asdasdasdasd

Enem: Reeducando da Penitenciária de Petrolina conquista maior nota entre pessoas privadas de liberdade

por Redação Nossa Voz 6 de Fevereiro de 2019 às 15:00
categoria: Educação

Dos 1.013 reeducandos que se inscreveram, em Pernambuco, no Enem para as pessoas privadas de liberdade, 312 concorreram a vagas nas universidades. De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), a maior nota veio da Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes (PDEG), em Petrolina. O reeducando tirou 683,2 e se inscreveu no Sistema de Seleção Unificad (Sisu), em Matemática e vai estudar na Universidade do Vale do São Francisco (Univasf).       

O reeducando se preparou por quatro meses, na escola estadual Bento XVI,  que funciona dentro da própria penitenciária e se dedicou aos estudos. “Já iniciei um curso de Engenharia, mas não conclui. Só que, agora, pretendo seguir a área da Matemática e me tornar professor”, explica. Ele vai estudar monitorado com tornozeleira eletrônica, e, todo o dia,  após as aulas, retorna para a unidade, assim como outros do semiaberto que fazem curso superior e cumprem pena na mesma penitenciária.  

De acordo com o  supervisor pedagógico da penitenciária, Nysley Alberto de Oliveira, o reeducando destaque no Enem para privados de liberdade  é muito interessado pelos estudos. "Ele participa do Programa de Remição de Pena pela Leitura, desenvolvido pela Seres, e tem um bom rendimento. Além disso trabalha fora da unidade", ressalta.  

Foto: Divulgação