asdasdasdasd

Gonzaga Patriota reúne lideranças e deve voltar ao comando do PSB em Petrolina

por Neya Gonçalves 7 de Outubro de 2017 às 07:09
categoria: Política

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) reuniu-se a lideranças de Petrolina em seu escritório municipal, na manhã deste sábado (07). Com o grupo, o parlamentar discutiu os cenários regional e nacional, reforçou seus posicionamentos e lançou-se pré-candidato a reeleição. 

"São nove mandatos como deputado e mais de 30 anos de serviços prestados a Pernambuco e ao nosso país. Serei mais uma vez candidato e conto com a atenção dos eleitores, pois política é bom, é bonito; e é preciso depositar sua confiança em pessoas que têm um trabalho sério", disse o parlamentar.

Em seu discurso, Patriota reforçou seu posicionamento contrário às reformas propostas pelo Governo Temer - como o teto dos gastos públicos; as reformas Trabalhista, Previdenciária e Política; o Fundo Partidário e o Distritão, além das privatizações.

Ele também citou mentiras que têm sido replicadas sobre o Projeto de Lei 6569/13, que já tramita no Senado e trata da revitalização do rio São Francisco através da interligação ao rio Tocantins. 

"O Velho Chico tem uma vazão muito inferior ao rio tocantinense e aqui no Submédio não estamos atravessando-o a pé. Cruzar o Tocantins a pé ou de moto? Mentira! Diziam que eu era louco quando pedia água do São Francisco para Salgueiro e para o Araripe, quando falava da aposentadoria para homens e mulheres do campo, quando pedia a volta das ferrovias para o Nordeste. Por que não trazer água de outra bacia para cá?", disparou o parlamentar.

Sobre as investigações contra Temer, o legislador reiterou sua posição. "Semana que vem a Câmara vota mais uma denúncia contra o presidente. E mais uma vez votarei para que ele seja investigado!", ressaltou.

Participaram da reunião ainda a professora Anete Ferraz e o pré-candidato a deputado estadual Alvinho Patriota.

Comando do PSB

O deputado tambem anunciou neste sábado que  o comando do PSB deverá voltar às suas mãos. A decisao segundo ele acontece em comum acordo com o deputado estadual Lucas Ramos com o  Governador Paulo Câmara e  todo o grupo do partido em Petrolina.