asdasdasdasd

Inscrições para o Encceja começam hoje

por Redação Nossa Voz 16 de Abril de 2018 às 09:00
categoria: Educação

As inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Nacional) deste ano serão abertas às 10h de hoje (16). O prazo para fazer a inscrição termina no dia 27 de abril. As provas serão realizadas no dia 5 de agosto. O sistema de inscrição pode ser acessado na página do Encceja na internet.

O exame é direcionado aos jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada para cada nível de ensino. Os participantes devem ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame, para quem busca a certificação do ensino fundamental. Quem busca a certificação do ensino médio tem que ter, no mínimo, 18 anos completos na data de realização do exame. A participação é voluntária e gratuita.

Durante a inscrição, o participante deve ficar atento à seleção das áreas de conhecimento. Quem quer o certificado de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio precisa ter proficiência nas quatro áreas do conhecimento e na redação. Mas o participante que já tem alguma declaração parcial de proficiência, obtida em edições passadas do Enem ou do próprio Encceja, fica liberado de fazer a prova da área na qual já tem proficiência comprovada. Na inscrição, o participante também precisa escolher a instituição na qual pretende solicitar a certificação ou a declaração parcial de proficiência.

Os resultados individuais do Encceja permitem a emissão de dois documentos: a certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio, para o participante que conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação, e a declaração parcial de proficiência, para o participante que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas.

Também  serão realizados neste ano o Encceja para quem mora no exterior, para adultos submetidos a penas privativas de liberdade e para adolescentes sob medidas socioeducativas que incluam privação de liberdade.

Fonte: Agência Brasil


Candidatos ao Enem têm até domingo para pedir isenção da taxa de inscrição

por Redação Nossa Voz 13 de Abril de 2018 às 14:00
categoria: Educação

Termina no próximo domingo (15) o prazo para os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pedirem a isenção da taxa de inscrição da prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) espera que cerca de 4 milhões de pessoas peçam a isenção da taxa neste ano.

Em 2018, o Enem completa 20 anos e pela primeira vez o pedido de isenção da taxa é feito antes do período de inscrição. Também pela primeira vez, os candidatos que tiveram a isenção no ano passado e faltaram aos dois dias de prova terão que justificar a ausência para ter a gratuidade novamente.

Se a solicitação de isenção for negada, ainda é possível recorrer da decisão, na Página do Participante, entre os dias 23 e 29 de abril. A aprovação da isenção da taxa de inscrição não significa que o participante já está inscrito no Enem 2018. As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano, pelo site do Enem.

Quem tem direito à isenção

- Quem está cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública

- Quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública, ou como bolsista integral na rede privada, e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio

- Quem declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

- Quem fez o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenha atingido a nota mínima.

Fonte: DP


Temer sanciona lei que cria universidades em Pernambuco e no Piauí

por Adriana Rodrigues 12 de Abril de 2018 às 08:17
categoria: Educação

O presidente Michel Temer assinou nesta quarta-feira a lei que cria duas universidades, a Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar), no Piauí, e a Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape). O Projeto de Lei 5272/16 foi aprovado no Congresso no dia 20 de março e seguiu para sanção presidencial. A assinatura aconteceu em cerimônia no Palácio do Planalto.

O texto original, enviado ao Congresso pela então presidente Dilma Rousseff em 2016, previa apenas a criação da instituição piauiense, mas o Senado apresentou um texto substitutivo, incluindo a universidade em Pernambuco. Ambas universidades serão um desmembramento de outras já existentes.

A UFDPar será criada no campus que hoje pertence à Universidade Federal do Piauí (UFPI), na região de Parnaíba. Em Pernambuco, os campi da Universidade Federal Rural de Pernambuco passarão a ser a Ufape, na região de Garanhuns. Está prevista a transferência automática dos cursos de todos os níveis e dos alunos regularmente matriculados nos campi.

De acordo com o ministro da Educação, Rossieli Soares, as universidades originárias funcionarão como tutoras nos primeiros anos das novas instituições. O orçamento, inclusive, continuará indo para as tutoras nesse período. “O primeiro passo é estruturar a universidade, com acompanhamento da universidade tutora. [...] Depois de ter minimamente a estrutura, as instituições tutoras continuam apoiando até a total autonomia desse processo, que deve durar de quatro a cinco anos”. O ministro disse ainda que a abertura de novas vagas só será discutida após a estruturação inicial.

Para Soares, um dos grandes benefícios será a aproximação das universidades das comunidades. “Ao passarmos a ter uma reitoria, uma estrutura própria, há um diálogo melhor com os anseios da comunidade. Uma universidade com muitos câmpus acaba se afastando daquilo que, muitas vezes, é o ideal da proximidade com a comunidade. Esta, certamente, é a grande vantagem, ter um planejamento próximo das demandas que existem na comunidade”.


Depois de reivindicações de vereadores, CMEI da Agrovila Massangano será aberto essa semana

por Adriana Rodrigues 11 de Abril de 2018 às 11:23
categoria: Educação

A polêmica que cerca o impasse entre a abertura do Nova Semente estruturado pela comunidade ainda na gestão passada e a Construção de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) na Agrovila Massangano foi alvo de polêmica na Câmara de Petrolina na sessão de ontem, terça-feira (10) e gerou cobranças dos vereadores da base de situação. 

Ronaldo Silva (PSDB), levantou a questão, cobrando agilidade da secretaria de educação que teria prometido resolver a situação de forma breve e as crianças daquela comunidade estão sem aula e os pais com dificuldades para ir ao trabalho diante da situação. “Nós já estamos no mês de abril e até hoje, a creche que era CMEI e foi transformada em Nova Semente, não foi aberta. As crianças estão sem aula. Isso é um absurdo! O prefeito pediu um prazo de dez dias para resolver esse problema que tem acontecido na Agrovila Massangano, agora me veio uma surpresa, a secretária de educação disse que está aguardando um parecer do Ministério público, aonde vai parar? Ou vai abrir o Nova Semente, ou diga logo para o povo que não vai abrir, o que não pode é as crianças ficarem prejudicadas sem escola, empurrando com a barriga. Eu sou governo mais não posso me calar com essa situação. Os pais estão deixando de trabalhar porque não tem onde deixar suas crianças”, disparou. Ronaldo Cancão (PTB) também se mostrou indignado e se negou a calar diante do problema que afeta várias famílias daquela localidade. “É inadmissível, sou aliado do prefeito mas não posso concordar com o que está errado. É incompetência sim. O Ministério Público é quem vai decidir se as crianças vão estudar? Se tem 57 crianças matriculadas para o Nova Semente e mais 66 do CMEI não estão abrindo porquê? Mais de 30 dias sem aula. Resolva o problema. Se não vai abrir, pega uma casa e aluga. Que bicho tem de sete cabeças? Tenha santa paciência. Promotor agora é quem decidir o que o governo fará? Besteirol estou cheio. O Ministério Público pode entrar com ação contra a secretária porque ela não tem competência de colocar as crianças para estudar”, criticou. 

O líder da situação, Aero Cruz (PSB), reconheceu a demora na resolução do problema mas assegurou que em breve a gestão municipal vai atuar. “Infelizmente essa situação que vocês estão passando foi irresponsabilidade do governo passado que quando ia abrir o Nova Semente passava a responsabilidade para a comunidade. Vamos enfrentar, não vamos jogar para plateia. Só não vamos cometer o erro que a gestão passada cometeu. Se pediram um parecer jurídico, vamos apressar que seja positivo ou negativo”, disse. Dando lição de moral na bancada de situação, a vereadora Cristina Costa (PT), questionou o motivo dos vereadores de situação não já terem resolvido essa questão com o próprio prefeito Miguel Coelho e atribuiu o impasse sobre a abertura do Nova Semente na Agrovila Massangano a uma questão política. “Com todo respeito, se precisava de um parecer jurídico, não precisava a posição do conselho municipal de educação. O que tá faltando é o Novo Tempo, colocar o pé no chão, sentar com sua equipe e organizar. Para mim é uma falta de respeito com essas pessoas que estão aí. Vocês são da base do prefeito. Chama o prefeito e a secretária, senta e vamos parar de brincar com o sentimento das pessoas. As crianças estão sem aula até hoje. Porquê? Por um interesse político e esse interesse tem que ser dito. Continuar Nova Semente ou CMEI, basta isso, tá faltando coragem do prefeito enquanto autoridade constituída pelo povo”, desabafou.

Depois das muitas reivindicações, nesta quarta-feira (11), o vereador Ronaldo Silva (PSDB), anunciou no programa Nossa Voz, que os pedidos foram atendidos pelo prefeito. Segundo ele, depois de várias reuniões, a creche será aberta na Agrovila Massangano.

A Secretaria da Educação de Petrolina (Sedu) também se pronunciou sobre o assundo. O órgão esclarece "que o Centro Municipal de Educação Infantil Creuza Rodrigues Alves, será transformado em unidade do programa de primeira infância Nova Semente. Tal atitude está sendo tomada para atender um pedido da própria comunidade e foi feita com parecer do Conselho Municipal de Educação que reconhece e aprova a modificação". A Sedu ressalta ainda que "a Prefeitura garantirá todos os recursos financeiros, material pedagógico e de alimentação visando assegurar o bem-estar das crianças que serão atendidas. A unidade do programa de primeira infância começará atender às crianças da localidade até o final da semana".

 

 

 


Prefeitura de Petrolina convoca aprovados em processo seletivo da Educação; classificados devem comparecer à secretaria até quinta-feira

por Adriana Rodrigues 11 de Abril de 2018 às 08:36
categoria: Educação

Os profissionais que participaram do processo seletivo para a contratação de professores temporários da Secretaria de Educação de Petrolina estão sendo convocados a comparecer à SEDU, até a quinta-feira (12).

Os editais de chamamento foram publicados na segunda-feira (9), no Diário Oficial do Município. A Educação está convocado professores do interior e auxiliares de limpezas (sede e interior).

Os profissionais devem levar os documentos solicitados nos editais de convocação. A Prefeitura de Petrolina destaca que o não comparecimento acarretará na desclassificação dos profissionais.


Secretária interina destaca investimentos na educação de Petrolina

por Adriana Rodrigues 10 de Abril de 2018 às 10:05
categoria: Educação

A comunidade do Núcleo 05 do perímetro irrigado Senador Nilo Coelho, zona rural de Petrolina, recebeu um novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). Ontem segunda-feira (09), a Prefeitura fez a inauguração da unidade Osório Leônidas de Siqueira em um ato festivo que contou com as presenças do prefeito da cidade, Miguel Coelho, do deputado Federal, Fernando Filho, do senador Fernando Bezerra Coelho, vereadores e lideranças comunitárias.

A secretária interina de Educação, Larissa Soeiro destacou os investimentos feitos na área. Ela informa que Petrolina dispõe de 36 unidades de CMEIs. A unidade que foi entregue, tem capacidade para atender até 300 alunos do berçário II ao maternal II de forma integral, e pré I e II de forma parcial, totalizando 12 turmas. Ao total, são 19 ambientes que serão entregues: salas de aula, sala de leitura, pátio, refeitório, banheiros, salas administrativas, cozinha, dispensa, área de banho e depósitos. “Sob a orientação do prefeito Miguel, estamos trabalhando para oferecer melhor educação para nossas crianças. Atualmente, a prefeitura de Petrolina está construindo mais dois CMEIs e oito já estão com recursos liberados. Além destes, a gestão municipal está construindo mais duas unidades escolares, uma na Cohab VI e outra no Maria Tereza; aplicando mais de R$ 4,5 milhões em reformas e manutenções; entregando fardamento para todos os alunos e kits escolares”, elencou. Soeiro informa ainda, que até o final do ano, ou início do ano que vem, as obras podem ser iniciadas, porque as construções têm um cronograma físico-financeiro para ser executado.

Nova Semente e CMEI

A secretária foi enfática ao informar que “não existe fim do Nova Semente”. De acordo com ela, um dos propósitos do prefeito é fortalecer o programa."Pedagogicamente não existe diferença, porque falamos de primeira infância que está no Nova Semente, assim como está no CMEI. A diferença é só faixa etária. O Nova Semente atende criança de seis meses a três anos que ficam em um berçário até o maternal II e o CMEI atende do maternal I até o pré".

Atraso nos kits

A secretária tranquiliza os alunos que receberão os kits pedagógicos, prometidos para educação infantil da Rede municipal. O atraso segundo ela, se deu no confeccionamento dos kits. Com investimento na ordem de R$ 1,6 milhão, mais de 23 mil crianças serão beneficiadas com o kit que conta com livro, agenda, cd, livro da família, cartazes e mochila. As autoras dos livros, Daniela Macambira e Gilvanira Freitas, da editora Aprender, participarão do evento.

Fardamentos

Sobre as denúncias de que crianças que chegam à escola sem fardamentos estão sendo barradas, Larissa desmente. "O município está dando duas camisas e um short a estudantes da primeira infância e para crianças do fundamental I e II e EJA, estamos entregando duas camisas. O que pode está acontecendo? Algumas unidades devem está recebendo o número da camisa diferente do tamanho da criança, mas temos fardamentos para todos, as gestões não estão sendo orientadas a barrar nenhum aluno". A secretária orienta aos pais que ao perceberem qualquer irregularidade se direcione a secretaria de educação e faça a denúncia, para que o servidor seja punido.

Merenda Escolar

Sobre denúncias de que as escolas do interior serviriam apenas feijão com arroz na merenda escolar ela diz que, não chegou ao conhecimento da secretaria. Ela promete que se isso estiver acontecendo vai punir o fornecedor. A Servidora diz que preza o atendimento de qualidade, no ensino, no material escolar e na merenda para sede e interior.

Processo Seletivo

A cerca das denúncias de "arrumadinho", feitas por vereadores, na convocação do processo seletivo realizado em janeiro desse ano, Larissa esclarece que, todos os aprovados estão sendo convocados de acordo com a ordem de classificação. "Eu recebo estas denúncias de forma muito serena, porque não procede. Seríamos irresponsáveis em dizer que estaríamos burlando essa ordem. Temos fiscalização no Ministério Público e da população. O resultado foi divulgado no Diário Oficial do Município, não tem porque burlar, todos as unidades estão com professores".  

 


Prefeitura de Petrolina inaugura Centro de Educação Infantil no N5

por Karine Paixão 9 de Abril de 2018 às 09:52
categoria: Educação

 

A comunidade do Núcleo 05 do perímetro irrigado Senador Nilo Coelho, zona rural de Petrolina, vai receber um novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) . Nesta segunda-feira (09), às 18h, a Prefeitura fará a inauguração da unidade Osório Leônidas de Siqueira em ato festivo que vai contar com as presenças do prefeito da cidade, Miguel Coelho, do deputado Federal, Fernando Filho, do senador Fernando Bezerra Coelho, vereadores e lideranças comunitárias.

O CMEI tem capacidade para atender até 300 alunos do berçário II ao maternal II de forma integral, e pré I e II de forma parcial,  totalizando 12 turmas. Ao total, são 19 ambientes  que serão entregues: salas de aula, sala de leitura,  pátio, refeitório, banheiros, salas administrativas, cozinha, dispensa, área de banho e depósitos. 

O eventro também marcará a entrega dos kits pedagógicos para educação infantil da Rede municipal.  Com  investimento na ordem de R$ 1,6 milhão,  mais de 23 mil crianças serão beneficiadas com o kit que conta com livro, agenda, cd, livro da familia, cartazes e mochila. As autoras dos livros, Daniela Macambira e Gilvanira Freitas, da editora Aprender, participarão do evento.  

A secretária interina de Educação, Larissa Soeiro destacou os investimentos feitos na área. "Sob a orientação do prefeito Miguel, estamos trabalhando para oferecer  melhor educação para nossas criança.   Atualmente, a prefeitura de Petrolina está construindo mais dois CMEIs e oito  já estão com recursos liberados. Além destes,  a gestão municipal está construindo mais duas unidades escolares , uma na Cohab VI e outra no Maria Tereza; aplicando mais de R$ 4,5 milhões em reformas e manutenções;  entregando  fardamento para todos os alunos e kits escolares", elencou.


Nova lista de convocados no processo seletivo é divulgada pela Secretaria de Educação de Petrolina

por Adriana Rodrigues 4 de Abril de 2018 às 12:50
categoria: Educação



Foram divulgadas pela Secretaria de Educação de Petrolina (SEDU) mais duas convocações dos classificados no processo seletivo para a contratação e profissionais para atuar na Rede municipal de ensino.  Os editais 21 e 22 estão disponíveis no Diário Oficial do município, no site: https://doem.org.br/pe/petrolina.

 Os editais convocam os candidatos classificados para os cargos de Assistente de Criança; auxiliar Administrativo; auxiliar de sala de aluno autista; professor de AEE; professor Educação Infantil; auxiliar de cozinha e auxiliar de limpeza – estes últimos foram classificados no processo seletivo realizado em 2017, mas ainda em validade. O comparecimento do candidato deve acontecer até a próxima sexta – feira (06), no auditório da SEDU, localizado no Centro de Convenções, 2º andar, no Centro, das 8h às 16h, munido de toda a documentação original e cópias relacionadas no Anexo II do edital, para tratar da contratação e localização nas unidades escolares.

A secretária executiva de Planejamento e Monitoramento, Leilane Moraes, alertou a necessidade do comparecimento imediato dos convocados para suprir a lacuna nas escolas e ressaltou que a ausência nas datas e horários previstos acarretará a desclassificação do candidato. “Esperamos que todos que fizeram as provas fiquem atentos às convocatórias e se apresentem para que possamos encaminhar para as escolas que estão precisando desses profissionais”, pontuou.


Prazo para isenção da taxa de inscrição do Enem começa hoje

por Gabriela Canário 2 de Abril de 2018 às 09:07
categoria: Educação

Por: Agência Brasil











Para todos os casos de solicitação de isenção da taxa, o participante deverá ter documentos que comprovem a condição declarada. Foto: Arquivo/Agência Brasil  
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Os estudantes que irão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e quiserem pedir isenção da taxa de inscrição devem ficar atentos. Neste ano, a solicitação de isenção será feita entre os dias 2 e 11 de abril, ou seja, antes do período de inscrição, que começa em maio. O pedido deve ser feito, exclusivamente, pelo endereço site do Enem.

Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

Também tem isenção o participante que declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenham atingido a nota mínima do exame.

O estudante Emanuel Noronha, que mora em Belém (PA), vai fazer o Enem pela segunda vez neste ano e vai pedir a isenção da taxa de inscrição por se enquadrar no critério de baixa renda. Segundo ele, se fosse para pagar, teria que fazer uma “vaquinha” na família para conseguir os R$ 82 da taxa de inscrição.

O candidato diz que já está preparado para pedir o benefício logo nos primeiros dias, para evitar transtornos. “Vou pedir o mais cedo possível, porque mesmo que muitos ainda não saibam dessa mudança, quero evitar problemas, como o site estar congestionado”, diz.

Comprovação

Para todos os casos de solicitação de isenção da taxa de inscrição, o participante deverá ter documentos que comprovem a condição declarada, sob pena de responder por crime contra a fé pública e de ser eliminado do Exame.

O participante que solicitar isenção da taxa de inscrição por estar incluído no CadÚnico deverá informar o seu Número de Identificação Social (NIS) válido. O Inep poderá consultar o órgão gestor do CadÚnico para verificar a conformidade da condição indicada pelo participante no sistema de isenção.

Se a solicitação de isenção for negada, ainda é possível recorrer da decisão, na Página do Participante, entre os dias 23 e 29 de abril.

A aprovação da isenção da taxa de inscrição não significa que o participante já está inscrito no Enem. As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano, pelo site do Enem.

Justificativa

Os participantes que tiveram isenção da taxa de inscrição no Enem no ano passado e que faltaram aos dois dias de provas terão que justificar a ausência para fazer o Enem de 2018 sem pagar a taxa novamente. A ausência deve ser comprovada entre os dias 2 e 11 de abril, por meio de documentos como atestado médico, documento judicial, certidão pública ou boletim de ocorrência que comprove e justifique a ausência no exame.

Quem não apresentar justificativa de ausência no Enem 2017 ou tiver a justificativa reprovada após recurso e quiser se inscrever no Enem 2018 deverá pagar o valor da taxa de inscrição, que foi mantida neste ano em R$ 82. Da mesma forma, o participante que obtiver a isenção da taxa de inscrição do Enem deste ano e não comparecer às provas nos dois dias de aplicação deverá justificar sua ausência se desejar solicitar nova isenção para o exame em 2019.

A exigência foi adotada por causa dos prejuízos que o exame vem registrando nos últimos anos aos cofres públicos. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as últimas cinco edições do Enem representaram um prejuízo de R$ 962 milhões com participantes que se inscreveram e não compareceram às provas.


Provas do Enem não serão mais difíceis este ano, garante Inep

por Adriana Rodrigues 28 de Março de 2018 às 14:01
categoria: Educação



O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou hoje (27) que a ampliação do tempo dado aos candidatos para fazer a prova no segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não significa que o nível de dificuldade do exame vai aumentar. Segundo o Inep, o conteúdo das provas do Enem é definido pelas Matizes de Referência, que estão disponíveis no portal da instituição.

“O documento, de 2009, indica as habilidades que serão avaliadas e orienta a elaboração das questões da prova, assim como a construção de escalas de proficiência que definem o que e o quanto o aluno realiza no contexto da avaliação”, disse o instituto em nota.

O Inep alerta aos interessados em fazer o Enem que consultem apenas os canais oficias do Inep e do Ministério da Educação para se informar e tirar dúvidas sobre o exame.

Depois da divulgação de que os candidatos terão 30 minutos a mais no Enem deste ano para fazer as provas de exatas, no segundo dia do exame, alguns alunos manifestaram preocupação nas redes sociais sobre o possível endurecimento das questões. No entanto, o aumento do tempo agradou professores e estudantes.

Regras

De acordo com o edital do Enem, o primeiro dia da prova, que reúne redação e questões de linguagens e ciências humanas, terá cinco horas e meia de duração e o segundo dia, com questões de ciências da natureza e matemática, terá cinco horas. Até o ano passado, o segundo dia tinha duração de quatro horas e meia.

Assim como em 2017, as provas do Enem deste ano serão realizadas em dois domingos seguidos: nos dias 4 e 11 de novembro. As inscrições para o Enem deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio.