asdasdasdasd

Prefeito de Curaçá-Ba, Pedro Oliveira (PSC) anuncia cortes na prefeitura

por Carlos José 10 de Agosto de 2017 às 15:20
categoria: Política

O prefeito de Curaçá- Ba , Pedro Oliveira (PSC) anunciou nesta quarta (09) no programa, Nossa Voz da Rádio Boa Vista FM 99,3 que fará cortes de servidores da prefeitura para equilibrar contas no município baiano.

Pedro Oliveira usou como principal justificativa a falta de recursos para manter o pessoal e a crise por que passa o país.

“O país está passando por uma crise e em Curaçá não é diferente. Nós orientados pela controladoria geral do município e a procuradoria geral, baixamos um decreto número 105/ 2017, de contenção de despesas. Infelizmente neste período de Julho a Outubro, a redução dos repasses do governo eles diminuem, e em Curaçá não diferente, com a crise que o país passa as nossas despesas só crescem, até porque nós   tivemos  reajustes de salários do piso do professor, de todos os servidores e as despesas só aumentam e os repasses  diminuem e então essa conta não fecha ! E nós estamos com problema pra recondução dos índices constitucionais. A legislação diz que você só pode gastar até 54% com pessoal e nosso índice já está estourado, então a gente precisa reduzir esse índice de pessoal . Nós baixamos esse decreto onde vai conter todas as despesas não só dos contratados, mas gratificações e etc… é nesse período porque nós precisamos manter a máquina pública com equilíbrio.

O prefeito Pedro Oliveira disse que é preciso manter o básico e essencial na saúde e educação para população.

“ Nós precisamos manter o que é básico e essencial pra população, que é saúde e educação, manter esses serviços, nós não podemos parar com esses serviços. Então nós vamos ter que conter vários custos” disse.

Os cortes vão atingir várias áreas segundo informou o prefeito de Curaçá-Ba, Pedro Oliveira .

“ Vamos precisar cortar praticamente todos os contratos, reduzir contratos não só de pessoal, mas enfim de todas as áreas ” disse.

O prefeito Pedro afirmou que acha importante poder pagar aos funcionários e que vai deixar só “o essencial do essencial”.

“Poder pagar aos funcionários , servidores em dia, isso eu acho muito importante. Só vai ficar o essencial do essencial pra não parar o município” afirmou.