asdasdasdasd

Vereador afirma que não assinou parecer que rejeita contas do ex-prefeito Julio Lóssio, mas diz já ter sua decisão

por Simone Marques 7 de Fevereiro de 2018 às 17:09
categoria: Política


O vereador Ronaldo Silva tem feito mistério sobre a votação das contas do ex-prefeito de Petrolina Julio Lóssio, no exercício de 2010.
O parlamentar afirmou em entrevista ao programa Nossa Voz, que está estudando minunciosamente o parecer do Relator Aero Cruz, o documento já se encontra nas mãos do presidente da casa Osório Siqueira, mas Ronaldo disse que não assinou o parecer, e explicou os motivos. "Não assinei, pois não me convenceu, eu vou apresentar outro parecer e prefiro criar uma expectativa em relação as contas de Lóssio no retorno dos trabalhos".

A expectativa agora é o parecer ser colocado para votação pelo presidente Osório, e então Ronaldo pretende mostrar a sua posição em relação ao parecer."Eu tenho a prerrogativa de apresentar outro parecer, como eu não assinei o parecer do relator, não só eu, como todos da comissão temos essa prerrogativa", esclareceu,

Questionado sobre pontos que o vereador estaria discordando do seu colega Aero Cruz, Ronaldo mencionou que seriam vários. 
"Por exemplo, tem dezessete pontos que o Tribunal de Contas colocou, e ele (Aero) repetiu, então não podemos trazer novamente algo que já foi sancionado".   

Ronaldo Silva ainda fez suspense com o parecer elaborado por ele, e foi enfático ao dizer que todos conhecerão o seu posicionamento somente no dia da votação."Eu tenho a minha posição formada, mas vou deixar para o dia, e agora só depende do presidente Osório Siqueira que é quem vai colocar na pauta".

O Relator da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara – Aero Cruz (PSB) encaminhou no dia 5 de janeiro de 2018, o ofício de Nº 002/2018, ao gabinete do Presidente do Poder Legislativo – Vereador Osório Siqueira (PSB). No documento, Aero ressalta que “a Comissão apreciou o Parecer do Tribunal de Contas do Estado, o qual será elaborado um Projeto de Decreto Legislativo dispondo sua aprovação ou rejeição das contas do ex-prefeito de Petrolina. No caso, a Comissão optou pela rejeição”.