asdasdasdasd

Sérgio Cabral chora ao saber que sua delação foi homologada

por Milena Pacheco 10 de Fevereiro de 2020 às 09:26
categoria: Política

Ex-governador do Rio estava "muito ansioso" e não escondia o temor de ter seu acordo rejeitado pelo Supremo, diz coluna

O ex-governador do Rio, Sergio Cabral, chorou ao saber que sua delação premiada foi homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, na semana passada.

Foto: Reprodução/TV Globo

A informação é da jornalista Bela Megale, em sua coluna no jornal O Globo.

Segundo a publicação, desde que assinou seu acordo com a Polícia Federal, no fim ano passado, Cabral estava muito ansioso e não escondia o temor de ter sua delação rejeitada pelo Supremo. O acordo tem entre os seus principais focos integrantes do Poder Judiciário.

Ele está preso há mais de três anos e foi condenado a 280 anos de detenção.

A pessoas próximas, Cabral disse que a homologação foi a primeira resposta que teve da Justiça desde que decidiu “mudar de postura e colaborar”. Sobre o conteúdo, o político tem afirmado que “não irá nem além e nem aquém dos fatos, focando estritamente no que aconteceu”.

Ainda de acordo com a colununa, o Ministério Público Federal do Rio resistiu em fazer um acordo de delação com Cabral.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) também se posicionou contra a tratativa. Ambos alegam que Cabral ocultou informações, protegeu pessoas nas negociações e que também é o principal líder da organização criminosa investigada. Não poderia, portanto, se beneficiar de um acordo. (Fonte: Bahia.Ba/Foto: Reprodução/TV Globo)