asdasdasdasd

Prefeito Miguel Coelho diz que não vai tapar os olhos para os erros da Compesa

por Gabriela Canário 6 de Julho de 2018 às 08:54
categoria: Polêmica

E voltando ao imbróglio entre a Prefeitura de Petrolina e a Compesa, Miguel Coelho rebateu as informações do Presidente da Companhia, Roberto Tavares, de que a politica estava dificultando o trabalho em prol da conclusão da Bacia do Dom Avelar que, inclusive, tem financiamento aprovado pela Caixa Econômica Federal para a obra. Tavares aponta que a gestão municipal utilizaria esse artifício e, consequentemente, prejudicando Petrolina.

Em entrevista a nossa reportagem, Miguel Coelho disse que não há politização do saneamento municipal e que, inclusive, não vê impedimentos em continuar a obra. “Se tiver politização, é da parte deles. Porque quem tá com dinheiro, quem tá com crédito aprovado e projeto pronto é a Compesa. Inclusive eu já deu essa sugestão: me dê o aval que eu pego o financiamento e faço a obra para mostrar que não fazemos politização com saneamento que é um dos maiores problemas aqui em Petrolina”, explicou o Prefeito.

E não parou por ai. O prefeito também se pronunciou a respeito das multas aplicadas na Compesa. Em entrevista ao Nossa Voz, o presidente Roberto Tavares disse que o município utilizava a Agência Reguladora – a Armup – para desgaste da imagem da companhia e que havia excessos. O chefe do executivo disse que a prefeitura não pode tapar os olhos diante das irregularidades e que se a Compesa quisesse parar de receber as penalidades, que corrija os seus erros.

“A gente precisa ser justa com o trabalho das duas agências. Essas multas são fiscalizando as obras da Compesa. O que não pode é a prefeitura fechar os olhos para os erros que a Compesa vem fazendo. Se eles quiserem parar de receber multa que mandem trabalhar e corrigir os erros que a gente para”, finalizou Miguel.