asdasdasdasd

Professores da Uneb paralisam as atividades em protesto a crise orçamentária

por Adriana Rodrigues 7 de Agosto de 2018 às 07:35
categoria: Educação

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) amanheceu de portões fechados nesta segunda-feira (6), em função da paralisação dos professores, que deve continuar até sábado (11), em todas as 24 unidades da instituição distribuídas no estado. A decisão foi tomada no dia 25 de julho, durante assembleia da categoria.

Os docentes protestam contra os problemas causados pela crise orçamentária, sobretudo em relação à ameaça do corte das passagens intermunicipais aos professores – que dependem das mesmas para trabalharem nos campi do interior -, que deve ocorrer em outubro deste ano. Além disto, os docentes também reclamam da falta de infraestrutura e exigem maior orçamento para a universidade.

Neste primeiro dia de paralisação, os professores fazem panfletagem em frente ao campus de Salvador, no bairro do Cabula, e realizam uma programação que inclui café da manhã, falas dos docentes e apresentações culturais. A expectativa é que a manifestação tenha a adesão de estudantes e servidores técnicos.

Segundo o coordenador-geral da Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb), Milton Pinheiro, a categoria reivindica a alteração do Decreto de Lei 6.192/97, que limita a compra de passagens, por parte da reitoria da universidade, a apenas 72 km do local de moradia do professor. De acordo com a associação, os professores pressionam a reitoria para uma solução definitiva a questão desde 2015.

Até o momento não houve um posicionamento das secretarias estaduais de Educação e Administração sobre a situação. A equipe também tentou contato com a Uneb, mas não obteve êxito.