asdasdasdasd

Apesar de equilíbrio, Prefeitura de Petrolina deve fazer cortes de funcionários

por Gabriela Canário 7 de Novembro de 2018 às 10:53
categoria: Cotidiano

Prefeituras de toda a região, inclusive de Juazeiro, na Bahia, estão realizando demissões de funcionários em busca do equilíbrio das contas públicas. Em Petrolina-PE esses desligamentos também devem acontecer e o Prefeito da cidade, Miguel Coelho (PSB), sentou-se com a equipe de Governo, na semana passada, para estudar a situação. De acordo com ele, o aumento dos serviços estão sendo levados em consideração no planejamento financeiro.

O orçamento anual do município, ele explica, de girar em torno de 650 milhões de reais no próximo ano. Neste ano, a arrecadação municipal foi de cerca de 115 milhões. Entretanto, apesar dos números, o Prefeito explica que é preciso cautela já que o País terá um novo Governo a partir de 2019. “A gente não sabe como o Brasil vai reagir porque é governo novo”, enfatizou Miguel Coelho.

Para equilibrar estas contas, serão necessários cortes. Alguns, inclusive, já estão sendo realizados. Mas o Prefeito não detalhou e nem informou números. O que sabe-se, até então, é que tanto cargos contratados quanto comissionados podem ser desligados. “Nós estamos exonerando algumas pessoas e contratando novos para não ter prejuízo”, disse.

O prefeito miniminiza acrescentando que os pagamentos de todos os servidores estão em dias, inclusive os recolhimentos referentes aos Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e Instituto de Gestão Previdenciária de Petrolina (Igeprev). Além disso, ele confirmou o pagamento do 13º salário dos cerca de sete mil servidores para o mês de dezembro, sendo que a primeira foi feita no mês de junho, injetando cerca de 11 milhões de reais no período junino na cidade.