asdasdasdasd

Justiça exige que Governo do Estado reforce policiamento em três municípios

por Redação Nossa Voz 19 de Abril de 2018 às 07:00
categoria: Segurança

O avanço da criminalidade no Interior de Pernambuco e a falta de policiamento levaram a Justiça a cobrar do Governo do Estado medidas efetivas para garantir a segurança da população. A Vara Única de Ipubi acolheu pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) concedeu decisão liminar determinando que o Estado designe, no mínimo, 40 policiais militares dentre os recém-formados neste mês de abril para reforçar o efetivo da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar de Araripina, no Sertão.

Deste forma, os municípios contemplados com mais policiamento serão Ipubi, Trindade e Araripina. “A Promotoria de Justiça concluiu pela insuficiência de policiais na unidade, onde verifica-se uma sobrecarga muito grande dos policiais em virtude da deficiência de efetivo”, afirmou o promotor Bruno Miquelão Gottardi.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), a cidade de Araripina registrou nove assassinatos e 98 roubos no primeiro trimestre deste ano. Já Trindade contabilizou quatro mortes e 23 roubos neste mesmo período. Ipubi registrou 19 homicídios.

Na ação civil pública que exigiu mais segurança para as três cidades, o Ministério Público pontou que o baixo número de policiais militares gera dificuldades para o funcionamento de todo o sistema de segurança pública e Justiça na região, como a demora no deslocamento de presos para audiências de custódias e plantões na cidade de Ouricuri e a consequente redução da presença ostensiva do efetivo policial nas cidades.

Esses problemas são acentuados, segundo o promotor Bruno Miquelão, pela extensão territorial das três cidades, que contam com distritos afastados e com população elevada. “Estudo realizado pela ONU aponta que o número ideal de habitantes por policial é de 450. A partir do somatório da população dos três municípios, que é de 144.359 habitantes, chegamos ao resultado assustador de que há, aqui, um policial para cada 1.024 pessoas”, disse.

Fonte: JC


Números de março da SDS mostram 185 mortes a menos em Pernambuco

por Redação Nossa Voz 16 de Abril de 2018 às 07:02
categoria: Segurança

Pernambuco registrou uma queda de 33,58% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram 551 homicídios do tipo, de acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS). Foram 366 mortes registradas em março, ou 185 mortes a menos que março de 2017. Os números foram divulgados neste domingo (15), como acontece todos os meses, no portal da SDS. É o menor número na série de 19 meses. Antes disso, o maior número havia sido 362 CVLI, em agosto de 2016. 

De acordo com o secretário Antônio de Pádua, ainda não é motivo para comemorar. Ele afirma, no texto divulgado pela SDS, que é o terceiro mês consecutivo de reduções, mas “ainda estamos longe dos nossos objetivos, que são poupar o máximo de vidas que pudermos e aumentar a tranquilidade e sensação de segurança dos pernambucanos, do Litoral ao Sertão.”

Durante o mês de março, não houve registro de CVLI em 89 municípios e 76 apresentaram reduções. No Recife, a redução entre março de 2018 e 2017 foi de 41,1% (56 em 2018, contra 95 em 2017).

As principais motivações para os homicídios em março continuaram a ser o envolvimento com o tráfico de entorpecentes, os acertos de contas e outras atividades criminosas, que tiveram relação com 72,4% dos óbitos. Dos 366 CVLIs, 5 - ou 1,4% do total - foram de criminosos que entraram em confronto com policiais.

Mulher

Quatro mulheres foram vítimas de feminicídios no mês, enquanto no mesmo mês do ano anterior foram 7, uma redução de 43%. Os casos de estupro também caíram, como ocorreu em janeiro e fevereiro. Em março de 2017, 203 vítimas desse tipo de crime registraram queixa. Um ano depois, 165 recorreram à polícia para denunciar um estupro sofrido durante o mês. As mulheres têm procurado mais as delegacias para denunciar a violência doméstica e familiar. No mês, 3.480 casos foram notificados, contra 2.837 em março de 2017. Um aumento de 22,66%.

Em 2017, a SDS implantou mais uma Delegacia da Mulher, desta vez em Afogados da Ingazeira, no Sertão, e abriu uma nova unidade no Cabo de Santo Agostinho (Região Metropolitana).

Investimentos

Em 2017, o Governo de Pernambuco aplicou R$ 4,46 bilhões na SDS, o maior volume de recursos já registrado. Para 2018, a previsão de orçamento está em R$ 5 bilhões. Esses investimentos possibilitaram um dos maiores reforços já vistos nas forças de segurança pública do estado. Desde setembro do ano passado, 2.822 PMs e 1.241 policiais civis (incluindo 140 delegados) e científicos foram nomeados e estão nas ruas. No próximo mês, 300 bombeiros serão integrados ao efetivo e, no segundo semestre, será aberto um novo concurso para a PMPE, com previsão de 500 vagas.

Fonte: Folha PE


PM de PE manda economizar combustível em viaturas e orienta corte de ar-condicionado após 17h

por Redação Nossa Voz 13 de Abril de 2018 às 13:25
categoria: Segurança

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) determinou a implantação de ações para reduzir os gastos com gasolina e diesel nas viaturas. Uma das medidas previstas é só permitir o uso do ar-condicionado entre 7h e 17h. Os carros em serviços operacionais devem ser desligados em ocorrências com tempo superior a dois minutos, a não ser que a segurança fique comprometida.

A corporação justifica que as medidas devem ser tomadas para cumprir normas do governo para reduzir despesas e atingir cotas de combustíveis em veículos operacionais e administrativos. Segundo a PM, o consumo nas viaturas de serviço estava aumentando.

Segundo o novo ‘manual do combustível’ da PM, os motoristas devem passar a deixar os carros estacionados por mais tempo. Isso seria possível com a ampliação do número de pontos de parada.

As recomendações foram feitas pelo Comando-Geral aos comandantes de batalhões e aos ocupantes de cargos de chefia da administração. Ao todo, o comando-geral da PM de Pernambuco listou 16 medidas que devem ser tomadas.

A relação, publicada no boletim da corporação de quinta-feira (12), informa que essas orientações devem ser repassadas a motoristas e patrulheiros.

Confira as medidas recomendadas pela PM

O abastecimento deve levar em conta a localização do posto. Dependendo da distância, o mais barato pode se tornar caro. Se a viatura tiver que andar 15 quilômetros para economizar R$0,10 por litro, provavelmente terá gasto todo o “lucro” no caminho.

O motorista deve acelerar a viatura de forma suave. Quanto mais for acionado o acelerador, maior é a quantidade de combustível enviada para o motor.

Não acelerar a viatura para passar no sinal amarelo ou para evitar ser o primeiro no sinal fechado. Assim, é possível economizar combustível e evitar acidentes.

Não pisar no freio em excesso. Além de gastar a pastilha de forma desnecessária, todo o esforço para atingir a velocidade é perdida.

Observar o conta-giros. Trocar marchas antes ou depois da hora, gasta mais combustível, o ideal é entre 2500 e 3000 rpm (rotações por minuto);

Não acelerar a viatura antes de desligá-la. Danifica o catalisador, o que aumenta a emissão de poluentes e prejudica o desempenho.

Quando atingir a velocidade desejada, alivie o pé. O acelerador só deve ser acionado para manter a velocidade.

Aumentar o número de pontos de estacionamento, permanecendo assim a viatura por um maior tempo desligada.

Desligar a viatura se ela for ficar parada em uma ocorrência por mais do que dois minutos, exceto quando a segurança ficar comprometida.

O motorista deve evitar andar com a viatura na reserva do tanque. Além de correr o risco de parar no meio do serviço, o pouco combustível força a bomba e isso aumenta o consumo.

Manter os pneus sempre calibrados, pois ajuda no desempenho da viatura.

Desligar o ar-condicionado quando a viatura estiver no ponto de estacionamento ou durante uma ocorrência.

Não descansar o pé nos pedais. O pé sobre o pedal do freio diminuirá a velocidade do carro. Ao ficar na embreagem, provocará desgaste prematuro do sistema.

Não acelerar a viatura quando o sinal estiver perto de abrir.

Ligar a viatura com todos os equipamentos e luzes desligados.

Permitir o uso do ar-condicionado nas viaturas operacionais apenas no turno diurno, das 7h às 17h.

Resposta

A Polícia Militar informou, por meio de nota, que a portaria publicada no Boletim Geral da corporação contém medidas administrativas para economizar o dinheiro público.

Segundo a PM, as orientações em nada afetam trabalho ostensivo de policiamento. A corporação informou, ainda, que as verbas poupadas serão aplicadas para ampliar as ações.

Fonte: G1 Pernambuco


Força de segurança municipal atua em operação integrada de combate à crimes em Petrolina

por Adriana Rodrigues 13 de Abril de 2018 às 08:51
categoria: Segurança

 A Operação Força no Foco em Petrolina ganhou um reforço importante. Nesta quinta-feira (12) a Guarda Civil Municipal (GCM) se uniu às polícias Civil e Militar para a 6ª edição da ação que tem como por objetivo intensificar e combater ações criminosas na cidade, além de cumprir mandados de prisão. Até amanhã, sexta-feira (13), a GCM vai atuar com sete viaturas, sendo uma picape e quatro motocicletas da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU). A ideia é realizar diligências, rondas e abordagens, a pessoas e veículos, de forma integrada.

A Unidade Móvel de Videomonitoramento da GCM também está disponível. Ela foi instalada na Avenida Simão Durando, no bairro São Gonçalo. O micro-ônibus irá servir como ponto de apoio operacional e delegacia móvel, onde um delegado e um escrivão vão estar de plantão para lavrar as possíveis ocorrências. Cerca de 20 guardas civis vão trabalhar em regime de revezamento durante a realização da operação.

De acordo com o delegado seccional da 26ª Delegacia da Polícia Civil de Pernambuco e coordenador da operação, Marceone Ferreira, o trabalho da GCM se enquadrou dentro dos objetivos da Força no Foco. “Dentro daquilo que foi planejado visualizamos a necessidade de contar com a Guarda Civil Municipal. Certamente o trabalho do efetivo escalado para estar com a gente e a estrutura disponível para organizar a delegacia móvel será importante para o sucesso da operação, conforme já ocorreu em outras três oportunidades. Nossa ideia é poder ampliar essa atuação integrada muito em breve”, destaca Ferreira.

Para o secretário-executivo de Segurança-Pública, José Silvestre, a participação da GCM na Operação Força no Foco reforça a importância da integração entre as forças de segurança que atuam no município. “Desde o ano passado, o prefeito Miguel Coelho está investindo na segurança pública municipal a fim de que a Prefeitura de Petrolina possa fazer a sua parte num quesito fundamental para o bem-estar da população. A nossa ideia é realizar um trabalho de policiamento comunitário e integrado com as demais polícias a fim de proporcionar para os cidadãos uma Petrolina cada vez mais segura”, afirma Silvestre.

 


Maioria dos homicídios estão ligados ao tráfico em Juazeiro, esclarece Major

por Simone Marques 9 de Abril de 2018 às 11:18
categoria: Segurança

O programa Nossa Voz recebeu na manhã desta segunda-feira (09), o Major Eduardo Almeida que trouxe alguns números no combate a criminalidade na vizinha cidade de Juazeiro BA.

Juazeiro é dividida em quatro áreas operacionais, onde conta com a Subdivisão de Companhia Independente que tem um Major responsável por área. O Major Eduardo é o responsável do Assaí até a Orla e do Maringá até a UNEB.

Questionado sobre qual a sua avaliação das ações realizadas e o combate à criminalidade no seu trecho, com o trabalho que a PM vem fazendo no sentido de diminuir os índices da violência, Almeida disse que o esforço é significativo.

 

"Nós temos áreas características, eu não tenho uma grande quantidade de Crimes Intencionais Violentos Letais, mas eu tenho muitas ações de furtos no centro da cidade e algumas ocorrências na Orla de Juazeiro. As ações desenvolvidas são blitz, abordagens no intuito de evitar essas ações delituosas".

Segundo ele entre os crimes mais comuns nesse trecho é o furto de celular, o Major chama a atenção da população que transitam com celulares abertamente em ruas. "Aproveito este espaço e peço encarecidamente ao cidadão de Petrolina e Juazeiro que evite porque eles são responsáveis também. A gente percebe que as pessoas ficam desatentas com esse aparelho na mão e com certeza a ação vai acontecer", orientou.

Sobre o combate ao tráfico de drogas Major Eduardo disse ser um grande desafio, porém todas as localidades suspeitas são monitoradas em um trabalho em conjunto com a RONDESP e a CIPE-CAATINGA, no intuito de evitar e inibir o tráfico de drogas na cidade.

A maior dificuldade relatada pelo Major é a resistência das pessoas de irem a Delegacia registrar o Boletim de Ocorrência. “Sem a denúncia não se gera estatística, não gera o que chamamos de mancha criminal, porque quando tomamos ciência que tal área está sendo delituada, nós vamos lá e o marginal se muda para um outro local onde não deseja ser incomodada e nós precisamos que nos diga isso através do Boletim de Ocorrência”, orientou.


PRF divulga balanço da operação Semana Santa na região

por Adriana Rodrigues 3 de Abril de 2018 às 10:49
categoria: Segurança

 

 

Foto: Paulo Ricardo Sobral

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta terça-feira (2), o balanço da operação Semana Santa, realizada entre 23 de março até o último domingo (01). Os dados correspondem ao trecho da 6ª Delegacia da PRF, que engloba os municípios de Petrolina, Santa Maria da Boa Vista, Afrânio, Lagoa Grande e Orocó, todos do Sertão de Pernambuco, e Juazeiro, no Norte da Bahia.

No boletim constam três acidentes, com duas pessoas feridas e uma morte. Iraildo Alves de Lima, de 29 anos, sofreu uma acidenta na última sexta-feira (30), próximo ao Residencial Vivendas, em Petrolina. A vítima foi atropelada pela caminhonete do prefeito da cidade de Lagoa Grande, Vilmar Cappellaro.

Durante a operação, a PRF realizou 115 testes de alcoolemia. Foram aplicadas 107 multas e uma pessoa foi presa. Ainda foram registradas na 337 imagens por radar.

 

 


Força tarefa tenta coibir disputa por tráfico de drogas em pontos turísticos de Juazeiro

por Gabriela Canário 2 de Abril de 2018 às 09:49
categoria: Segurança

O aumento do tráfico de drogas em pontos turísticos de Juazeiro foi tema de uma reunião entre representantes da segurança pública e da Câmara de Vereadores do Município, através da Comissão de Segurança que destacou os índices de consumo e de comercialização ilícita nos finais de semana têm aumentado nesses locais, principalmente na Orla II da cidade.

O Presidente da Comissão de Segurança, vereador Anastácio, explicou que a necessidade de uma intervenção surgiu após um monitoramento dos locais turísticos. “Há muito tempo a gente vinha fazendo o monitoramento daquele local (Orla II) e é um trabalho de meses de prevenção. Recebemos uma denúncia de uma disputa de tráfico. Existia uma disputa entre Orla II e Ilha do Fogo”, destacou. O relator da Comissão, o vereador Jean Gomes, disse que a situação é preocupante. “A gente vem batendo constantemente nessa situação. São locais onde tem muita gente e os vendedores de drogas se aproximam. Isso é inusitado. A gente fica preocupado essa questão de drogas”, explicou.

Em contrapartida, de acordo com os parlamentares, os responsáveis pela segurança pública se comprometeram em intensificar esforços e aumentar a vigilância e a presença ostensiva de policiais para coibir o tráfico. De acordo com a inspetora chefe da Guarda Civil de Juazeiro, a guarnição já iniciou uma força-tarefa de combate ao tráfico de drogas na Orla II e que a ação já apresentou bons resultados no final de semana.

“Vamos unir forças. Já estávamos lá nesse final de semana trocando as equipes, cobrindo todos os dias e não teve nenhuma ocorrência. Pretendemos continuar”, destacou. Ela explica que pretende marcar uma reunião com a Comissão de Segurança da Câmara de Vereadores de Petrolina para “reforçarmos a segurança na Ilha do Fogo e vencer o tráfico de drogas nas duas cidades”. Ela disse que também vai entrar em contato com a Guarda Municipal de Petrolina para a ação.


Pernambuco terá sua primeira prisão federal

por Adriana Rodrigues 31 de Março de 2018 às 08:41
categoria: Segurança

O governador Paulo Câmara e o ministro Raul Jungmann assinaram ontem o termo entre o governo de Pernambuco e o Ministério da Segurança Pública para federalizar a Unidade III do Centro de Integrado de Ressocialização (CIR) de Itaquitinga. Com a assinatura do protocolo de transferência, o governo federal passa a ser responsável pela conclusão das obras da unidade, que se encontra 62% construída, além de sua administração e manutenção, tornando-a a primeira instalação carcerária federal em Pernambuco.

O local irá receber presos do regime fechado e será objeto de um investimento de R$ 25 milhões. A estrutura e o número de vagas serão adequadas pela União de acordo com as necessidades do novo projeto. O encontro aconteceu ontem pela manhã, no Palácio do Campo das Princesas, no Recife.

“Hoje (ontem), avançamos numa parceria que estava sendo construída com o governo federal para a questão do complexo prisional de Itaquitinga. Todos nós sabemos que era uma parceria público-privada, a qual o parceiro privado não conseguiu terminar e o estado assumiu. Um pavilhão já está pronto, outro está em obra e, agora, em parceria com o governo federal, nós vamos concluir os demais pavilhões. E isso vai ser importante para o sistema de ressocialização de Pernambuco, a partir do momento que vamos ter um presídio federal aqui no nosso estado. E isso vai também ao encontro da nossa política, da nossa forma de tratar a segurança pública”, destacou o governador do estado.

Vagas

O ministro Raul Jungmann detalhou como o Centro Integrado passará a funcionar com a federalização de uma das unidades prisionais. “Todo o complexo de Itaquitinga funcionará com os sistemas prisionais federal e estadual. A unidade federal terá aproximadamente 500 vagas e nós vamos investir um total de R$ 25 milhões para a conclusão das obras. E eu acredito que isso seja decisivo, porque na área prisional nós temos um dos grandes gargalos da segurança pública no Brasil hoje. E, de fato, essa ampliação é muito significativa e vem favorecer exatamente a segurança de Pernambuco, que é o que todos nós desejamos”, frisou. (Fonte: Diario de PE)


Câmara de Juazeiro discute segurança na Orla II

por Gabriela Canário 28 de Março de 2018 às 07:32
categoria: Segurança

A iniciativa da Comissão de Segurança da Câmara de Vereadores de Juazeiro de reunir os representantes de todos os órgãos responsáveis pela segurança pública de Juazeiro para discutir o aumento desenfreado do tráfico na Orla Dois foi tema dos pronunciamentos na sessão ordinária desta segunda-feira (27/03).

De acordo com Anastácio, a reunião, realizada na Presidência da Casa, foi “pertinente e muito positiva”, contando com a presença da Delegada Regional, Lígia Nunes de Sá; o Major Jaime de Almeida Malvar Filho, comandante da RONDESP Norte; Capitão Silvio Miranda da Marinha; Josilene da Silva Santos, Comandante da Guarda Municipal e representantes de comerciantes e prestadores de serviços na Orla Fluvial.

De acordo com o vereador, a preocupação da Comissão e de todos os vereadores é o aumento das drogas e a comercialização ilícita nos finais de semana, que foi externada aos responsáveis pela segurança. Todos se comprometeram a envidar esforços e aumentar a vigilância e a presença ostensiva para coibir o tráfico.

Da reunião participaram os vereadores Aníbal, Gleidson Medrado, Jean Gomes, Domingão da Aliança, Amadeus, Neguinha da Santa Casa, Tia Lúcia, Florêncio e Reinaldo de Sabino.

O vereador Anastácio foi aparteado pelos vereadores Bené Marques, Jean Gomes e Gleidson Medrado, ratificando o apoio ás iniciativas propostas e o compromisso de engajamento nas ações que forem realizadas para diminuir a incidência do tráfico na Orla II.

Fizeram referência à reunião com compromisso de apoio os vereadores Agnaldo Meira, Allan Jones e outros que ocuparam a tribuna da Câmara.


Programa de Segurança é alternativa para recuperação de celulares roubados em Petrolina

por Redação Nossa Voz 20 de Março de 2018 às 09:41
categoria: Segurança



De acordo com a Polícia Militar de Petrolina, o número de roubo a celulares tem crescido em Petrolina e que a população deve se precaver para que esse índice não aumente cada vez mais. O programa Alerta Celular é uma das alternativas para a redução nos roubos desses aparelhos em todo o estado de Pernambuco. Lançado em março de 2017, é possível cadastrar celulares para facilitar a localização dos donos em possíveis casos de roubo.

A recuperação dos aparelhos acontece depois de conferir a Identificação Internacional de Equipamento Móvel - o Imei, que pode ser encontrado no interior do aparelho ou digitando o código *#06#. Esse número se obtém com uma consulta à nota fiscal ou à caixa do aparelho. Também é necessário informar CPF do dono do dispositivo, e-mail e um telefone de contato.

Funciona assim: depois que você se cadastra, a SDS fica com os seus dados e os do celular registrados no sistema. Quando a PM aborda algum suspeito, pode verificar por um aplicativo, na hora, se o celular foi roubado e quem é o seu verdadeiro dono.

Mas, atenção: o alerta celular não é um sistema de rastreamento. Ele serve para ajudar as Polícias Civil e militar nas investigações e abordagens, recuperando os aparelhos cadastrados.

Cadastro

Cadastrar o aparelho celular no programa está dificultando o repasse do equipamento, quebramos uma cadeia de crimes. Para efetuar o cadastro, é preciso acessar o site da SDS (www.sds.pe.gov.br), ir à ferramenta Alerta Celular, disponibilizada no painel Destaque, no lado direito da página. No cadastro, o usuário precisa informar o IMEI.