asdasdasdasd

Equipes do Sertão voltam a quadra nesta quinta-feira

por Mário Souza 20 de Setembro de 2017 às 15:31
categoria: Pernambucano 2017

A noite de quinta-feira (21) no Sertão do Araripe, será marcada por mais um rodada do Campeonato Pernambucano de Futsal. Mais uma vez as equipes do Grupo D entram em quadra para continuara a luta por uma vaga na próxima fase do certame estadual. As partidas seguem sediada no Ginásio do Sesc-Araripina.

Às 20 horas, o lider da chave e até aqui invicto na competição, Santos Trindade / GRUPO Geraldo Lins enfrenta o Bodocó Futsal. Na sequência - às 21horas, será a vez do time da casa o Onze de Setembro/Unopar encarar o Ipubi Futsal.

Os jogos marcam a 4ª rodada da 1ª fase. Após os confrontos desta quinta-feira, restarão apenas 2 partidas para que sejam conhecidos os classificados para a próxima etapa do estadual.


Como Esperado! TJD rejeita impugnção e mantém Sport Campeão

por Mário Souza 18 de Julho de 2017 às 21:44
categoria: Pernambucano 2017

Fonte / Cassio Zirpoli - Pernambuco.com

O resultado era previsto. Mesmo que o Tribunal de Justiça Desportiva, o TJD, votasse a favor da impugnação da finalíssima do Campeonato Pernambucano, vencida pelo Sport por 1 x 0, é difícil imaginar que a instância superior, o STJD, aceitasse a resolução. Afinal, a jurisprudência teria efeito dominó, tornando qualquer (suposto) erro em base para anulação de jogos de futebol.

Por este viés jurídico e pela imprecisão da imagens da tevê para definir o erro na saída de bola no Cornélio de Barros, os oito auditores presentes (Vitor Fretas, Claudio Pessanha, João Firmino, Thales Cabral, Hilton Galvão, Carlos Gil, Gilmara Leal e Felipe Tadeu) negaram a petição de Luciano Rocha, o goleiro reserva do Salgueiro. Ele havia entrado na justiça em 6 de julho alegando um “erro de direito”. No julgamento, a sua tese foi sustentada pelo tiro de meta marcado pelo árbitro Wilton Sampaio, após sinalização do auxiliar Marcelo Van Gasse, em vez do prosseguimento da jogada, que terminaria num gol do carcará – lembrando que o artigo 84 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva prevê a anulação (em qualquer fase) em erros de direito. Porém, foi considerado “erro de fato”, ou interpretação equivocada do lance.

Com o resultado no tribunal, instalado dentro da sede da FPF, na Boa Vista, o título estadual de 2017 foi confirmado para o leão. Foi a segunda vez em uma década que o TJD local julgou um caso do tipo. Em 2007, chegou a modificar o resultado do jogo entre Central e Vera Cruz, de 2 x 1 para a 2 x 2, numa decisão bem polêmica – posteriormente anulada, por unanimidade, no STJD.

O título está decidido… Mas a bola saiu ou não após o escanteio?

Lista de campeões pernambucanos (1915-2017)

41 – Sport

29 – Santa Cruz

21 – Náutico

6 – América

3 – Torre

2 – Tramways

1 – Flamengo do Recife

Obs. Cabe recurso no STJD, onde a chance de reversão é irrisória.


TJD-PE vai julgar processo da final do na próxima terça-feira

por Mário Souza 13 de Julho de 2017 às 15:58
categoria: Pernambucano 2017

Fonte / Blog do Alvinho

Foi agendado para a próxima terça-feira, dia 18, o julgamento da ação movida pelo goleiro reserva do Salgueiro, Luciano, que pede a anulação do segundo jogo da final do Campeonato Pernambucano, ocorrido no dia 28 de junho entre Salgueiro e Sport. A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) não pode homologar o resultado da licitação até que o caso seja julgado.

O advogado Mariano Sá, que representa Luciano na ação, disse no último fim de semana que está confiante em uma decisão favorável ao Salgueiro pelo Tribunal de Justiça Desportista de Pernambuco (TJD-PE). No entanto, já avisou que vai recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça Desportista (STJD) caso sofra uma derrota no órgão pernambucano.

No processo, o advogado acusa o assistente de ter cometido erro de direito por mau posicionamento na jogada que resultou no gol do Salgueiro. O bandeirinha indicou que a bola saiu na cobrança de escanteio e o árbitro anulou o gol mesmo após analisar as imagens pelo recurso do Árbitro de Vídeo. Em seguida o Sport marcou um gol e venceu a partida.


TJD suspende resultado da Final do Pernambucano

por Mário Souza 6 de Julho de 2017 às 21:50
categoria: Pernambucano 2017

O Presidente em Exercício do Tribunal de Justiça Desportiva, Vitor Freitas Andrade Vieira intimou a Federação Pernambucana de Futebol a não homologar o resultado da partida entre Salgueiro x Sport, Final do Campeonato Pernambucano 2017. O jogo decisivo do estadual, disputado no último dia 28/06 em Salgueiro, foi vencido pelo Leão que superou o Carcará com o gol marcado por Éverton Felipe.

Uma ação que pede a anulação da partida, foi movida pelo goleiro Luciano do Salgueiro. Em seus argumentos o atleta indica que houve um erro da arbitragem que teria anulado uma gol legal do Carcará e nesse caso prejudicou o clube mudando o resultado da partida. No lance em questão, o árbitro Wilton Pereira alegou que a bola teria saído de campo durante a cobrança de escanteio que originou o gol do Salgueiro. Após ter anulado o tento, Pereira consultou o árbitro de vídeo Péricles Bassols e depois de 4min45seg de paralisação a decisão foi mantida.

Segundo o despacho do magistrado a partida fica impugnada, ou seja, com o resultado suspenso até que a ação seja julgada pelo TJD, o que deve acontecer em 15 dias.

Mario Souza Cronista Esportivo do Programa Nossa Voz Esporte do Sistema Grande Rio de Rádio, conversou com Doutor Vitor Freitas do TJD. Apesar de preferir não gravar entrevista o magistrado explicou “que aconteceu que até o momento o Tribunal simplesmente aceitou a denúncia e vai encaminhar o processo para julgamento, o que deve acontecer no máximo até o final do més. Não há nenhum juízo de valor ou mérito, ou seja, ninguém pode afirmar se a partida será ou não anulada” ressaltou.

Além da Federação, o Sport também foi provocado a se manifestar sobre o processo por meio de seu Departamento Jurídico.

Confira o texto do depsacho

Mário comenta os detalhes da ação no TJD

 

 


Salgueiro se revolta por gol anulado em final

por Mário Souza 29 de Junho de 2017 às 16:18
categoria: Pernambucano 2017

Fonte / ESPN

O primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano marcou a estreia do árbitro de vídeo no Brasil. E já naquela ocasião, dia 7 de maio, uma grande polêmica se instaurou depois que o árbitro Washington da Silva marcou um pênalti a favor do Salgueiro nos acréscimos do segundo tempo, em plena Ilha do Retiro. Após seis minutos de paralisação entre consulta a Péricles Bassols, árbitro de vídeo na oportunidade, e revisão de Washington da Silva do lance, a infração foi confirmada e o time do interior empatou o jogo em 1 a 1.

Na última quarta-feira, após 52 dias, as duas equipes voltaram a se enfrentar no segundo e decisivo confronto pelo título estadual, dessa vez no modesto estádio Cornélio de Barros, na cidade de Salgueiro. De novo, Péricles Bassols foi o responsável por comandar as análises dos replays da TV. E outra vez a polêmica foi grande, mas agora pelo lado do Salgueiro.

Tudo porque aos 24 minutos do segundo tempo, quando o placar ainda estava zerado, o time da casa teve um escanteio a seu favor pela esquerda do ataque. A bola foi alçada na área, o zagueiro Ranieri tocou para o meio e o atacante Álvaro mandou para as redes. A festa, no entanto, foi interrompida pelo árbitro assistente Emerson Augusto de Carvalho, que assinalou a saída da bola pela linha de funda durante a viagem da mesma para a área.

Wilton Pereira Sampaio, árbitro do jogo, pediu o auxílio de Péricles Bassols e ainda foi a um monitor à beira do campo para olhar com seus próprios olhos. Cinco minutos depois, Sampaio manteve a decisão de seu auxiliar número um e confirmou o tiro de meta.

A emissora responsável pela transmissão da partida, no entanto, não mostrou a jogada por nenhum ângulo conclusivo, que desse para perceber a bola realmente correndo por fora. Isso, aliado ao gol do Sport aos 36 minutos da etapa final, foi o suficiente para uma revolta generalizada em Salgueiro.

Após o jogo, com o título nas mãos do Leão, foi difícil conter os ânimos dos mandantes, que poderiam se sagrar os primeiros campeões do Estado com um time do interior.

"Foram cinco meses de trabalho e hoje nós tivemos um gol num momento difícil que estava o jogo. A bola não saiu. A TV mostra que não saiu. Tem o árbitro de vídeo que teve a oportunidade de dar o gol para o Salgueiro. Todo mundo viu que não saiu. Amanhã, quando eles estiverem diante dos filhos deles, eles vão ver que deixaram uma cidade chorando, um bocado de pai de família triste, porque tiveram o lance em mãos. Já vimos 10 vezes e a bola não saiu. Para que tem árbitro de vídeo, se eles tiveram na mão a oportunidade de dar a taça ao campeão merecedor. Hoje, para todos nós, o Salgueiro é campeão, porque conquistamos dentro de campo", esbravejou à Rádio CBN Recife o experiente goleiro Luciano, que há 12 anos defende o Salgueiro e atualmente é reserva, um dos mais revoltados.

A gente está vendo o vídeo aqui e a bola não saiu. Fica difícil. Nessa hora a gente tem que ter tranquilidade para não se prejudicar mais na frente. Ser vice-campeão não tira o brilho do que o Salgueiro fez dentro de campo, mas temos de ter tranquilidade. Realmente é revoltante perder em uma bola dessa", comentou em seguida Carlos José de Araújo, gerente de futebol do Salgueiro, tentando acalmar a situação.

Até mesmo o prefeito da cidade de Salgueiro, Clebeu Cordeiro, manifestou toda sua indignação pelo gol anulado com auxílio do vídeo e ameaçou fazer com que o Salgueiro não entre mais em campo pelo Campeonato Brasileiro da Série C, competição em andamento onde a equipe de Pernambuco ocupa a lanterna do grupo A.

"Presumo que Clebeu não viu o lance. O árbitro acertou e consultou o árbitro de vídeo, que confirmou que a decisão estava acertada", retrucou Evandro Carvalho, presidente da FPF (Federação Pernambucana de Futebol).

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Sport recém contratado, mesmo sem saber ao certo o que aconteceu no primeiro duelo da decisão, saiu em defesa da arbitragem, apesar de admitir que experimentar a tecnologia logo em uma final não foi uma decisão acertada, e condenou a reclamação do Salgueiro.

"Por que será que eles não reclamaram o jogo passado? Parece que no jogo passado eles foram beneficiados com alguma coisa. Eu fui lá ver toda a estrutura que eles (CBF) colocaram para ajudar, para ninguém ganhar um campeonato com gol injusto. Se é o melhor momento, de repente deveria ser de uma outra maneira, mas, pelo o que eu vi, (árbitro de vídeo) vai contribuir. Isso faz parte do que estava programado", minimizou o treinador campeão depois de comandar o Leão apenas na segunda partida da final.


Rádios do Sistema Grande Rio transmitem Salgueiro x Sport

por Mário Souza 27 de Junho de 2017 às 17:01
categoria: Pernambucano 2017

As emissoras do Sistema Grande Rio de Rádio, transmitem nesta quarta-feira (28), as emoções da final do Campeonato Pernambucano de Futebol 2017, entre Salgueiro x Sport.

Os ouvintes das Rádios: Grande Rio FM 100,7 (Petrolina), Grande Rio FM Cabrobó 100,3 (Cabrobó), Boa Vista FM 99,3 (Santa Maria da Boa Vista) e Voluntários da Pátria AM 1080 (Ouricuri), vão poder conferir ao vivo direto dos Estádio Cornélio de Barros em Salgueiro, todos os detalhes do duelo que vai determinar o Campeão Estadual.

Para trazer as informações da partida para os ouvintes, um time de craques da crônica esportiva já está escalado para a transmissão;

Marcos Bastos – Narrador

Mário Souza – Comentarista

Luiz Villas Boas – Repórter

Wendel Novaes – Plantão

Leonardo Martins – Coordenação

Abimael Dos Anjos – Técnica

Para esquentar o clima, o Programa Nossa Voz Esporte desta quarta-feira, será transmitido direto do Estadio Cornélio de Barros, Palco da Grande Decisão apartir das 13horas. Você vai ficar bem informado sobre os últimos acertos das duas equipes e os bastidores do confronto entre o Carcará do Sertão e o Leão da Praça da Bandeira.

A noite a nossa transmissão começa as 21horas com o pré jogo. As 21h45min, para o que estiver fazendo e acompanhe a histórica decisão do Campeonato Pernambucano de Futebol nas emissoras do Sistema Grande Rio de Rádio.


FPF apresenta o troféu da final

por Mário Souza 27 de Junho de 2017 às 16:31
categoria: Pernambucano 2017

Fonte / FPF

Em encontro na última segunda-feira (26), juntamente com o presidente do Salgueiro, Clebel Cordeiro, e do Sport, Arnaldo Barros, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, ao lado do diretor de competições da entidade, Murilo Falcão, apresentaram o troféu do Pernambucano Série A1/2017 ao Governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas.

Estiveram presentes no encontro os secretários Antonio Figueira (Casa Civil) e Felipe Carreras (Turismo, Esportes e Lazer); o secretário-executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto; o secretário-executivo de Articulação Parlamentar da Casa Civil, André Campos; a presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Márcia Souto; além de membros da Comissão Organizadora do Bicentenário da Revolução de 1817, José Luis da Mota Menezes e Margarida Cantarelli.

Este ano, a taça recebeu o nome de Troféu Bicentenário da Revolução Pernambucana 1817-2017, em homenagem a data comemorada no último dia 06 de março.

“Reconhecemos a grandeza da história de Pernambuco. Além disso, é uma oportunidade que a Federação teve de se aliar e de se alinhar ao governador Paulo Câmara na homenagem à Revolução Pernambucana. Então, a FPF e os clubes pernambucanos tiveram e têm o maior prazer em instituir o troféu em homenagem ao Bicentenário”, falou o presidente Evandro Carvalho sobre a importância da homenagem ao movimento. 

Salgueiro e Sport decidem o título nesta quarta-feira (28), no Cornélio de Barros. Quem será que leva o troféu para casa?

A FPF deseja boa sorte aos clubes e espera um grande jogo nesta grande final.


Salgueiro e Sport decidem o Estadual

por Mário Souza 27 de Junho de 2017 às 09:34
categoria: Pernambucano 2017

Fonte / FPF

O jogo de volta da final do Pernambucano A1/2017, entre Salgueiro e Sport, acontece nesta quarta-feira (28), às 21h45h, no Cornélio de Barros. Depois do empate em 1 x 1, na Ilha do Retiro, os clubes voltam a se enfrentar pelo título de campeão Estadual.

Dono da melhor campanha do Hexagonal do Título, o Tricolor Sertanejo vai em busca do seu primeiro título. Com apenas 12 anos de futebol profissional, o clube do sertão está na sua segunda final de Campeonato Pernambucano. Em 2015, fez grande jornada, porém perdeu para o Santa Cruz.

Na campanha deste ano, teve que passar pela 1ª fase, onde em seis jogos conquistou cinco vitórias e um empate, até chegar no Hexagonal do Título. Na fase seguinte, juntou-se ao Belo Jardim, Central, Náutico, Santa Cruz e Sport, e mesmo assim ficou com o primeiro lugar. Foram 23 pontos em 30 possíveis, tendo um aproveitamento de mais 76,7%. Dezessete gols anotados e seis sofridos. Na semifinal, passou pelo Santa Cruz, depois de perder o primeiro encontro por 1 x 0, e vencer o confronto de volta por 2 x 0, no Cornélio de Barros.

Se um está atrás da primeira conquista, o outro busca o 41º troféu. Campeão do Pernambucano A1 pela última vez em 2014, o Sport chega à segunda final de Estadual seguida, empolgado pelos dois últimos bons resultados que conseguiu pelo Campeonato Brasileiro longe de seus domínios.

Na edição deste ano, o clube rubro-negro, juntamente com seus rivais da capital, iniciou a competição no Hexagonal do Título. Em 10 jogos realizados, o Leão da Praça da Bandeira teve um aproveitamento de 56,7%. Foram somados 17 pontos, ocupando a 3ª posição. Foram quatro triunfos, cinco empates e uma única derrota. Antes de chegar à final, fez o Clássico dos Clássicos diante do Náutico, vencendo o duelo de ida por 3 x 2, e ficando na igualdade, na Arena de Pernambuco, por 1 x 1.

Nos últimos 11 confrontos entre as duas equipes, de 2015 para cá, o equilíbrio dos números mostra como não há favoritos para a decisão desta quarta-feira. Foram quatro vitórias do Salgueiro, contra três triunfos leoninos, além de quatro empates. Na edição deste ano do Pernambucano A1, nas três vezes em que se encontram, rubro-negros e tricolores sertanejos ficaram na igualdade


Árbitro de Vídeo confirmado em Salgueiro x Sport

por Mário Souza 26 de Junho de 2017 às 16:20
categoria: Pernambucano 2017

A CBF colocará o Árbitro de Vídeo (AV) em prática, mais uma vez, no Campeonato Pernambucano. O jogo Salgueiro x Sport, que decidirá a competição nesta quarta-feira (28), contará com o recurso e toda a estrutura necessária. A realização conta com o apoio institucional da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), que vem participando do processo do AV há mais de um ano.

O primeiro duelo com Árbitro de Vídeo no futebol brasileiro havia sido, justamente, a partida de ida da decisão: Sport 1 x 1 Salgueiro, na Ilha do Retiro (07/05). Naquele domingo, a tecnologia entrou em campo para ajudar o árbitro principal a confirmar a marcação correta de um pênalti.

Salgueiro e Sport vão se enfrentar às 21h45, no Estádio Cornélio de Barros, na cidade de Salgueiro (PE). Os árbitros de campo foram definidos em audiência pública, realizada no dia 23 de maio, na sede da FPF: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO) irá comandar o jogo e terá Emerson Augusto Carvalho (FIFA-SP) e Marcelo Van Gasse (FIFA-SP) como seus assistentes. José Woshington (CBF), que foi árbitro principal no primeiro jogo, será o 4º árbitro (CBF) e Fabrício Leite (CBF) será o árbitro reserva.

Equipe do Árbitro de Vídeo

Na unidade móvel de transmissão, conferindo as imagens e replays para intervir, se necessário, estará a equipe de aplicação e supervisão do AV. Péricles Bassols (CBF/PE) será o árbitro de vídeo, com a possibilidade de contato via comunicador com o árbitro principal. Manoel Serapião Filho, autor do projeto, atuará como supervisor e Alício Pena Júnior trabalhará como assistente do supervisor. O coordenador do Árbitro de Vídeo no Brasil e chefe da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa; e o presidente da Federação Pernambucana, Evandro Carvalho, também estarão no estádio.

Coletiva e visita aos times

Nesta terça-feira (27), a partir das 10h, os representantes da CBF e da FPF vão participar de uma entrevista coletiva de imprensa, no Salgueiro Plaza Hotel (Avenida Coronel Veremundo Soares, 551 – Nossa Senhora Aparecida). A tarde será dedicada a visitas às delegações de Salgueiro e Sport, quando falarão sobre os detalhes do recurso aos jogadores e comissões técnicas, como foi feito na estreia do Árbitro de Vídeo no futebol brasileiro.

Projeto brasileiro

O projeto do árbitro de vídeo é brasileiro e foi criado por Serapião, com o suporte institucional da Comissão de Arbitragem da CBF e da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF). O AV não atua em todas as dúvidas que possam surgir em campo. As informações são passadas ao árbitro principal em quatro situações:

- Foi gol / Não foi gol

- Foi pênalti / Não foi pênalti

- Cartão vermelho direto indevido

- Identificação errada do jogador punido


Saiba como comprar ingressos para a decisão

por Mário Souza 22 de Junho de 2017 às 15:05
categoria: Pernambucano 2017

Fonte / globoesporte.com/petrolina

Torcedores de Salgueiro e Sport podem comprar os ingressos para a final do Campeonato Pernambucano, marcada para o dia 28, no estádio Cornélio de Barros, em três cidades do estado. Os bilhetes, que custam R$ 60 e R$ 30, estão sendo comercializados em Salgueiro, Recife e Petrolina, no sertão. As entradas também estão sendo vendidas pela internet.

Em Salgueiro, os ingressos estão disponibilizados na Mercearia do Rolando, Planeta Mix e no estádio Cornélio de Barros. No Recife, as vendas estão sendo feitas nos Shoppings Rio Mar, Tacaruna e Boa Vista, além da Ilha do Retiro. Em Petrolina, os torcedores podem procurar o Vale Ingresso e Porta SG.

No primeiro jogo da final, realizado no dia 7 de maio, Sport e Salgueiro empataram por 1 a 1. Agora, no jogo da volta, quem vencer fica com o título. Caso aconteça um novo empate, o troféu será decidido nos pênaltis.