asdasdasdasd

Paulo Valgueiro denuncia “retaliação” dos vereadores da situação

por Milena Pacheco 27 de Novembro de 2019 às 11:13
categoria: Política

(Foto: Reprodução)

Após a aprovação do requerimento do vereador de Petrolina, Cícero Freire, que pede a doação de um terreno por parte da prefeitura do município para construção da Igreja Católica do Bairro Caminho do Sol na sessão de ontem (26), o líder da Oposição, Paulo Valgueiro denunciou que está sofrendo retaliação dos parlamentares aliados ao prefeito Miguel Coelho. “Ficamos felizes com a aprovação, contou com meu apoio e esperamos que o prefeito Miguel Coelho atenda o vereador de sua base, já que o mesmo pedido fizemos há cerca de dois meses e foi rejeitado”, ressaltou Valgueiro.

Valgueiro citou a rejeição do requerimento feito por ele, no último dia 1°de outubro, quando solicitando a doação de parte do terreno do antigo Colégio Motiva, uma área correspondente a 20%, sendo 10% utilizada para a  construção da sede definitiva da Associação de Moradores do Bairro, do Centro Comunitário, da Igreja Católica, além de mais 10% para que a prefeitura pudesse construir equipamentos públicos, como:  uma praça, o Clube do Bairro, um posto de apoio para Guarda Municipal e para a Polícia Militar. De acordo com líder da Oposição, a aprovação do requerimento similar ao dele, deixa claro, a retaliação as proposições dos vereadores da Bancada de Oposição, e só prejudica a população.

Após a reprovação do requerimento, Valgueiro chegou dizer que não queria acreditar em represália. “Não queremos acreditar que os nobres colegas da Casa Plínio Amorim estejam rejeitando a nossa proposição, retaliando o nosso trabalho de legislador pelo simples fato de sermos opositor político. Os vereadores da bancada do prefeito rejeitaram nosso requerimento solicitando melhorias para o Bairro Caminho do Sol, um pedido feito pelos moradores. Encaminhamos essas proposições através de requerimentos, inclusive os moradores se manifestaram publicamente por meio de um abaixo-assinado, pedindo a concessão de uma área pública para construção de um equipamento de lazer no bairro. E nós como interlocutores da população levamos esse pleito para apreciação dos vereadores”, argumentou. (Fonte: Blog Nossa Voz)