asdasdasdasd

Bancos de cidades vizinhas são alvos de criminosos no Agreste

por Adriana Rodrigues 5 de Dezembro de 2017 às 17:40
categoria: Policial

Bandidos fortemente armados voltaram a agir contra bancos do Agreste de Pernambuco na madrugada desta terça-feira (5). Desta vez, três unidades de duas cidades diferentes - Correntes e Lagoa do Ouro - foram alvo dos criminosos. A suspeita é que a mesma quadrilha tenha praticado as explosões nos dois municípios, que são vizinhos.

De acordo com a Polícia Militar, um grupo de homens em dois veículos chegou à cidade de Lagoa do Ouro por volta das 2h30 desta terça. No município, que fica a 211 km do Recife, os criminosos explodiram uma agência do Banco Bradesco e outra dos Correios. Ainda não se sabe se a quadrilha conseguiu roubar alguma quantia em dinheiro. Também não se sabe se câmeras de segurança conseguiram registrar a ação dos homens para ajudar na identificação dos criminosos.

Correntes
Pouco tempo após as explosões em Lagoa do Ouro, moradores de Correntes também foram acordados com o barulho de uma forte explosão contra a agência do Banco Bradesco da cidade. Segundo a TV Jornal, a suspeita da Polícia Militar é de que as duas cidades foram atacadas pelo mesmo grupo. A distância entre os dois municípios é de cerca de 17 km.

Em Correntes, há relatos de que os criminosos efetuaram disparos de arma de fogo para amedrontar os moradores e mostrar poder de fogo às forças policiais da região. Também não está confirmado se, nesta terceira explosão, os bandidos conseguiram levar alguma quantia em dinheiro. Ainda de acordo com a PM, na fuga, os criminosos espalharam grampos nas estradas para atrapalhar uma possível perseguição policial.

Investigação
As invasões contra as duas agências do Bradesco registradas nesta madrugada devem ser investigadas pela Polícia Civil de Pernambuco. Já a explosão contra a agência dos Correios da cidade de Correntes ficará a cargo da Polícia Federal. Até as 7h30 desta terça-feira, nem a Polícia Civil nem a Polícia Federal se pronunciaram sobre as ações criminosas.