asdasdasdasd

Odacy comenta pretensão de FBC ao Governo: “Jogando o barro para ver se cola”

por Karine Paixão 9 de Outubro de 2017 às 11:56
categoria: Política


Assistindo ao processo de longe, mas falando com a propriedade de um ex-aliado, o deputado estadual Odacy Amorim (PT) faz uma análise do ingresso de Fernando Bezerra Coelho no PMDB, mesmo com a resistência dos dirigentes da legenda no Estado. Para Amorim, a pressão do senador em lançar sua candidatura ou do ministro de minas e energia Fernando Filho (PSB) ao Governo de Pernambuco faz parte de um momento de perdas minimizadas, mesmo alçando um voo tão alto. Por isso, Odacy acredita que Fernando Bezerra está “jogando o barro para ver se cola”. 

“O senador deve estar avaliando seus riscos. Também vejo que ele tem feito uma movimentação no sentido de ele acha que é momento em que ele pode perder menos, por exemplo, ele tem o mandato de senador por mais 4 anos, o filho dele está na prefeitura e o outro é deputado. Então eles estão fazendo uma movimentação no sentido de jogar o barro para ver se cola, digo isso no sentido majoritário”, avaliou. Numa entrevista exclusiva para o Nossa Voz, o deputado estadual também destaca a capacidade de FBC mudar de partido, integrando as novas ideologias atreladas a legenda. “Fernando tem uma facilidade de se posicionar, migrar de uma legenda para outra. Isso é uma coisa que eu já tenho uma dificuldade, teria uma dificuldade maior, mas o senador certamente sabe o que está fazendo e a sociedade é que vai avaliando essas decisões e as consequências vem depois”. 

Deputado Federal

Questionado se não estaria pronto para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, até mesmo pela movimentação presente no Partido dos Trabalhadores em torno de uma possível candidatura da vereadora Cristina Costa a deputada estadual, Odacy Amorim, assume estar avaliando, mas sem abrir mão da sua zona de conforto presente na busca pela reeleição na Assembleia Legislativa de Pernambuco. “A ideia é fazer o mandato até o fim. A questão da renovação do mandato nós estamos decididos a disputar a reeleição de deputado estadual. Tem tido uma movimentação. Quando eu chegava no Aeroporto um cidadão fazia um apelo sobre porque eu não saia candidato a deputado federal, eu estou avaliando, estou ouvindo o povo. É evidente que no campo de oposição, onde eu atuo, se tem uma condição de que se pudesse construir uma candidatura própria do nosso campo, é interessante uma candidatura a deputado federal, mas a gente tem feito a movimentação no sentido de renovar o mandato, aglutinar forças, incentivando outras candidaturas em outras regiões”, finalizou.