asdasdasdasd

Polícia elucida homicídio e desarticula organização de Tráfico de Drogas em Petrolina

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 12:18
categoria: Policial

             Polícia Civil desarticulou organização criminosa em Petrolina. Foto: Emerson Rocha.

A Polícia Civil prendeu duas pessoas, sendo que uma terceira já se encontrava em detenção, na manhã desta quarta-feira, dia 14, em alguns bairros de Petrolina. Na investigação, que visava o solucionamento da morte de um casal encontrado carbonizado na zona rural da cidade, no mês de fevereiro deste ano, foi apontada uma organização associada ao tráfico de drogas.

Patrick Duarte Braga e Dionato Evangelista dos Santos foram presos no Residencial Monsenhor Bernardino e no Bairro Mandacaru, em Petrolina, respectivamente. Antomar Alves de Brito, que também tem o nome envolvido no caso, já se encontrava preso no Presídio Edvaldo Gomes por crimes anteriores. Uma quarta pessoa, Joseilton dos Santos, está foragida. Todos têm passagens pela Polícia. Os suspeitos não confessaram os crimes.

De acordo com o Delegado Marceone Ferreira, a investigação teve início com a morte do casal, mas que logo foi associada ao tráfico de entorpecentes. Os homens são suspeitos de cometer outros assassinatos. “A gente sabe que a grande maioria [dos casos de homicídios] está relacionada ao tráfico de entorpecentes, onde alguns autores também são presos com uma quantidade de drogas”, destacou.

             Polícia Civil desarticulou organização criminosa em Petrolina. Foto: Emerson Rocha. 

Na ação, a Polícia encontrou um local que funcionava como uma espécie de 'laboratório', no Bairro Terras do Sul, onde as drogas eram processadas e repassadas. Foram apreendidos 12 quilos de pasta para cocaína, balança, computadores, aparelhos celulares e a quantia de 4.500 reais em espécie.

O Delegado Magno Neves apresentou detalhes do caso. “Ficou claro que eles eram traficantes, mas isso será analisado pela Delegacia Especializada. Chegamos ao homicídio e elucidamos o caso”, destacou o Delegado. Não há confirmação de que a morte do casal encontrado carbonizado tenha relação com o tráfico.

Cerca de 80 policias estavam envolvidos no caso. Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados para a 25ª DPH – Petrolina-PE.

Casal encontrado carbonizado

Duas pessoas foram encontradas totalmente carbonizadas no dia 20 de fevereiro deste ano, dentro de um carro em uma estrada de terra próxima ao Loteamento Topazzio, na saída de Petrolina. Segundo a polícia, os autores do crime atearam fogo no veículo usando uma substância inflamável, que pode ter sido gasolina. O carro tinha placa de Juazeiro, Bahia.


Comunitário denuncia promessas de escrituras em período eleitoral, mas prefeitura nega: “Fomos orientar”

por Karine Paixão 14 de Novembro de 2018 às 12:17
categoria: Comunidade

Uma reunião realizada uma semana antes das eleições gerais por integrantes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade com moradores do bairro Terras do Sul rendeu muito mais do que orientações sobre o repasse das escrituras dos terrenos que passaram pelo processo de regularização fundiária em Petrolina. Segundo o líder comunitário, Pedro Elias Carvalho, nesse encontro foi repassado um cronograma de repasse da documentação, porém, um mês depois nenhuma ação foi concretizada.

“Uma semana antes das eleições para presidente e deputado, governador, a Prefeitura Municipal de Petrolina organizou uma reunião aqui no bairro Terras do Sul, para ser mais exato na minha casa, mobilizou os moradores, muito vieram. Teve o secretário Pedro Caldas e outros que não lembro o nome, quatro secretários Miguel e teve a promessa de entregarem a escritura das casas para os moradores. Disseram que não era uma coisa de campanha, não era porque faltava uma semana para a eleição que eles estavam aqui e disseram que depois que passasse a eleição eles viriam fazer a entrega. Alegaram que não seria possível fazer tudo de uma vez, iam colocar carros de som chamando de duas em duas ruas, entregariam um formulário para o morador preencher e de duas em duas ruas, iriam à secretaria para pegar a sua escritura”, relatou Pedro Elias em participação no Programa Nossa Voz desta quarta-feira (14).

Diante desse hiato entre a reunião com representantes da gestão municipal e continuidade das ações prometidas, o comunitário cogita se não teria sido uma promessa eleitoreira. “Já tem é tempo que tem essas promessas de que vão estregar essas escrituras. Dessa vez disseram que o presidente Temer revogou uma lei e que pode dar escritura, que o prefeito pode dar a escritura de um bairro só com uma caneta, então ficaram os moradores esperando essa promessa que foi feita e até agora nada de ninguém entregar essas escrituras. Tenho o Whatsapp de todos, faço a cobrança e entra por um ouvido e sai pelo outro como todas as outras cobranças que tenho aqui do bairro”, reclamou.

Atento ao Nossa Voz, o representante da Prefeitura de Petrolina, Pedro Caldas, rebateu as informações repassadas por Pedro Elias. Segundo Caldas, na reunião citada foram repassadas apenas orientações de como viabilizar a aquisição das escrituras no Terras do Sil. “Nós fomos com a Secretaria de Urbanismo, o diretor de regularização fundiária, Mário e o diretor jurídico da secretaria para orientar os moradores de como fazer todo o procedimento de como adquirir sua escritura do bairro. A secretaria está fazendo a logística para receber a comunidade. Os moradores que terão direito às suas escrituras terão que preencher um formulário, Mário explicou muito bem que estaria com a equipe no bairro orientando como preencher esses formulários então não houve nada de querer enganar a população porque esse não é do feitio da nossa gestão. O que fazemos é um trabalho com seriedade” reforçou.

Ainda segundo o representante da gestão, a Caravana da Cidadania que será realizada nos próximos dias dará maior assistência a comunidade. “Nós queremos tranquilizar a população do Terras do Sul. Vamos estar dia 08 com a Caravana da Cidadania na Escola Walter Gil, no Mandacaru e iriamos também trazer mais informações durante o evento”.


STJ rejeita recurso de Isaac Carvalho e o mantém inelegível

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 09:05

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um recurso interposto pelo ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PCdoB), e manteve sua condenação por desvio de verba na prefeitura. O despacho foi publicado nesta quarta-feira (13). Diante da decisão, por ora, o deputado federal eleito Leur Lomanto Jr (DEM) mantém a cadeira na Câmara dos Deputados.

Com a manutenção da condenação por crime contra a administração pública, conforme já informado, Isaac Carvalho permanece inelegível com base na Lei da Ficha Limpa e, assim, não deve assumir o mandato de deputado federal. Ele foi condenado pela Justiça em 2015 a um ano, 11 meses e 10 dias de prisão, acusado de cometer ilegalidades com recursos públicos.

Isaac obteve 100.549 mil votos na eleição do dia 7 de outubro e pediu na justiça a validação dos votos. A decisão ainda cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Novo recurso

Em nota, a assessoria e Isaac disse que, através de novo recurso, a defesa agora passa a centrar esforços para conseguir a absolvição do ex-prefeito de Juazeiro e deputado eleito no colegiado do STJ. “Cabe frisar que a decisão de hoje não se deu na esfera eleitoral“, disse a assessoria.

Bocão News


PRF inicia Operação Proclamação da República em Pernambuco

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 08:05
categoria: Policial

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza, entre a quarta-feira (14) e o domingo(18), a Operação Proclamação da República 2018. A ação tem como foco a redução de acidentes graves e o combate ao crime nas rodovias federais de Pernambuco.

Com a chegada do verão, a movimentação de veículos no feriado tende a aumentar na BR 101 Norte e Sul, em direção às praias de Pernambuco e de estados vizinhos. No último feriado, as concessionárias Rota dos Coqueiros e Rota do Atlântico contabilizaram um tráfego de 120 mil veículos em direção ao Litoral Sul. Rodovias que ligam a capital ao Agreste  também recebem um fluxo maior, em especial as BRs 232, 104 e 423, que levam a Gravatá, Caruaru e Garanhuns.

A PRF promoverá um reforço concentrado na fiscalização preventiva em locais e horários de maior incidência de acidentes, de acordo com as estatísticas, para garantir aos usuários das rodovias federais segurança e fluidez no trânsito. O planejamento  inclui ações de policiamento para prevenir e reduzir a violência no trânsito, bem como para intensificar o enfrentamento à criminalidade no período da operação.

O órgão realizará também ações de educação para o trânsito, com foco na conscientização dos perigos do excesso de velocidade, da importância do cinto de segurança, dos riscos da embriaguez ao volante e das ultrapassagens proibidas.

Diário de Pernambuco


Compesa encontra ligações clandestinas, entre Salgueiro e Cabrobó

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 08:05
categoria: Cotidiano

A partir das queixas de moradores sobre falta de água e queda de pressão em localidades de Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante, na região do Sertão Central, os técnicos da Companhia Pernambucana de Saneamento-Compesa constataram  uma  perda de vazão estimada de 42 litros de água por segundo no Sistema Adutor do Sertão.  A partir da queda súbita da vazão desse sistema, a Companhia  iniciou uma ação de fiscalização num trecho de 45 quilômetros dessa adutora, no último sábado (10), para identificar a existência de ligações clandestinas e furtos de água. Nos primeiros 30 quilômetros vistoriados, foram encontradas seis ligações clandestinas de água na zona rural, entre os municípios de Salgueiro e Cabrobó. Segundo o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, Alex Chaves, as fraudes estavam desviando 16 litros de água, por segundo, para irrigação de propriedades particulares.

O volume recuperado nos primeiros dois dias da fiscalização é suficiente para abastecer 2.300 famílias com água 24 horas. Não houve registro de flagrante até o momento, mas se isso acontecer, os infratores  receberão multas e podem ser detidos pela Polícia Militar, que está apoiando a operação. O furto de água em adutoras têm sido um grande problema para a Compesa e, principalmente, para a população que tem o abastecimento comprometido. “A atitude de alguns penaliza todo o coletivo, iniciativas lamentáveis, que tiram da população o direito de receber água com regularidade”, explica Alexsandro Chaves, informando que o Sistema Adutor do Sertão tem  ao todo 220 quilômetros de extensão e sua captação é feita no Rio São Francisco, no município de Cabrobó. Porém, é no trecho de 45 quilômetros que as sondagens apontam como o foco do desvio de água no sistema.

A fiscalização vai continuar até o fim desta semana, também com o apoio da Polícia Militar, período que a companhia espera recuperar mais 26 litros de água, por segundo, que ainda estão sendo furtados da adutora.  De acordo com a Compesa, nesse período de estiagem, os casos de desvio de água tendem a aumentar. “Fazemos um alerta que esse tipo de irregularidade é crime, que pode resultar em várias penalidade, inclusive  prisões”, destaca o gerente.


Saiba o que abre e fecha no feriado de Proclamação da República em Petrolina

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 08:01
categoria: Cotidiano

Por causa do Feriado Nacional do Dia da Proclamação da República, nesta quinta-feira, 15, lojas e bancos não funcionarão. O River Shopping vai funcionar em horário especial: as lojas, das 12h às 20h; o Hiper Bompreço, das 8h às 22h; e a Praça de Alimentação e Lazer, das 12h às 22h. O Expresso Cidadão, por ser repartição pública, será fechado. As salas de cinema do River funcionarão conforme a grade da programação normal. Já a prefeitura de Petrolina afirmou que apenas os serviços essenciais como coleta de lixo e saúde devem acontecer na data. Por meio de nota da assessoria, a administração municipal decretou ponto facultativo na sexta-feira (16).


Agricultura deverá assumir pesca, pequenos produtores e Incra

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 08:00
categoria: Cotidiano

Futura ministra da Agricultura, a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) afirmou hoje (8) que sua pasta deverá incorporar o setor de pesca e as políticas relacionadas à agricultura familiar e reforma agrária. Atualmente, essas estruturas estão sob duas secretarias especiais vinculadas diretamente ao Palácio do Planalto, mas sem status de ministério. De acordo com a deputada, que se reuniu durante a manhã com o presidente eleito Jair Bolsonaro, foi ele próprio quem pediu estudos de viabilidade para reestruturar o ministério. 

"Ele pediu para trazer esse estudo de juntar ao Ministério da Agricultura tudo o que é afim, para ter só um grande ministério", afirmou. Segundo ela, a incorporação dessas áreas à pasta da Agricultura ainda está em análise, que ela pretende concluir em até duas semanas.

"A pesca, que vai voltar pra agricultura, é uma hipótese, isso não está concluído. A transição é pra isso, pra gente levar a estrutura. Agricultura familiar se estuda, sim, não é uma coisa que está definida, mas ele [Bolsonaro] me pediu hoje para ver. Vamos sentar com o Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária] e com o pessoal da agricultura familiar", detalhou. Para Tereza Cristina, é preciso avaliar se a unificação dessas áreas vai demandar algum tipo de alteração legal, via projeto de lei ou decreto.  

No caso dos pequenos agricultores e dos assentamentos de reforma agrária, a ministra adiantou que o foco para este segmento é desenvolver a produção. "É um setor que precisa muito ser desenvolvido. A gente quer que esse setor produza, tenha renda, que melhore e cresça", afirmou Tereza Cristina. 

A deputada ainda mencionou que as políticas de irrigação, atualmente vinculadas ao Ministério da Integração Nacional, também podem ir para a futura superpasta da Agricultura. "Nós vamos estudar, ver se isso é bom, se melhora, se ajuda ou não ajuda".

A futura ministra disse que, por enquanto, seguirá presidindo a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), já que seu mandato se estende até fevereiro de 2019, mas deverá pedir afastamento antes do fim desse período para poder se dedicar à transição de governo e aos compromissos como deputada federal na Câmara. Ela será sucedida no cargo pelo deputado Alceu Moreira (MDB-RS), que é seu vice na FPA.

Sobre a composição da equipe, afirmou que escolherá pessoalmente o secretário-executivo da pasta e que, para as outras áreas, ainda analisa perfis que espera para os cargos. "Estou vendo os perfis, vendo as secretarias, mas o ministério tem cargos, as pessoas são de carreira, e é gente muito qualificada", afirmou.

Agência Brasil 


Operação desarticula organização criminosa ligada ao tráfico de drogas em Petrolina

por Gabriela Canário 14 de Novembro de 2018 às 07:18
categoria: Policial

Uma investigação foi realizada na manhã desta quarta-feira, dia 14, visando desarticular uma organização criminosa voltada para os crimes de homicídio, tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas na cidade de Petrolina.

Durante a ação, foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e 11 mandados de busca e apreensão domiciliar. Cerca de 80 policias estavam envolvidos no caso. Os presos e os materiais apreendidos serão encaminhados para a 25ª DPH - Petrolina-PE.


Matadouro terá abate com preço dobrado e Ronaldo Cancão revela: “Pode ser terceirizado”

por Karine Paixão 13 de Novembro de 2018 às 16:47

Mesmo depois de toda celeuma que marcou a aprovação do Código Tributário em Petrolina, quando a bancada de oposição se retirou alegando que o projeto chegou de última hora e foi aprovado sem a devida tramitação, a matéria ainda rende panos para as mangas. Destrinchando os valores das taxas regulamentadas, está a tabela de abate do Matadouro Municipal que ainda nem entrou em funcionamento. 

Regulamentado em UFM (Unidade Financeira Municipal), que custa aproximadamente R$ 3,05, os valores convertidos em moeda corrente apontam o preço em R$ 119,73 para o abate de bovinos. O beneficiamento da carne de suínos, caprinos e ovinos também tiveram seus valores delimitados em UFM. Após a conversão para real, os valores serão R$ 45,76 e R$ 30,50 respectivamente por animal. Na  época do seu fechamento, em 2012, os abates de bovinos custavam em torno de R$ 60, caprinos e ovinos R$ 9 e de suínos R$ 18 po cabeça. 

O líder da oposição, Paulo Valgueiro comentou tal situação e classificou a elevação de preços como presente de grego. “O matadouro nem foi entregue ainda de volta a população, mas já está previsto um aumento significativo nos preços praticados. Quando ele abrir, os marchantes vão voltar a abater seus animais no matadouro, vão ter a surpresa de pagar bem mais caro do que era pago anteriormente. A maioria desses valores dobraram, triplicaram e os marchantes terão essas surpresas, esse presente de grego para os marchantes. (…) Prometeu a reabertura do matadouro, vai ser cumprido, mas não pode cumprir sacrificando as pessoas que precisam do matadouro e os consumidores que terminam pagando por uma carne mais cara”. 

Ao Nossa Voz, o marchante Gilberto de Castro informou que o valor para abate bovino está semelhante ao praticado no abatedouro de Juazeiro (BA), que cobra R$ 120 por cabeça. O que chama atenção no caso é que na vizinha cidade, o processo é feito em uma unidade privada. Em Petrolina o matadouro pertence ao município. 

Questionado sobre os preços aprovados no novo Código Tributário de Petrolina, o vereador Ronaldo Cancão os reconhece como justos. Em entrevista concedida nesta terça-feira (13) na Câmara de Petrolina, o parlamentar revelou que o Matadouro Municipal pode ser terceirizado, após a reforma com o dinheiro público, fruto de emendas parlamentares. “Acho que vai ser terceirizado, ele vai ser terceirizado. Petrolina consome hoje 7 mil caprinos clandestinos, consome 1.500 suínos clandestinos, consome 1.500 bovinos clandestinos e tem que continuar comendo na clandestinidade. O prefeito toma a iniciativa, através da emenda do deputado federal Fernando Filho. O que estou dizendo é que pode ser terceirizado. E que hoje eu acho que a terceirização é o melhor caminho para o matadouro de Petrolina”, definiu. 


Paulo Câmara quer reduzir preço do diesel, aumentar o de joias e carros

por Gabriela Canário 13 de Novembro de 2018 às 16:12
categoria: Cotidiano

O governador Paulo Câmara (PSB) enviou duas mensagens à Assembleia Legislativa para ajustar as contas do estado a duas promessas feitas na última campanha eleitoral. Para incentivar o Pacto pelo Emprego, ele apostará na redução da alíquota de impostos sobre o diesel de 18% para 16%, o que será a mais baixa do Norte e Nordeste. Já para atender aos que estão na base da pirâmide social, a outra proposta é conceder um benefício, por meio da Nota Fiscal Solidária, de até R$ 150 para cerca de 1,1 milhão de pessoas beneficiadas pelo Bolsa Família no prazo de um ano - a contar de março. 

As duas propostas vão tramitar em regime de urgência e a mudança nos impostos passam a valer dentro de 90 dias se as matérias forem aprovadas. A previsão, segundo o secretário-executivo da Fazenda, Bernardo D’Almeida, é de uma injeção de R$ 172 milhões na economia do estado no período de um ano – até março de 2020. Para que as contas batam, num momento de crise econômica, o governo diz ter pensado na lógica de aumentar impostos para quem pode pagar mais. Cairá o preço do diesel, muito usado por caminhoneiros, por exemplo, sobe o do etanol, dos carros novos acima de R$ 50 mil, de joias, entre outros pontos.  

As medidas visam atender às parcelas mais necessitadas da população, porém os efeitos não serão sentidos de imediato, porque precisam produzir impacto na arredação estadual. A Nota Fiscal Solidária vai funcionar da seguinte forma, de acordo com Bernardo D'Almeida. Quem for beneficiário do Bolsa Família, deve informar o CPF, que será incluído na Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, cada vez que for comprar um produto da cesta básica, como feijão, arroz, carne de charque, sardinha em lata, ovos, café, entre outros. Com essas compras contínuas e registradas, a soma dos itens vai gerar um crédito anual de até R$ 150 para o favorecido pelo programa popular. Isso não vale, contudo, para quem compra em estabelecimentos que não emitem notas fiscais, o que vai dificultar a sonegação de impostos. 

Segundo Bernardo D´Almeida, com a redução dos impostos sobre o diesel, o estado se tornará mais competitivo, porque ficará mais atrativo para investimentos (quase todas as mercadorias são transportadas por caminhões) e reduzir o custo para o transportador autônomo. “A desigualdade no Brasil é tão grande, o país é o 10º do mundo mais desigual e um dos motivos é essa regressividade que existe no imposto sobre consumo. O que o governo está fazendo para 1,1 milhão de beneficiários do Bolsa Família em Pernambuco é dizendo que vai restituir o ICMS que eles pagam. Hoje, o rico e o pobre compram alguns itens da cesta básica sem impostos. Porém, os mais necessitados, vão receber de volta parte do que compraram. A Nota Fiscal Solidária vai trazer desenvolvimento para Pernambuco”, declarou o secretário, para depois acrescentar. “A redução do preço do diesel vai ensejar crescimento na economia. A esperança nossa é que, em 2019,  cumpra-se a primeira promessa de campanha do governador, que é a de gerar empregos”.

O secretário explicou que as duas mensagens incrementam o Fundo Estadual de Combate à Pobreza, instituído no estado em 2004, antes do primeiro governo Eduardo Campos. O Fundo já era alimentado com impostos de outros itens, como gasolina, charutos e iates, revólveres mas será reforçado por outra lista. Para os que gostam de utilizar copos plásticos e canudos, água mineral em embalagem descartável, a conta também vai pesar no bolso, porque a alíquota de ICMS de itens que prejudicam o meio ambiente vai aumentar de 18% para 20%. 

“Estamos cumprindo o compromisso firmado com a parcela mais necessitada da população e que deve ser vista com um olhar diferenciado na elaboração das políticas tributárias. Também atendemos a uma reivindicação dos caminhoneiros, permitindo uma maior concorrência no modal rodoviário, tão importante para Pernambuco, que terá o diesel mais barato do Norte/Nordeste”, afirmou Paulo Câmara.

Diário de Pernambuco