segundo o Governo do Estado, prevenir continua sendo a melhor estratégia. “Para manter as pessoas protegidas e livres da doença, é preciso que cada um continue sendo um agente de proteção. Neste sentido algumas medidas, como lavar as mãos frequentemente, usar corretamente as máscaras e adotar o distanciamento social, precisam estar fortemente incorporadas ao cotidiano”, recomenda.

Fonte: Folha PE

Foto: CDL Petrolina


Petrolina não registra novos casos da Covid-19 neste domingo (26)

por Redação Nossa Voz 27 de Julho de 2020 às 11:36
categoria: pandemia

O município de Petrolina, no sertão de Pernambuco, não confirmou novos casos do Novo Coronavírus no domingo. Os dados foram divulgados no último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde neste domingo (26). Até o momento, Petrolina está com 2.405 pessoas positivadas com a doença. Destes, segundo a Secretaria, 1.250 estão recuperadas. 1.104 pessoas continuam com a doença. Dos pacientes que testaram positivo, 248 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes. O número de óbitos na cidade é de 51.

Ainda segundo o último boletim divulgado, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de terapia Intensiva (UTI) da rede pública no município é de 56%. São, ao todo, 50 leitos disponíveis. 28 deles estão ocupados, 11 com pacientes de Petrolina e 17 de outras cidades da rede PEBA.

O boletim divulgado no último sábado (25) pela Secretaria de Saúde de Petrolina aponta que cresceu o número de bairros no município com casos do Novo Coronavírus. Foram cinco a mais e passou de 123 para 128 bairros com pacientes com a doença.

Fonte: G1 Petrolina

Imagem: Divulgação/PMP


Presidente do STJ tem resultado positivo para covid-19

por Redação Nossa Voz 27 de Julho de 2020 às 11:28
categoria: Coronavírus

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, teve resultado de exame positivo para covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Ele se submeteu a um exame e recebeu o diagnóstico ontem (26).

Segundo a assessoria do STJ, o magistrado, que tem 63 anos, não apresenta sintomas e continuará trabalhando de casa, em regime de quarentena. Dessa maneira, ele segue responsável pelo plantão do tribunal, no qual analisa pedidos urgentes, como liminares em habeas corpus, por exemplo. Noronha exerce a função até o fim da próxima semana, quando termina o recesso do Judiciário.

O STJ encontra-se em regime de trabalho remoto desde o início da pandemia, em março. As sessões de julgamento passaram a ser por videoconferência desde maio.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: José Cruz/Agência Brasil


Brasil registra novo recorde diário de casos de covid-19: 67.860

por Redação Nossa Voz 23 de Julho de 2020 às 11:29
categoria: pandemia

O Brasil bateu novo recorde diário de casos confirmados de Covid-19 no período de 24 horas. Desde a última atualização dos dados pelo Ministério da Saúde, na terça-feira (21), foram registrados 67.860 novos casos, ultrapassando os cerca de 54 mil diagnósticos em 19 de junho. O total de infectados em todo o país é de 2.227.514 e os óbitos desde o início da pandemia são 82.771.

Os números oficiais do governo federal apontam que 21 das 27 unidades da Federação acumulam mais de mil mortes. Com a confirmação de pouco mais de 1,5 mil casos em 24 horas, Mato Grosso do Sul ultrapassou Acre e Tocantins no número total de registros de coronavírus e deixou de ser o estado menos afetado pela pandemia. 



Fonte: Brasil 61

Imagem: Reprodução


Pesquisadores desenvolvem tecido que neutraliza novo coronavírus

por Redação Nossa Voz 23 de Julho de 2020 às 08:37
categoria: Coronavírus

Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP), da Universitat Jaume I, da Espanha, e do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) desenvolveram um tecido capaz de inativar o coronavírus SarS-CoV-2, agente causador da covid-19. O projeto teve ainda a participação de equipe da empresa Nanox, de nanotecnologia.

O tecido, que deve servir principalmente para a fabricação de peças de roupas hospitalares e já está chegando ao mercado, é capaz de eliminar 99,9% do novo coronavírus em cerca de dois minutos. A composição deriva de uma mistura de poliéster com algodão, que se soma, por meio de um processo chamado pad-dry-cure, à camada de micropartículas de prata, fixada. A aplicação de pequenas partículas de prata consiste em uma técnica difundida há algum tempo entre os industriais, estando presente nos ramos têxtil, de cosméticos e de tintas. 

Conforme explicou à Agência Brasil o pesquisador Lucio Freitas Junior, que trabalha no laboratório de biossegurança de nível 3 (NB3) do ICB, o projeto aproveitou a amostra de novo coronavírus que havia sido isolada e cultivada a partir da carga contraída por um dos primeiros pacientes diagnosticados com a doença, tratado no Hospital Israelita Albert Einstein.

"Tínhamos o vírus isolado e armazenado no nosso laboratório, em grande quantidade. Nosso laboratório fornece vírus ao Brasil todo e ao exterior, para a realização de estudos", comentou. 



Para se certificar da eficácia do material, os pesquisadores cumpriram uma segunda etapa, de análise molecular. Além de testes para avaliação da atividade antiviral, antimicrobiana e fungicida, avaliaram outros aspectos importantes para que o produto pudesse ser liberado para comercialização, como assegurar que não desencadeia alergias ou outras reações adversas no organismo.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil


Região Nordeste: pico da curva de Covid-19 ficou para trás, afirmam especialistas

por Redação Nossa Voz 20 de Julho de 2020 às 08:49
categoria: Coronavírus

O Nordeste do país vê cada vez mais longe o pico da curva de contaminação da Covid-19. De acordo com o Ministério da Saúde, a região registrou queda no número de mortes pelo novo coronavírus na comparação epidemiológica entre as duas últimas semanas.

No entanto, há um consenso entre os estudiosos: os meses mais difíceis, aparentemente, ficaram para trás. É o que explica a infectologista Melissa Medeiro. “A gente tem visto que essa nossa curva passou e estamos na descendente, diferente de alguns estados que ainda estão em curva ascendente, principalmente no Centro-Oeste e no Sul do Brasil e de outros que estão entrando em estabilização. Enquanto a gente estava vivendo o nosso pico, o pessoal do Rio Grande do Sul tinham casos esporádicos. Isso hoje se inverteu”.

Pernambuco

O estado tem 77.423 casos confirmados da Covid-19 e 5.869 óbitos. De acordo com a Secretaria de Saúde local, o estado registrou queda nos principais indicadores sobre a evolução da pandemia na comparação entre as duas últimas semanas epidemiológicas (nº 27 e 28º). De 28 de junho a 4 de julho, 221 pessoas morreram no estado por causa da Covid-19. Já entre 5 e 11 de julho, foram 130 óbitos, queda de 41%.

 

Graças à redução no número de casos, a prefeitura de Recife desativou, nesta semana, quatro dos sete hospitais de campanha que foram construídos para o atendimento aos pacientes com o novo coronavírus.

Em Pernambuco, o Plano de Monitoramento e Convivência com a Covid-19, que estabelece a retomada da atividade econômica, está em vigor. Algumas macrorregiões de saúde, como são os casos de Recife e da Zona da Mata já estão na 5ª etapa de retomada.

O Agreste do estado, que passou por restrições mais severas nas últimas semanas graças à expansão do coronavírus, conseguiu avançar no plano de retomada na última segunda-feira (13). Os municípios da região puderam reabrir o comércio de rua, salões de beleza, shoppings e as igrejas e templos religiosos.

Ao todo, o governo já gastou mais de R$ 300 milhões em ações de combate ao novo coronavírus.

Bahia

A prefeitura de Salvador e o governo do estado pretendem atuar juntos para estabelecer um protocolo de segurança e um cronograma da retomada da economia, afirmou ACM Neto. A expectativa é de que a primeira fase de flexibilização para o retorno do comércio ocorra próxima semana, segundo o próprio prefeito soteropolitano.

Com o avanço da Covid-19 pelo interior do estado, diversos prefeitos de municípios baianos decretaram toque de recolher nos últimos dias para tentar conter a disseminação do vírus. Moradores de Ilhéus, Barreiras e Cansanção, por exemplo, estão proibidos de circular pelas ruas entre às 20h e às 5h. Nessas cidades, só os serviços e atividades considerados essenciais podem funcionar.

Ao todo, o governo da Bahia já confirmou 118.657 casos e 2.738 óbitos por causa da Covid-19. A taxa de ocupação de leitos de UTI é de 79%, de acordo com a Secretaria de Saúde.

Fonte: Agência do Rádio 

Imagem: Agência Brasil


Cartões por aproximação são alternativas para evitar covid-19

por Redação Nossa Voz 17 de Julho de 2020 às 12:25
categoria: Coronavírus

Durante a pandemia do novo coronavírus, uma das formas de prevenção é evitar o contato com superfícies que possam estar contaminadas. Uma ação nesse sentido tem sido substituir os cartões que precisam de inserção nas máquinas de pagamento por outros mecanismos que efetivem a transação apenas por aproximação.

A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) tem visto uma ampliação do emprego desse recurso. A entidade ainda não tem dados sobre o uso do mecanismo durante o período da pandemia, mas a ação com os associados mostra crescimento da modalidade entre correntistas.

Na avaliação do diretor executivo da associação, Ricardo Vieira, essa ferramenta já vinha ganhando espaço, mas a pandemia contribuiu para o aumento. “Ela vem crescendo por diversos fatores. Estamos conseguindo convencer vários segmentos da importância da aceitação. Tem linha de ônibus em São Paulo, metrô no Rio de Janeiro, pedágios em São Paulo. Mas a pandemia incentiva esse tipo de uso porque fica com mais higiene, não há contato com máquina”, comenta.

Segundo Vieira, a tendência é que essa modalidade de pagamento seja adotada, a cada dia, por um número maior de pessoas no país e fique como legado do momento atual. “Acreditamos que vai continuar crescendo muito fortemente porque no mundo pós-pandemia vamos acabar incorporando hábitos adquiridos neste período”, projeta.

Um desafio, no entanto, ainda é a necessidade de digitação, que demanda o contato com a máquina. Instituições passaram a liberar o procedimento compras de até R$ 50. A partir do início do mês, o limite foi elevado para R$ 100.

Para o médico infectologista Hemerson Luz, o emprego desse tipo de cartão contribui para evitar formas de contaminação. Ele lembra que o novo coronavírus é transmitido por gotículas no ar ou em superfícies, e máquinas de cartão são um exemplo de objetos que podem causar a contaminação.

“A máquina de cartão é uma superfície potencialmente contaminável. Alguém que tossiu e tocou nela pode contaminar. Isso pode infectar outra pessoa. Quando se evita o contato físico com o objeto, se considerada superfície contaminada, ela pode ajudar”, explica.

Hemerson Luz acrescenta que a ação de lojistas, como envolver com plástico as máquinas, também é importante, pois facilita a higienização, uma vez que para uma parte das compras ainda é preciso digitar a senha. Por isso, é importante buscar equipamentos com esse tipo de proteção.

No caso do pagamento por aproximação de celulares, o risco de contaminação é “muito baixo”, conforme o especialista. Mas, mesmo assim, é importante também manter a higienização do aparelho.

“O celular é considerado objeto contaminado antes da pandemia, por bactérias, microorganismos diversos. Já deve ser preocupação a rotina de limpeza. Algumas pessoas têm passado filme. Estabelecendo rotina de limpeza diminui a possibilidade de contágio”, afirma o médico.

A professora de matemática Isis Busch conta que já utilizava o cartão por aproximação por uma questão de “praticidade”,  pois considerava que era mais simples do que ter de encostar na máquina. Com a pandemia, a opção ficou mais consolidada.

“Agora então, com a preocupação de não compartilhar objetos para evitar espalhar o vírus, o cartão por aproximação tem sido muito útil. Eu aumentei o valor que o cartão pode passar por aproximação sem necessidade de senha [antes R$ 50, agora R$ 100] e mantenho quase todas as transações abaixo desse valor, o que evita ter de encostar na maquininha para digitar a senha sempre”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: Marcelo Casal/Agência Brasil


Mais um óbito por Covid-19 é registrado em Trindade e mais oito pessoas são confirmadas com a doença

por Redação Nossa Voz 14 de Julho de 2020 às 10:32
categoria: Coronavírus

Nesta segunda-feira (13) em Trindade, mais um óbito por Covid-19 foi confirmado. Segundo o boletim da prefeitura, trata-se de uma senhora 64 anos.

Outras oito pessoas também foram confirmadas com o novo coronavírus na cidade. Com isso, o município atingiu 207 casos confirmados, 156 curas clínicas, dez óbitos e 23 casos estão sendo investigados.

Trindade registrou um aumento de 21% no monitoramento do isolamento social, chegando a 37%. Segundo a gestão municipal, o aumento foi por conta da instalação de placas na área central da cidade.

Foram realizados 234 testes nos profissionais da saúde, 219 deram negativo e 15 testaram positivo e dois seguem em isolamento domiciliar.

Com informações do G1 Petrolina 

Imagem Reprodução/TV Globo


Covid-19: Idosos representam 64% das mortes em Petrolina e prefeitura alerta para prevenção

por Redação Nossa Voz 14 de Julho de 2020 às 10:26
categoria: Coronavírus

Dos 37 mortos por covid-19 em Petrolina, 24 são pessoas idosas, o que representa aproximadamente 64,86% do total. O dado acende o alerta da prefeitura para o reforço dos cuidados com esse público, que é um dos principais grupos de risco da doença. Desde março, a gestão municipal desenvolve políticas que visam orientar e proteger a saúde dessa parcela da população.

Uma das principais ações é a busca ativa nas ruas do município. Diariamente, a equipe do Centro de Atenção à Pessoa Idosa (CAPI) circula pela cidade e faz a abordagem com os idosos, para explicar as medidas de prevenção. De 26 de março até esta segunda-feira (13), 7.888 foram abordados. Uma das preocupações da equipe está relacionada às filas de bancos e lotéricas, durante as conversas foi observado que em muitos casos parentes pedem que o idoso faça o pagamento usando a fila de prioridade.

A prefeitura lembra que a principal recomendação dos órgãos de saúde é que os idosos cumpram o distanciamento social, ou seja, que evitem sair de casa. Os que puderem, devem contar com a ajuda de familiares e amigos para as atividades do cotidiano, como fazer feira e pagar contas. Se não for possível, o público deve estar atento ao uso de máscara, levar sempre álcool em gel no bolso e higienizar as mãos com frequência, além de manter o distanciamento mínimo de 1,5 metro com relação a outras pessoas.

Fonte Blog Nossa Voz

Imagem Divulgação