asdasdasdasd

Lixo e esgoto tiram a paz dos moradores do São Joaquim em Petrolina

por Simone Marques 5 de Abril de 2019 às 10:32
categoria: Cotidiano

Uma trilha de lixo levou a reportagem do Nossa Voz hoje (05) à comunidade São Joaquim em Petrolina-PE. No bairro, uma das reclamações mais graves é sobre a situação da lagoa que acumula lixo e esgoto.

De acordo com os moradores, a situação é tão grave que na Avenida do Petróleo, que é de mão dupla, agora os carros precisam ter paciência para passar pela via, já que o lixo invadiu uma das pistas. O morador do bairro, Luiz Henrique conta que o problema é antigo. “Moro há 20 anos no bairro e, ao longo desse tempo, a situação da lagoa foi só piorando. De oito anos pra cá piorou bastante. A prefeitura até faz a limpeza e drenagem, mas não resolve. A gente precisa de uma obra que resolva mesmo”, reivindicou.

A situação agrava ainda mais quando o município entra no período chuvoso. “São quatro bocas de lobos que alimentam a lagoa. Quando chove, as águas retornam para dentro das casas”, denunciou Luiz Henrique.

Sempre que a situação agrava, os moradores acionam a Compesa, que informa que ainda não opera no bairro. Já a prefeitura diz aos moradores que é a companhia de águas e esgotos que tem que resolver.

Além do problema ‘eterno’ com os esgotos, no local um matagal toma conta do espaço. “O matagal a gente pode ver que alcança a altura do postes e prejudica a iluminação e a segurança dos moradores”. Além disso, a escuridão, segundo o comunitário, aumenta o risco de ações criminosas como assaltos e violências sexuais.

O apelo que Luiz faz é para que a população pare de descartar lixo no local e que a prefeitura e a Compesa entrem em um acordo para resolver de vez a situação da lagoa do São João. Mas que, até lá, pelo menos ações paliativas sejam feitas para atender a população.