‘Panda-esqueleto-do-mar’: cientistas descobrem nova espécie marinha com aparência intrigante; veja vídeo

0
126

Animal foi identificado na costa do Japão e recebeu o nome devido às manchas pretas que se assemelham às do urso nativo da China

Cientistas japoneses identificaram uma nova espécie marinha curiosa na costa da Ilha de Kumejima. O animal, batizado oficialmente de Clavelina ossipandae, foi introduzido no Registro Mundial de Espécies Marinhas (WoRMS) no último sábado. Popularmente, tem sido chamado de ‘panda-esqueleto-do-mar’, devido à sua curiosa semelhança com os ursos nativos da China.

No estudo em que relatam a descoberta, publicado na revista científica Species Diversity, os pesquisadores da Universidade Hokkaido explicam que os animais estavam atraindo a atenção dos mergulhadores da costa da ilha desde 2017. Uma loja de mergulho do local compartilhou imagens da espécie na internet, que chegaram até os cientistas.

Intrigados por não reconhecerem o animal, eles decidiram investigá-los. “Nosso exame morfológico revelou que representam uma espécie nova”, escreveram no artigo, “pertencente ao gênero de ascídias Clavelina”. As ascídias são um organismo marinho também conhecido como tunicado por possuir um corpo em formato de saco coberto por uma túnica gelatinosa.

Porém, o que mais chamou atenção do público foram as duas manchas pretas que se assemelham aos olhos de um urso panda. Por isso, logo que as imagens da espécie começaram a repercutir, os internautas deram o nome de “gaikotsupandahoya“, o que é japonês para “esqueleto panda ascídia”.

Também por esse motivo, a pequena criatura, que mede apenas até 2 centímetros, recebeu o nome científico de Clavelina ossipandae. À agência de notícias Reuters, Naohiro Hasegawa, principal autor do estudo que identificou o animal, e pesquisador da Universidade Hokkaido, explicou o que são as manchas e os fios brancos que aparecem na lateral do animal.

— As partes brancas que parecem ossos são os vasos sanguíneos que correm horizontalmente pelas guelras das ascídias. As partes pretas da cabeça que parecem os olhos e o nariz de um panda são apenas um padrão, e não sabemos realmente por que existe esse padrão — disse.

(O Globo)