asdasdasdasd

Morre mais uma vítima da ação do Exército que fuzilou músico no Rio

por Simone Marques 19 de Abril de 2019 às 08:00
categoria: Violência

Mais uma vítima morreu em consequência da ação do Exército realizada em Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro, no último dia 7. O catador de materiais recicláveis Luciano Macedo foi atingido por balas de fuzil no momento em que tentava ajudar a família de Evaldo Santos Rosa, alvejada por 80 tiros disparados pelos militares.

Luciano Macedo foi internado em um hospital da Baixada Fluminense e, após 10 dias, não resistiu aos ferimentos, e faleceu na madrugada desta quinta-feira (18).

No domingo, dia 7 de abril, Evaldo, a esposa, o filho de sete anos, o sogro e uma amiga da família trafegavam de carro por Guadalupe, quando foram surpreendidos por uma guarnição do Exército. Os militares, sem ao menos abordarem o veículo, dispararam mais de 80 tiros de fuzil no carro da família. Evaldo morreu no local. O sogro foi baleado, mas não corre riscos de morte. A esposa, o filho e a amiga, não se feriram. Luciano presenciou a ação, tentou ajudar a família e acabou atingido pelos tiros.