asdasdasdasd

Mais um mutirão para retirada de baronesas é feito na Orla de Petrolina

por Milena Pacheco 13 de Fevereiro de 2020 às 11:35
categoria: Meio Ambiente

As equipes de serviços públicos da prefeitura de Petrolina iniciaram a limpeza da Orla do município. A margem do Rio São Francisco foi capinada e limpa.

Até a próxima semana, cerca de 10 pessoas, devem trabalhar na capina e também com máquina retroescavadeira para retirar as baronesas, plantas aquáticas que se alojam na margem petrolinense.

“A gestão já eliminou 80% dos esgotos que ali existiam quando o prefeito Miguel Coelho assumiu em 2017. Aumentamos em mais de 500% a oxigenação da água. O que ocorre é que, pela curva do rio que existe na margem petrolinense, as baronesas descem das partes mais acima do rio e se instalam aqui. Por isso, por se tratar de um ponto turístico, estamos sempre mantendo a nossa Orla bonita”, ressaltou o secretário executivo de Serviços Públicos, Alisson Oliveira. (Fonte: Blog Nossa Voz)


Petrolina (PE): Segundo previsão do INMET esta quinta-feira (23), promete céu nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas

por Adriana Rodrigues 23 de Janeiro de 2020 às 12:45
categoria: Meio Ambiente

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a previsão para Petrolina (PE), nesta quinta-feira (23), é de tempo nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas.

 A mínima prevista para a região é de 20°C e a máxima, de 36ºC. A umidade relativa do ar varia entre 40% e 85%.

No período da manhã o tempo apresenta vento fraco ou moderado, a situação muda à tarde e noite com  ventania moderada com rajada.


AMMA dá pausa na distribuição de mudas em Petrolina

por Adriana Rodrigues 14 de Janeiro de 2020 às 12:09
categoria: Meio Ambiente

(Foto: divulgação PMP)



A Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) vem atuando na produção e distribuição gratuita de mudas. Nos primeiros meses do ano, a AMMA está fazendo a coleta de sementes, através de expedições, para produzir novas mudas da Caatinga no Viveiro Municipal. É por este motivo que o órgão irá dar uma pausa na distribuição, a partir desta quarta-feira (15),  para produzir novas plantas.

A primeira busca já foi feita, dentro da área de preservação do 72 Bimtz, coletando espécies da área de sequeiro, como a Catingueira, Jurema Vermelha, Angico, Pau-ferro, Baraúna e Acássia. Outras expedições devem ser realizadas para que as sementes sejam levadas para o Viveiro Municipal, no Parque Josepha Coelho, e assim dar início à etapa de produção de novas plantas para o ano inteiro. Com isso, as doações devem voltar a acontecer normalmente a partir da primeira semana de abril. 

“A pausa é importante para que as outras etapas da produção de mudas possam ser concluídas, mas em breve voltaremos com a distribuição  para moradores, para realização de corredores verdes pela cidade, para escolas e outros fins”, destacou o diretor-presidente da AMMA, Geraldo Miranda.


Chuvas na região garantem ânimo novo à população da zona rural de Petrolina

por Adriana Rodrigues 9 de Janeiro de 2020 às 11:48
categoria: Meio Ambiente

(Foto: Divulgação)

Notícia boa no Sertão pernambucano é aquela que envolve mais acesso à água. Na última semana, o município de Petrolina recebeu um considerável volume de chuvas, o que alegra e dá esperança às comunidades rurais, principalmente, as que sofrem com o longo período de estiagem, já que têm seus barreiros reabastecidos ajudando na criação de animais e irrigação de pequenas lavouras.

Foram registrados generosos índices pluviométricos a exemplo da comunidade de Cristália, que marcou 70mm de água. Para Seu Paulo de Terezinha que mora em Poço Dantas, região de Cristália, a emoção de vivenciar dias chuvosos é uma bênção e motivo de gratidão. “É muito importante assim porque a gente passa o ano todinho pra poder ver essas chuvas que vêm. Eu estou muito feliz porque eu já estava queimando o mandacaru para minha criação, a palma que eu tinha estava se acabando também essa chuva veio na hora certa!”, celebrou seu Paulo.

 Outras localidades como Sítio Romão, Garcinha, Inhuma, Atalho; em vilas da área irrigada como N-4, N-5, N-7 e N-10 também festejam as chuvas. E de acordo com os principais institutos de meteorologia do país, há mais previsão para este mês de janeiro.

No próximo final de semana equipes da Secretaria de Governo e Agricultura farão visita a algumas comunidades da zona rural do município para acompanhar de perto tanto as benesses quanto algumas intercorrências que acontecem nesse período chuvoso, em destaque as condições das estradas após as primeiras chuvas. A secretaria realizou em 2019 mais de 1 mil km de patrolamento de estradas vicinais, garantindo assim maior segurança e mobilidade a quem trafega por essas áreas, como também, limpeza de barreiros e barragens, o que proporciona um melhor uso dessa água.

“Seguimos a orientação do prefeito Miguel Coelho de fazermos um levantamento das prioridades em relação ao que precisa ser feito de mais urgente em relação aos serviços de patrolamento para garantir o direito de ir e vir do homem e da mulher do campo”, ressaltou o secretário de Governo e Agricultura, Simão Durando. (Com informações: Ascom/PMP)


Previsão de chuva continua em Petrolina até o fim de semana

por Adriana Rodrigues 3 de Janeiro de 2020 às 11:35
categoria: Meio Ambiente

(foto: Iara Bispo/NV)

O tempo chuvoso continua em Petrolina. Segundo o site Clima Tempo, a temperatura no município pernambucano deve variar entre 22º e 31º.

Além disso, há 86% de chances de chover. São esperados 30mm de precipitação. Hoje a previsão é de sol com algumas nuvens, mas chove rápido durante o dia e à noite.

Amanhã também deve ter sol com muitas nuvens, e pancadas de chuva à tarde e à noite. Petrolina terá 80% de chances de chuva com temperatura mínima de 22º e a máxima de 31º.


Sobradinho: Busca por corpo desaparecido no lago é encerrada, vítima não foi encontrada

por Adriana Rodrigues 2 de Janeiro de 2020 às 12:10
categoria: Meio Ambiente

(Foto: Carol Souza/ Nossa Voz)

A busca pelo quarto corpo que desapareceu no Lago de Sobradinho, no norte da Bahia, foi encerrada. Segundo a Marinha do Brasil, a vítima não foi encontrada. De acordo com a Marinha, duas mulheres e dois homens pegaram uma embarcação de madeira motorizada com destino à ilha do Mocó, e não foram mais vistos desde o dia 25 de dezembro.

No último domino (29), um dia após as buscas serem iniciadas, três corpos foram encontrados no Lago. Eram de duas mulheres e um homem, que foram identificadas como: Nilvânia Neves da Costa, Elias Neves da Costa e Luana Vieira Gomes, todos de Sobradinho.

A Marinha informou que será instaurado um inquérito para apurar as causas e responsabilidades pelo ocorrido.(Fonte: G1 Bahia)


Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

por Milena Pacheco 23 de Setembro de 2019 às 11:08
categoria: Meio Ambiente

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que a média da temperatura do planeta poderá aumentar em até 3,4 º C até o final deste século.

Arquivo/Agência Brasil

O documento, que reúne estudos científicos da Organização Meteorológica Mundial e outros órgãos especializados, foi publicado nesse domingo (22), um dia antes do início da Cúpula sobre a Ação Climática em Nova York.

Segundo o documento, que defende a adoção de medidas para combater o aquecimento global, a média da temperatura do planeta de 2015 para 2019 será 0,2 º C acima do período anterior de cinco anos. Além disso, ela é 1,1º C mais quente que os níveis pré-industriais de 1850 a 1900.

O relatório ainda aponta que o aumento dos níveis dos mares tem acelerado, e indica que a acidez dos oceanos aumentou 26% desde o início do período industrial por causa da absorção do CO2 liberado na atmosfera pelo uso de combustíveis fósseis.

O documento afirma que as emissões de gases de efeito estufa continuam a subir porque combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo ainda são as principais fontes de energia da humanidade.

Por fim, o relatório alerta que a temperatura média global poderá aumentar 3,4 º C até 2100 mesmo se governos conseguirem cortar suas emissões como prometido. Segundo o documento, países precisam se esforçar ainda mais para limitar o aumento em 1,5 º C acima dos níveis pré-industriais.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu que líderes mundiais levem os fatos a sério e urgentemente façam algo a respeito. (Fonte: Agência Brasil)


AMMA identifica descarte de 8 toneladas de lixo na Orla de Petrolina

por Milena Pacheco 30 de Julho de 2019 às 16:33
categoria: Meio Ambiente

A Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) de Petrolina divulgou nesta terça-feira (30) que identificou o descarte ilegal de lixo em área de preservação ambiental na Orla 1 da cidade. Ao chegar ao local, a equipe da AMMA encontrou restos de material de construção, lixo e documentos pessoais, o que permitiu que a Agência pudesse identificar os infratores e realizar a notificação.

(Foto: Ascom PMP)

O diretor de projetos da AMMA, Victor Flores explicou que a ação faz parte do programa que visa recuperar o trecho urbano do Rio São Francisco entre a Orla 1 e 2, área de preservação permanente que vem sofrendo, constantemente, com a ação humana. “Muito mais que punir, nosso trabalho é educativo. Porém, nem sempre é possível e precisamos trabalhar conforme determinam as leis ambientais”.

O volume de lixo encontrado na área foi de cerca de oito toneladas e nove pessoas foram identificadas, sendo que quatro já foram autuadas segundo o do artigo 80 do Código de Legislação Ambiental. A multa para esse tipo de crime ambiental pode variar de mil a R$ 1 milhão.

“Essas quatro pessoas foram notificadas e já iniciaram com o acompanhamento da nossa equipe a retirada do material. Precisamos conscientizar as pessoas para que se eduquem, para que não contratem qualquer tipo de serviço e que a gente possa ter o nosso rio vivo ainda por muitos anos”, diz Flores.

 


Cidades de PE recebem 2ª etapa da Fiscalização do Rio São Francisco

por Milena Pacheco 15 de Julho de 2019 às 12:16
categoria: Meio Ambiente

Municípios do interior pernambucano recebem a partir desta segunda-feira (15) a 2ª etapa do Programa de Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco em Pernambuco (FPI/PE). O objetivo é combater danos ambientais relacionados à extração mineral, comércio e uso de agrotóxicos, abate ilegal de animais, abastecimento de água, saneamento e gerenciamento de resíduos sólidos, bem como a atividades com impacto na fauna e flora, no patrimônio cultural e nas comunidades tradicionais da região, entre outros. Ao todo, cinco municípios da região do Sertão de Itaparica serão visitados.

O programa é realizado mediante a atuação coordenada de mais de 20 órgãos públicos e entidades não-governamentais, voltados à preservação dos recursos socioambientais por meio da identificação de irregularidades e adoção das respectivas sanções. Centenas de profissionais, divididos em equipes técnicas temáticas, promoverão as fiscalizações nas áreas urbana e rural, além de atividades de educação ambiental para a população local.

Sob coordenação do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com apoio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), as entidades participantes do programa são: Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro); ONG Animalia; Agência Nacional de Mineração (ANM); Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac); Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa); CemaFauna Caatinga/Univasf; Agência de Bacia Peixe Vivo; Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH); Fundação Nacional de Saúde (Funasa); Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Polícia Militar de Pernambuco (PMPE / 23º BPM e Companhia Independente de Polícia do Meio Ambiente – Cipoma); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Secretaria Estadual de Saúde (SES).

A FPI é um programa permanente e continuado que teve início há 16 anos, na Bahia. Posteriormente, aderiram os estados de Alagoas (em 2014), Sergipe (2016) e Minas Gerais (2017). No ano passado, a FPI foi também iniciada em Pernambuco. Com isso, os principais estados que integram a Bacia Hidrográfica do São Francisco fazem parte do programa.

Da primeira etapa da FPI em Pernambuco participaram quase 200 profissionais de 21 órgãos públicos e entidades não-governamentais. As ações de fiscalização foram voltadas às seguintes áreas: saneamento, gestão ambiental, flora, fauna, mineração, agrotóxicos, espeleologia, arqueologia, paleontologia, patrimônio cultural e comunidades tradicionais. (Fonte: Blog Nossa Voz/Foto: MPPE)


Sesc comemora Semana do Meio Ambiente em Petrolina

por Milena Pacheco 3 de Junho de 2019 às 13:26
categoria: Meio Ambiente

A partir de amanhã (4), o Sesc Petrolina inicia as comemorações da Semana do Meio Ambiente com diversas atividades. Até 7 de junho, alunos da unidade e de outras instituições vão poder participar de oficinas para o reuso de materiais recicláveis e jogos didáticos que orientam para a preservação do meio ambiente.

A programação tem início, às 9h, com a oficina para Confecção de Ecobag e reuso de banners. Até a sexta-feira (7), os estudantes inscritos para as oficinas terão acesso a técnicas de confecção de brinquedos e organizadores com materiais recicláveis, aromatizadores de ambientes e jogos didáticos.

“A Semana do Meio Ambiente é celebrada por meio deste projeto de educação ambiental orientando crianças e jovens sobre a reciclagem de diversos materiais, o processo de preservação ambiental, consumo responsável e desperdício”, explica a supervisora pedagógica do Sesc Petrolina, Maricelma Barreto. (Fonte: Blog Nossa Voz/Foto: G1)