asdasdasdasd

Bispo Dom Manuel chora ao revelar motivo de renúncia

por Davi Mendonça 12 de Julho de 2017 às 12:39
categoria: Religião


Após a confirmação a renúncia do bispo de Petrolina, Dom Manuel dos Reis de Farias, reconheceu ter pegado os fiéis e até mesmo membros da Igreja Católica de surpresa. Em entrevista a imprensa na manhã desta quarta-feira (12), o novo bispo emérito da cidade explicou que a tramitação da sua aposentadoria durou cerca de seis meses e não poderia ser divulgada. 

“Eu reconheço que é uma grande surpresa, é um assunto que a gente não pode comentar com ninguém. O segredo pontifício, até hoje as 7h da manhã eu podia dizer a ninguém, depois disso, quando lá corresponde a 12h é que notícia pode sair. E isso pesa muito, cada momento é medido, o dia, as horas para acontecer isso. Então a comunidade católica de Petrolina, toda a diocese, eu acredito que está recebendo isso com muita emoção porque é uma notícia que muitos não esperavam receber agora”, comentou. 

Dom Manoel também revelou os motivos do seu pedido de renúncia ressaltando algumas limitações para cumprir a tarefa de administrar a diocese de Petrolina, composta por paróquias de vários municípios. “O tempo avança de maneira muito forte, exige muita disposição, força, coragem, disposição para continuar o barco. Então, aquela renuncia de Bento XVI todo mundo admirou, ele podia continuar como maior chefe religioso do mundo, chefe de estado também e renunciou, foi um grande exemplo. Claro que sou um ciscosinho comparado a Bento XVI, mas a missão é quase a mesma que a Igreja que precisa ser administrada e bem administrada. E por isso, vendo momento, cada vez mais exigente e vendo também meus limites, já passei dos 70 anos e tomei essa decisão consciente e estou saboreando esse momento que é de muita emoção e ao mesmo tempo firmeza que eu sei que virá o meu sucessor, bem mais novo, com certeza e com mais disposição de tal forma que corresponda mais com as exigências atuais”. 

Questionado sobre seus planos e um balando dos seus seis anos de atividade em Petrolina, o bispo se emociona. O religioso que concluiu a reforma da Catedral, criou um centro de apoio e tratamento de dependentes químicos, deve permanecer na cidade até finalizar os festejos da padroeira, Nossa Senhora Rainha dos Anjos e depois fixará residência em Recife onde, ao lado de Dom Fernando Saburido, pretende continuar sua obra. 

Em nota a diocese de Petrolina lamentou a saída de Dom Manoel e falou sobre expectativa para o anúncio do novo líder da Igreja Católica local. “É com grande pesar que noticiamos a renúncia de Dom Manoel dos Reis de Farias do Governo da Diocese de Petrolina. A aceitação do Pedido de Renúncia pelo Soberano Pontífice, o Papa Francisco, foi noticiado hoje pela Sala de Imprensa Vaticana. Dom Manoel estava à frente da Diocese de Petrolina desde 27 de Julho de 2011, quando foi nomeado pelo então Papa Bento XVI. Agora, pedimos as orações de todos os fieis por nosso Bispo Emérito, Dom Manoel dos Reis, e pelo Papa Francisco para que nos envie outro Bom Pastor”.