As raças de cães com a vida mais longa, segundo a ciência

0
80

Nós, seres humanos, passamos a vida inteira nos perguntando o que fizemos para merecer a companhia dos cães. Afinal, os melhores amigos do homem são criaturas tão dóceis e adoráveis que sempre iremos querer um pouco mais de tempo com eles.

E embora um medicamento antienvelhecimento para cachorros esteja em desenvolvimento, nós ainda precisamos lidar com a dor de eventualmente perder nossos grandes amigos de quatro patas. Mas o que faz alguns cães viverem mais do que outros? Uma nova pesquisa, publicada na Scientific Reports, criou um relatório detalhado de quanto tempo os cachorros normalmente vivem, dependendo da raça, sexo, tamanho e formato de rosto.

Expectativa de vida dos cães

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Conforme o estudo, cães pequenos e de nariz comprido tendem a viver por mais tempo, enquanto cães maiores e de nariz achatado desfrutam de vidas mais curtas. Essas descobertas podem ajudar os donos de pets, abrigos animais, criadores de cães e legisladores a tomarem decisões mais assertivas sobre a saúde e bem-estar desses animais, diz o relatório. 

“Isso nos oferece uma oportunidade de melhorar a vida de nossos companheiros caninos”, disse a principal autora do estudo, Kirsten McMillan, que é cientista de dados da organização de bem-estar canino Dogs Trust.

Em média, os cachorros vivem entre 10 e 13,7 anos. Porém, assim como acontece com os humanos, a expectativa de vida deles dependendo de uma variedade de fatores, desde genética ao estilo de vida e, agora, ao tamanho. Os cientistas visavam explorar essas características em ampla escala e ver se algum padrão surgia em meio aos dados.

Análise aprofundada

(Fonte: Getty Images)

(Fonte: Getty Images)

Para reunir novas informações, os pesquisadores recolheram dados de registros de raças, veterinários, companhias de seguros para animais de estimação, instituições de caridade e universidades. Ao todo, o conjunto de dados incluiu informações sobre 584 mil cães localizados no Reino Unido, dos quais metade já havia morrido. A amostra também incluiu cães de raça pura e mestiços.

A expectativa de vida média de todos os cachorros da amostra foi de 12,5 anos, descobriu a equipe. As fêmeas tendem a viver um pouco mais do que os machos, com uma expectativa de vida média de 12,7 anos para elas e 12,4 anos para eles. Em relação ao tamanho e formato de rosto, cães menores e de nariz comprido apresentaram a maior expectativa de vida.

Os famosos “salsichas”, por exemplo, tiveram uma vida média de 14 anos, em comparação com apenas 9,8 anos para os buldogues franceses. Cães de nariz chato, ou braquicefálicos, têm muitos problemas de saúde conhecidos, incluindo problemas respiratórios e intolerância ao calor, apontaram os pesquisadores.

Entre as 155 raças puras incluídas no conjunto de dados, os grandes vitoriosos foram os Lancashire Heelers, que vivem em média 15,4 anos. Para chegar a estimativas globais de expectativa de vida para nossos amigos caninos, os cientistas envolvidos no estudo esperam que investigadores de outros países realizem estudos semelhantes. 

(megacurioso)