asdasdasdasd

Professor é condenado por compartilhar pornografia infantil

por Gabriela Canário 6 de Setembro de 2018 às 11:35
categoria: Sertão do Araripe

Um professor de educação básica foi condenado por compartilhar material pornográfico envolvendo bebês, crianças e adolescentes. A acusação foi feita pelo Ministério Público Federal (MPF) no Sertão de Pernambuco. Gilmar da Silva Cunha Júnior morava em Ouricuri e foi sentenciado ao cumprimento de pena de seis anos e três meses de prisão. Na decisão, o MPF também ressaltou que o perfil do acusado não condiz com o cargo que exerce e recorreu para que o Sistema Judicial o condene à perda do cargo público que ocupa na rede de educação básica do município.

De acordo com o Ministério Público Federal, de 2011 a 2017, Gilmar compartilhou via internet várias fotos e vídeos com pornografia. Foram encontrados na casa do acusado 9.753 imagens e 1.482 vídeos de sexo explícito protagonizados por menores de 18 anos. O material foi localizado pela Polícia Federal no cumprimento da medida de busca e apreensão solicitada pelo MPF.

Gilmar Júnior foi preso em flagrante. No momento da apreensão, 54 arquivos estavam sendo enviados pela internet. Cerca de 160 conversas feitas por software para compartilhamento de arquivos contendo pornografia infantil foram identificadas pela PF.

Bruno Morais