asdasdasdasd

Mototaxistas de Petrolina protestam contra transporte clandestino

por Simone Marques 12 de Abril de 2019 às 10:22
categoria: Regional

Nesta sexta-feira (12) mototaxistas prometem tomar as ruas de Petrolina-PE para protestar contra o transporte clandestino e também contra o valor abusivo dos combustíveis no município. A concentração é no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho. “É um movimento pacífico para garantir nossos direitos. Vamos nos reunir no centro de convenções e sair em passeada pra pedir providências ao poder público municipal”, anunciou Jojo Mototáxi, um dos líderes do movimento que concedeu entrevista ao Nossa Voz.

“A gente já vem sofrendo há muito tempo com os mototáxitas de Juazeiro que invadem nossa praça. O que a gente quer é mais rigor na fiscalização da Ammpla”, afirmou o mototaxista que ainda destacou que essa fiscalização é importante também para garantir a segurança dos passageiros que podem ser alvos de assaltos, abusos e violência.

Temos vários relatos de pessoas não regulamentadas fazendo em transporte de passageiros. Nós temos 1.100 mototaxistas cadastrados e essa invasão prejudica a todos. A gente precisa que a Ammpla volte a fazer fiscalizações mais intensas que não estão mais fazendo. A gente quer que Ammpla fiscalize com mais rigor, é um direito nosso”, afirmou Jojo Mototáxi.


Compesa responde sobre falta de água no bairro Agrovila em Lagoa Grande

por Simone Marques 10 de Abril de 2019 às 08:48
categoria: Regional

A produção do Nossa Voz recebeu uma reclamação sobre a falta de água há 14 dias no bairro Agrovila, em Lagoa Grande-PE. Em resposta à solicitação, a Compesa esclareceu que tomou conhecimento da falta de água no bairro na última sexta-feira (05).

E garantiu que “enviou a equipe técnica ao local e foram feitos reparos na bomba que faz a captação para rede de abastecimento”. No entanto, a própria Compesa verificou que a falta de água persiste. Por isso, “a equipe técnica voltou ao bairro e está trabalhando no local para solucionar a questão o mais breve possível”, garantiu a Compesa.


Agendamento online na Casa Bolsa de Petrolina começa nesta sexta (29)

por Milena Pacheco 29 de Março de 2019 às 17:30
categoria: Regional

A partir desta sexta-feira (29), a Prefeitura de Petrolina passa a agendar atendimentos para a ‘Casa Bolsa’ também pela internet. Além da comodidade, o serviço disponibilizado irá permitir que quase dobre o número de vagas oferecidas, passando de 1.600 para 3.040 vagas mensais.

Para realizar o agendamento, o requerente deverá entrar no site da Prefeitura de Petrolina através do site petrolina.pe.gov.br e clicar no ícone do lado direito ‘Agenda Social’. Depois, o usuário irá preencher com os seus dados pessoais, escolher o tipo de atendimento e o dia desejado, de acordo com as vagas disponibilizadas.

De acordo com a diretora de Atenção Social, Glaucia Andrade, mesmo com a novidade, ainda serão realizados os agendamentos através do telefone. “O intuito é desafogar as linhas telefônicas, mas mantê-las para ajudar a quem não tem acesso fácil à internet”, explica a diretora.

O telefone da ‘Casa Bolsa’ para dúvidas ou agendamentos é o (87) 3863-6871. O equipamento público fica na Avenida Tancredo Neves, nº 1019, centro, próximo ao Centro de Convenções. (Foto: NossaVoz)


Curso de Libras gratuito pode romper barreiras de comunicação

por Milena Pacheco 27 de Março de 2019 às 16:48
categoria: Regional

Romper as barreiras da comunicação com surdos: esse é um dos objetivos do Curso Básico de Libras ofertado pela Prefeitura de Petrolina no Centro Auditivo Ari Brasil, que começou na tarde desta terça-feira (26). De forma descontraída, a aula inaugural ministrada pela professora Carmela Brito, que é surda, trouxe um pouco da sua trajetória, e, junto à intérprete Micheline Martins, ela apresentou como serão as aulas nos próximos três meses.

Foto: Alexandre Justino/ PMP

A primeira etapa do curso vai durar até o dia 6 de junho com três turmas divididas entre manhã e tarde. As aulas acontecerão duas vezes por semana, duas horas, totalizando 40 horas.

Segundo a professora Carmela Brito, a capacitação é voltada para a população em geral que tenha interesse em aprender Libras.  “Este curso básico irá possibilitar, ao final, que os alunos consigam se comunicar com algum familiar, amigo, conhecido que seja surdo. O intuito é romper a barreira de comunicação entre surdos e ouvintes, além de demonstrar que nós podemos ter uma vida normal, mantendo conversas, debates e se expressando como qualquer outro cidadão”, explicou. (Ascom PMP/Foto: Alexandre Justino/ PMP)


Índios Truká bloqueiam BR-428 em Cabrobó

por Milena Pacheco 27 de Março de 2019 às 11:02
categoria: Regional

Indígenas da Tribo Truka, realizam hoje (27) um protesto na BR-428 em Cabrobó-PE. Desde às 8 da manhã, o grupo bloqueou a passagem de veículos no km 12 da rodovia – próximo ao Abatedouro Municipal.

Fotos: Pretinha Truká

De acordo com os manifestantes, o objetivo do bloqueio é mostrar a indignação dos povos indígenas com respeito a medida provisória do Governo Federal que modifica a política indigenista brasileira e municipaliza os serviços de saúde a esses grupos.

Atualmente o atendimento médico dos povos indígenas é de responsabilidade do Subsistema de Atenção a Saúde Indígena e mantido com recursos do Governo Federal. Com a mudança, a responsabilidade passaria para os municípios.

A reportagem da Grande Rio FM Cabrobó, conversou com o Cacique Issó Truká, que ressaltou a determinação dos manifestantes de manter o bloqueio até que o Governo abra o diálogo sobre o assunto. “Essa manifestação é de cunho nacional. Estamos em todos os estados protestando contra essa medida provisória que fere a constituição, que acaba com nossos direitos adquiridos. Esse projeto é um genocídio. Ele acaba com a Saúde Indígena no Brasil. Estamos aguardando uma sinalização de nosso movimento em Brasília, que está tentando dialogar com o governo. Se eles abrirem o diálogo, nos terminamos o bloqueio, se não houver a abertura para conversa, nos não temos hora para liberar a estrada” disse.

Ainda segundo o Cacique, nesse momento nem mesmo os veículos de emergência estão sendo liberados para seguir viagem. (Fonte: blognossavoz.com.br/Fotos: Pretinha Truká)


Alerta: barragens de Pinhões e Caraíba em risco de rompimento

por Milena Pacheco 26 de Março de 2019 às 16:13
categoria: Regional

Por Karine Paixão

Além dos riscos a saúde pública relacionados a contaminação das águas do Rio São Francisco em grande concentração com rejeitos de minérios da barragem de Brumadinho, as contenções feitas na na região acendem um alerta sobre a necessidade de reforço na fiscalização, hoje executada pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Em entrevista ao Nossa Voz desta terça-feira (26), a bióloga Thaimara de Araújo Souza revelou que a nossa região já sofre as consequências relacionadas a prática agrícola.

Foto: Milena Pacheco/GRFM

“A gente já tem a presença de metais pesados no Rio São Francisco devido à atividade agrícola que usa o pesticida. E um estudo realizado pela Embrapa em 2013 identificou algumas desses metais já no Rio São Francisco. Isso não significa que vieram e Brumadinho não, isso é devido a atividade antrópica que é realizada aqui no Submédio São Francisco. Então já tem a presença de cadimo, chumbo, cromo, níquel, zinco, cobre, ferro e manganês. E em alguns pontos que foram realizadas essas coletas, as concentrações desses metais estão a cima do permitido pela portaria nº2.914/2011 que estabelece justamente a responsabilidade sobre o controle dos metais pesados”, relatou.

Sobre o volume que poderá ser depositado na nossa região, Thaimara explica que não é possível mensurar porque existem variáveis. “A gente supõe que esses rejeitos possam sim chegar ao Vale do São Francisco, mas temos que levar em conta vários fatores, como diluição, estamos no período chuvoso. Esses elementos químicos podem diluir mas isso não significa que esses elementos vão ficar menos tóxicos. Vão continuar sendo tóxicos e podem acarretar uma grande problemática na biota de todo o ecossistema aquático trazendo problemas para a população”.

A bióloga também fez um alerta sobre as barragens existente na nossa região. “Além da possibilidade desses rejeitos chegarem aqui, nós temos duas barragens em alerta. A barragem que fica em Caraíba Metais e a barragem que fica perto de Pinhões. Existe o alerta, mas precisa ser analisado com cautela, os órgão competentes como o Inema precisa fazer a vistoria da segurança. Já saiu um relatório falando sobre as barragens que estão em alerta no Brasil e a grande maioria delas está na Bahia. Duas bem próximas a Juazeiro”.


Em nota avianca confirma suspensão de operação no aeroporto de Petrolina

por Redação Nossa Voz 26 de Março de 2019 às 08:47
categoria: Regional

Em meio a recuperação judicial, a Avianca Brasil informou atraves de nota  que a partir de abril encerrará suas bases no Galeão-RJ, em Petrolina-PE e Belém-PA. Sendo assim, a companhia passará a operar 26 aeronaves e 23 destinos já a partir do primeiro dia do próximo mês, deixando de lado todas operações, colaboradores e equipe de manutenção nestes três destinos.

Segundo a empresa, esse é mais um passo para manter o trabalho, o compromisso com a sustentabilidade e continuidade de suas operações.

Em nota enviada aos parceiros, a Avianca informou ainda que está honrando o compromisso de transparência com “nossos maiores parceiros” ao informar sobre decisões e mudanças em suas operações.


UNIVASF fortalece as práticas Agroecológicas e Associativismo em Assentamento

por Redação Nossa Voz 25 de Março de 2019 às 10:39
categoria: Regional

Professores e estudantes do componente curricular Núcleo Temático - NT Sertão Agroecológico da Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF promoveram na última quarta-feira, 20/03, uma ação de fortalecimento de experiências em Agroecologia e Produção Orgânica na Horta Comunitária do Assentamento Terra da Liberdade em Petrolina.

O objetivo foi contribuir com os processos sócio-organizativos e com a comercialização dos alimentos saudáveis cultivados na Horta Orgânica Comunitária do Assentamento. Esta ação encerra um primeiro ciclo de intervenções e diagnóstico no assentamento articulados com as ações do NT Sertão Agroecológico junto aos 19 integrantes da Horta Comunitária

A primeira ação foi uma reunião entre professores e estudantes participantes do NT com as famílias agricultoras buscando conhecer os integrantes da experiências, a histórico da iniciativa da Horta, a estrutura física e sua dinâmica de produção. O segundo encontro teve por objetivo diagnosticar as fraquezas, fortalezas, ameaças e oportunidades que perpassam à experiência da Horta e também do assentamento Terras da Liberdade. 

Na terceira ação junto ao grupo, realizada na última quarta-feira, realizou-se uma roda de conversa tratando das formas de organização específicas do grupo da Horta e do assentamento em geral, bem como das organizações parceiros que contribuem com o desenvolvimento destes. Nesta, discutiu-se e avaliou-se as parcerias multissetoriais com órgãos governamentais e não governamentais do Estado estabelecidas pelo assentamento, atualmente e ao longo de sua trajetória.

De acordo com o professor Denes Viera, a ideia é ampliar a linha de produção com responsabilidade ambiental nas bases da agroecologia. “A segunda etapa será de construção de conhecimentos por meio de capacitações, oficinas sobre ‘Associativismo e a Importância da Participação’ e ‘Elaboração de Projetos’, para que o grupo possa ampliar as possibilidades de solucionar os problemas diagnosticados com maior autonomia”, afirmou Denes.

A produção orgânica do Assentamento Terra da Liberdade, localizado na Avenida Principal, BR 407, em Petrolina-PE não se resume no cultivo sem o uso de adubos químicos e agrotóxicos, mas em uma produção saudável para agricultores e consumidores, “Poder aumentar nossos conhecimentos através desses projetos é maravilhoso porque amplia nossa visão para novas possibilidades participativas junto à comunidade”, assegurou a agricultora, Maria Edneide Souza Góes.

Para o coordenador do Núcleo Temático Sertão Agroecológico, professor Helder Freitas, as hortas comunitárias são espaços de construção de construção do conhecimento agroecológico nos assentamentos e na cidade de Petrolina. Segundo ele, elas dialogam com a construção da sustentabilidade e a promoção da Segurança Alimentar e Nutricional tanto de agricultores(as) quanto da população de maneira geral.

“Assim, é nosso papel enquanto Centro Vocacional Tecnológico – CVT Sertão Agroecológico e Universidade Pública apoiarmos e formamos profissionais comprometidos com a Soberania Alimentar e o Desenvolvimento Local Sustentável. Estamos fortalecendo os processos de ensino-aprendizagem para que os estudantes vivenciem, na prática, essas dinâmicas de organização social, assim como, possibilite novas estratégias pedagógicas e políticas de empoderamento a estas famílias”, enfatizou, Helder.  

A continuidade das ações do Sertão Agroecológico se darão agora a partir do mês de Abril pelo CVT Sertão Agroecológico UNIVASF/CNPq de modo a promover a ampliação da Transição Agroecológica no assentamento Terras da Liberdade e em outros assentamentos através da Troca de Saberes por meio de Intercâmbios e Visitas dos agricultores a outras experiências exitosas em Agroecologia e Produção Orgânica no Semiárido. Estas ações contam com apoio do CNPq (Chamada MCTIC/MAPA/MEC/SEAD - Casa Civil/CNPq Nº 21/2016) e da PROEX/UNIVASF (Fonte/Fotos: Núcleo Sertão Agroecológico).

 

 

 

 


Presidente do Ceprev confirma: secretário de Saúde disse que “velhos tem que morrer em casa”

por Redação Nossa Voz 21 de Março de 2019 às 15:54
categoria: Regional

Em entrevista ao Nossa Voz desta quinta-feira (21), o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Juazeiro (Ceprev), Robson Pereira, confirmou que o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas declarou, em reunião com o conselho e representantes da prefeitura de Juazeiro, que os idosos não devem ocupar os leitos de hospitais e sim deveriam morrer em casa.

Robson contou que a superlotação do Hospital Regional de Juazeiro, a falta de medicamentos, atraso nos pagamentos dos funcionários e prestadores de serviços, além do descredenciamento do Hospital Sote da rede pública estadual, motivaram essa audiência marcada com o secretário. “Fomos atendidos, a audiência foi marcada para o dia 26 de fevereiro. Fomos até Salvador, mas quando chegamos lá, infelizmente, o secretário já disse que não poderia nos receber, porque tinha uma audiência marcada. O prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim insistiu para que nós fossemos atendidos. Ele alegou que a gente não poderia voltar sem alguma resposta do secretário”.

O presidente do Ceprev continuou o relato dizendo que o secretário Vilas Boas aceitou se reunir com os representantes de Juazeiro, mas com cara de poucos amigos. “Ele chegou com ignorância, cara fechada, não cumprimentou quase ninguém. A secretária de Saúde de Juazeiro (Fabíola Ribeiro) fazia as suas reivindicações mostrando números, mostrando a superlotação nos hospitais. E ele sempre respondia de forma dura. O prefeito também tentava ali de alguma forma. Estávamos acompanhados de dois deputados”, descreveu Robson Pereira.

Quando o assunto foi a superlotação nas unidades de saúde do município, o secretário fez um comentário que Robson classificou como infeliz. “Ele disse que a gente enchia os nossos leitos de velhos gagás. E que isso não é problema de saúde, isso é problema social. Então esses velhos tinham que estar em casa e não superlotando os leitos de hospitais. Então isso aí nos chocou bastante”, afirmou o representante do Conselho de Saúde.

Além disso, Robson Pereira disse que Vilas Boas não finalizou a reunião com os representantes de Juazeiro, porque tinha outro compromisso. Em resposta à atitude do secretário, vereadores de Juazeiro estaria articulando uma moção de repúdio contanto com o apoio dos conselhos municipais de Saúde e do Idoso. “Alguns vereadores nos procuraram insatisfeitos com o tratamento do secretário com relação as lideranças de Juazeiro, porque isso causou indignação.


Homem é preso ao tentar levar 27 quilos de maconha do Ibó para Juazeiro

por Redação Nossa Voz 15 de Março de 2019 às 09:57
categoria: Regional

Um homem foi preso, na madrugada de hoje (15), suspeito de tráfego de drogas em Cabrobó-PE. Durante realização de rondas na BR-428, Policiais da 2ª Companhia de Polícia Militar avistaram um veículo em atitude suspeita.

Após abordagem, os policias encontraram três sacos plásticos com 28 pacotes de maconha, pesando 27,510 kg da droga pronta para a venda.

O condutor do veículo, Reginaldo Campos Moura confessou que comprou a maconha, no Ibó, Distrito de Belém do São Francisco-PE e que entregaria a droga a uma pessoa desconhecida em Juazeiro-BA.

A polícia ainda encontrou com Reginaldo um celular e R$350,00 reais. O acusado e todo material apreendido foram conduzidos para Delegacia de Cabrobó. O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. (Por Mário Souza/ Foto: PM