asdasdasdasd

PP declara apoio à reeleição de Miguel Coelho em Petrolina

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Política

Foto: Alexandre Justino/Divulgação

A nove meses das eleições municipais, o Partido Progressista declarou nesse sábado (18) apoio à reeleição do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM).

No Estado e no Recife, a legenda é aliada do PSB do governador Paulo Câmara e do prefeito da capital, Geraldo Julio, a quem o clã dos Coelho faz oposição.

O anúncio do apoio foi durante um ato de filiação do PP. Em publicação no Instagram, o deputado estadual Fabrízio Ferraz afirmou que foram mais de 100 novos filiados e que o partido tem mais de 30 pré-candidatos a vereador em Petrolina. (Com informações do blog do Jamildo)


Marília Arraes vai se encontrar com Lula para discutir cenário no Recife

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Política

Foto: Arthur Marrocos/Divulgação

O ex-presidente Lula vai se encontrar nos próximos dias com a deputada federal Marília Arraes, que tenta articular a sua candidatura à Prefeitura do Recife pelo PT. Com mais uma divisão interna no partido na capital pernambucana e parte dos petistas locais pedindo a manutenção da aliança com o PSB, a parlamentar aguarda uma posição do diretório nacional da sigla.

A informação foi publicada pela coluna do Estadão, no Jornal do Commercio, e confirmada pelo Blog de Jamildo.

São seis pernambucanos na nova composição da direção do partido no país, que tomou posse na última sexta-feira (17), em São Paulo. Entre eles está o senador Humberto Costa, que é contrário à candidatura de Marília Arraes.

O parlamentar admite que a decisão se haverá ou não candidatura não será tomada no Recife, onde o comando do diretório aposta na permanência do PT com os socialistas. Apesar disso, considera a possibilidade de alianças em algumas capitais.

Em 2018, Humberto Costa foi um dos articuladores para barrar a postulação de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco e entrar na Frente Popular, coligação do governador Paulo Câmara. Apesar de ter conseguido o apoio da maioria dos delegados em Pernambuco, por decisão do diretório e da executiva nacional, a candidatura da deputada foi derrubada.

Em entrevista à Rádio Jornal na última quinta-feira (19), ela afirmou que o contexto eleitoral é diferente e citou Lula. Marília Arraes enfatizou que o discurso do ex-presidente é por protagonismo do PT.

Após a libertação do ex-presidente da prisão, uma das primeiras agendas foi no Recife, onde participou de um festival com artistas. Antes do evento, esteve em um almoço com o provável candidato do PSB à prefeitura, o deputado federal João Campos, que é filho do ex-governador Eduardo Campos e primo de Marília Arraes.

Depois dos shows, porém, também sinalizou para a petista e foi a um jantar com aliados na casa dela, na Zona Norte da capital pernambucana.

PT e PSB romperam no Recife em 2012, quando Eduardo Campos aproveitou um racha no partido, que não lançou João da Costa à reeleição, para viabilizar a candidatura de Geraldo Julio.

Em 2014, o PT entrou na chapa de Armando Monteiro Neto (PTB), formando a coligação também na chapa proporcional, e não conseguiu eleger nenhum deputado federal. Já em 2018, também dividido após a desistência da postulação de Marília Arraes, os petistas formaram uma chapa “puro sangue” e foram eleitos Carlos Veras e Marília Arraes, segunda mais votada em Pernambuco.(Com informações do Blog do Jamildo)


Fuga em massa realizada pelo PCC leva tensão à fronteira Brasil-Paraguai

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Policial

 (Foto: Reprodução/Twitter)

O Ministério da Justiça e Segurança Pública acendeu o sinal de alerta com a fuga de 76 presos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e colocou pontos de bloqueio na fronteira entre os dois países, no município de Ponta Porã (MS), na tarde de ontem. Além disso, o patrulhamento na divisa das duas nações foi intensificado, com o governo sul-mato-grossense deslocando equipes das polícias Militar, Civil e Rodoviária Estadual para cuidar da região e buscar possíveis fugitivos.

De acordo com o secretário da Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira, pelo menos 200 policiais seguiram para o município. Também fazem parte da operação homens do Departamento de Operações de Fronteira, de equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Choque e da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestro (Garras).

Em Ponta Porã, três veículos foram encontrados queimados na BR-463, próximo ao distrito de Sanga Puitã, do lado brasileiro da linha internacional que separa os dois países. Como o achado se deu logo após a fuga da penitenciária, Videira acredita que parte dos criminosos fugiu para o Brasil. "Vamos fechar não só a fronteira, mas também as divisas com os estados de São Paulo, Paraná e Goiás, pois já temos a informação de que muitos dos fugitivos são brasileiros de fora do nosso estado", disse.

Segundo o secretário, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as secretarias de Segurança Pública estaduais e a Guarda Nacional do Paraguai já foram comunicadas para que sejam tomadas decisões de recaptura dos criminosos da facção. "Nossa inteligência está em contato ininterrupto com a polícia do Paraguai para a troca de informações e, se necessário, de documentos. Pode haver casos de presos de lá que não tenham mandado de prisão aqui. Vamos dar apoio incondicional a eles nesse caso, pois interessa à nossa segurança", frisou.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, prometeu empenho do governo brasileiro para localizar os fugitivos. "Estamos trabalhando com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram da prisão do Paraguai. Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal", postou o ministro em uma rede social. "Estamos à disposição também para ajudar o Paraguai na recaptura desses criminosos", acrescentou Moro.

Demissões

Ainda está em apuração por parte do governo paraguaio como os detentos conseguiram deixar a penitenciária. Imagens do circuito interno da prisão serão analisadas. Até o momento, uma das hipóteses para a fuga está ligada a um túnel de 25m de extensão cavado pelos presos e que ligava um dos pavilhões à área externa da penitenciária. Outra possibilidade é de que os detentos saíram pela porta da frente com a ajuda de funcionários do complexo presidiário, tanto que diretores e agentes penitenciários responsáveis pelo presídio foram demitidos ontem.

Em entrevista, a ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, ressaltou que a pasta denunciou, em dezembro, a existência de um plano de "fuga ou resgate" do PCC, pelo qual agentes penitenciários receberiam US$ 80 mil pela liberdade de líderes da facção. O efetivo policial foi reforçado nos presídios, mas não conseguiu conter a fuga. A ministra considerou o caso "extremamente grave e sem precedentes" e colocou o cargo à disposição do presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez.

O ministro do Interior paraguaio, Euclides Acevedo, afirmou que está sendo investigada a possibilidade de que o túnel tenha sido construído "de fachada" para esconder a suposta cumplicidade dos funcionários. "Agora, o principal objetivo é recapturá-los e disponibilizá-los ao Ministério Público", destacou.

Quarenta brasileiros

O Ministério da Justiça do Paraguai confirmou que aliados do traficante brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano, o "Minotauro", um dos principais líderes do PCC, preso em fevereiro de 2018 pela Polícia Federal brasileira, estão entre os 76 detentos que fugiram. Segundo o órgão, 40 fugitivos são brasileiros e 36, paraguaios.

Os presos apontados por ligações com "Minotauro" são os brasileiros Julio César Gomes, de 29 anos; Ailton Botelhos dos Santos, 35; Felipe Diogo Fernandes Dias, 25; Rafael de Souza, 25, e Luciano de Souza Martins, 26, além do paraguaio Marcos Paulo Valdez Moreira, 25. "Minotauro" estava à frente da guerra do PCC contra facções rivais pelo controle do tráfico de drogas e armas na fronteira. Ele está preso em uma penitenciária federal.

Na lista de fugitivos estão outros cabeças do PCC, como Claudinei Predebon e Cícero Fernando de Lima Almeida, presos em 2018, em uma mansão de Pedro Juan Caballero, quando, supostamente, preparavam o resgate de detentos do PCC. Outro fugitivo, Timóteo David Ferreira, apontado como um dos responsáveis por recrutar paraguaios para a facção, protagonizou polêmica entre a Justiça e a polícia do país, ao ser enviado por uma juíza para uma clínica médica, quando havia um plano para o resgate. (AF)

Memória

Ameaças a utoridades

Relatórios de inteligência da Polícia Civil do Distrito Federal identificaram que autoridades de Brasília poderiam ser vítimas do PCC, entre elas, o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres. Além do chefe da pasta, delegados tiveram informações pessoais difundidas entre criminosos. Uma juíza da Vara de Execuções Penais (VEP) sofreu ameaças em um bilhete encontrado na Penitenciária Federal em Brasília.

Segundo a corporação, podem existir até 30 integrantes da facção na capital federal. O surgimento de um braço da organização criminosa em Brasília é monitorado pelas forças de segurança desde a transferência de integrantes da cúpula do grupo para Brasília, incluindo Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.

A transferência de líderes do PCC para o Distrito Federal começou com a inauguração da Penitenciária Federal em Brasília, em 2018. À época, três chefes da facção criminosa vieram para a prisão, localizada no Complexo Penitenciário da Papuda. Em fevereiro de 2019, três líderes do grupo deixaram São Paulo e tornaram-se internos no DF.

No mês seguinte, foi a vez de Marcola, líder do PCC, ser alocado na Penitenciária Federal. Em dezembro, no entanto, suspeitas sobre um plano para resgatá-lo mobilizaram equipes do Exército Brasileiro, do Comando Militar do Planalto e da Força Nacional. Além dos integrantes da organização criminosa, há outros detentos com suspeita de associação ao Comando Vermelho e à Família do Norte (FDN). A chegada desses presos ao DF gerou mal-estar no Executivo local. Em diferentes ocasiões, o governador Ibaneis Rocha (MDB) reuniu-se com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro para tratar do assunto. (Com informações do DP)


Acumulou: Mega-Sena deve pagar R$ 32 milhões na terça-feira (21)

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Oportunidade

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O concurso 2226 da Mega-Sena, na próxima terça-feira, poderá pagar R$ 32 milhões a quem acertar as seis dezenas.

As dezenas sorteadas foram:  01, 32, 37, 44, 46 e 47.

A Quina, com cinco números acertados, teve 34 apostas ganhadoras, cabendo a cada uma R$ 81.317,28.

Já a Quadra, com quatro 4 números acertados, registrou 3.100 apostas ganhadoras, com R$ 1.274,09 para cada uma delas.

As informações são do site da Caixa Econômica Federal.


Programa da Univasf oferece aulas gratuitas de ioga e meditação em Petrolina

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 11:30
categoria: Regional

(Foto: Divulgação)

Há três anos um Programa de extensão da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) busca estimular hábitos de autocuidado entre a comunidade do Vale do São Francisco através de práticas gratuitas de meditação e ioga.

O Medita Vale visa possibilitar uma vida mais saudável para a população e promove semanalmente a realização dessas atividades no Parque Municipal Josepha Coelho, em Petrolina (PE). Fazer parte das ações do programa é fácil: basta ter vontade de praticar, algo macio para sentar no chão confortavelmente e então comparecer ao auditório da sede do Programa Transforma Petrolina, localizado no parque, aos sábados, a partir das 7h20.

Os encontros começam com meditação, no auditório, seguidos por sessão de Hatha ioga, que acontece na Arena 3 do Parque Josepha Coelho. Estas atividades são reconhecidas pelo Ministério da Saúde como Práticas Integrativas e Complementares (PICS) – terapias baseadas em conhecimentos tradicionais para melhoria de diversas doenças. Diante disso, através da prática da ioga e meditação, o Medita Vale visa auxiliar na redução dos sintomas de ansiedade, estresse e insônia, além de proporcionar ampliação da consciência corporal e maior equilíbrio emocional entre os participantes.

“Em um momento da história em que as pessoas são acometidas por patologias mentais como ansiedade, estresse e pânico, a nossa proposta é tentar oferecer alternativas que tragam um certo conforto. Além disso, a intenção é fazer com que antes da presença de uma doença as pessoas já estejam dedicadas ao seu autocuidado”, afirma o instrutor de ioga e coordenador externo do programa, Leonardo Maurieli, estudante de Medicina da Univasf.

Um dos participantes mais antigos da ação é Italo Carvalho, que leva seu tapete de ioga ao Parque Josepha Coelho desde o surgimento do programa. Carvalho diz que sempre gostou de fazer atividades físicas, motivo pelo qual se interessou pelas práticas oferecidas pelo Medita Vale. Segundo ele, desde que começou, muita coisa mudou em sua vida: com os exercícios melhorou o alongamento corporal, humor, equilíbrio emocional, paciência, respiração e, até mesmo, relações interpessoais.

O projeto surgiu em 2016, promovido de forma independente por Leonardo Maurieli, e passou a ser um programa de extensão da Univasf, coordenado pela professora do Colegiado de Medicina Veterinária Keila Moreira, em julho de 2017. Para Maurieli, a iniciativa é uma atividade efetiva de promoção à saúde da comunidade local. “A gente consegue atingir o objetivo do programa, que é tentar oferecer, com esses encontros e troca de experiências entre os instrutores e a comunidade, ferramentas e instrumentos para o autocuidado e autoconhecimento, além da percepção de como o corpo de cada um se sente e a mente se comporta”, diz.


Estudantes podem se inscrever no Sisu a partir desta terça (21)

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 11:28
categoria: Educação

(foto: reprodução)



O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre amanhã (21) o calendário dos processos seletivos federais que usam o Enem como critério de seleção. Neste semestre, o Sisu vai ofertar 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas. O prazo para se inscrever vai até sexta-feira (24).

Para participar do Sisu, é preciso ter feito o Enem 2019 e ter tirado nota acima de zero na prova de redação. Na hora da inscrição no processo seletivo é preciso informar o número de inscrição do Enem e a senha atual cadastrada na Página do Participante.

A nota do Enem está disponível desde sexta-feira (17) tanto no aplicativo, quanto na própria Página do Participante. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na hora da inscrição. Caso o candidato tenha esquecido a senha, pelo próprio sistema é possível recuperá-la.

É essa senha que deve ser usada na hora da inscrição no Sisu. O número de inscrição, que é solicitado também para participar da seleção, está disponível para cada estudante na Página do Participante.

As inscrições para o Sisu podem ser feitas de 21 a 24 de janeiro. No dia 28 de janeiro será divulgado o resultado da seleção. Os estudantes que forem aprovados deverão fazer a matrícula nas instituições de ensino entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

Aqueles que não forem selecionados poderão ainda participar da lista de espera. O prazo para se candidatar é de 29 de janeiro a 4 de fevereiro. Os candidatos em lista de espera serão convocados pelas próprias instituições de ensino, entre 7 de fevereiro e 30 de abril.

Além de participar do Sisu, os estudantes podem usar as notas do Enem para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições poderão ser feitas de 28 a 31 de janeiro. Podem também se inscrever no Programa de Financiamento Estudantil (Fies), de 5 a 12 de fevereiro.

Os estudantes podem ainda usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com mais de 40 instituições portuguesas.

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem como forma de seleção independente dos programas de âmbito nacional. Os estudantes podem, portanto, consultar diretamente as instituições nas quais têm interesse em estudar. (com informações Agência Brasil)


Bolsonaro espera resolver crise na Cultura em encontro com Regina Duarte

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 11:24
categoria: Nacional

(Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro pretende se reunir hoje, no Rio de Janeiro, com a atriz Regina Duarte, convidada para substituir o dramaturgo Roberto Alvim, exonerado do cargo de secretário de Cultura após fazer citações nazistas em um vídeo. Ontem, depois de uma semana atribulada, o presidente recebeu a benção de um pastor, durante culto em uma Igreja Batista, na Asa Sul. Após a cerimônia, fez uma visita ao general Villas Bôas, ex-comandante do Exército, que tem uma doença neuromotora de caráter degenerativo.

Bolsonaro estará no Rio hoje para uma agenda de compromissos oficiais. Às 10h, está previsto um encontro com o prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella. Ao meio-dia, uma reunião com o comandante da Marinha, almirante de esquadra Ilques Barbosa. Na sequência, o presidente terá um almoço com o almirantado.

Em um dos intervalos da agenda, Bolsonaro deve se encontrar com Regina Duarte, que vai responder se aceita ou não o convite para assumir a pasta da Cultura. Caso aceite, receberá um salário de R$ 15.689,26 (total da remuneração após deduções), o mesmo que era pago ao ex-secretário Roberto Alvim. Se entrar para o governo, Regina terá uma queda brutal de salário, segundo a revista Veja. A publicação revelou que a atriz, que tem contrato vigente com a Rede Globo, recebe um salário fixo de R$ 60 mil, que passa para$ 120 mil quando ela está no ar.

Bolsonaro, para convencer a aliada a aceitar o convite, cogita recriar o Ministério da Cultura, rebaixado por ele, no ano passado, ao status de secretaria. Segundo interlocutores do Palácio do Planalto, o presidente considera que a projeção nacional da atriz não condiz com um cargo de segundo escalão. A remuneração de um ministro é de R$ 33.763.

Visita

Ontem, ao deixar o Palácio da Alvorada rumo ao culto na Asa Sul de Brasília, Bolsonaro foi questionado pelos jornalistas se recriaria o Ministério da Cultura. Ele fez um breve momento de silêncio antes de, mais uma vez, debochar da imprensa. "Palmeiras campeão", disse, em referência ao título da Florida Cup, conquistado pelo clube paulista no sábado.

Durante o culto, Bolsonaro ficou sentado nas primeiras fileiras. Ele foi chamado ao altar, onde permaneceu por cerca de sete minutos de joelhos, durante a bênção do pastor. A cerimônia foi transmitida, ao vivo, na página oficial do presidente no Facebook. Ao deixar o templo, ele não falou com os jornalistas.

Em seguida, o presidente visitou o general Eduardo Villas Bôas, que tem esclerose lateral amiotrófica (ELA). Também estavam presentes os ministros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Em seguida, Villas Bôas agradeceu a visita pelo Twitter. "Recebi hoje pela manhã três visitas que me fizeram relembrar a camaradagem militar, a mesma na qual fui envolvido e me acolheu durante 52 anos e da qual sinto falta. Todos nós convivemos em algum período de nossas carreiras, o que nos proporcionou evocar momentos importantes, repletos de amizade e alegria", escreveu o ex-comandante do Exército, na legenda da foto da visita. A imagem também foi compartilhada, na rede social, por Bolsonaro, que chamou Villas Bôas de "nosso eterno comandante".

Já no caminho de retorno para a residência oficial, o presidente parou para tirar fotos com turistas que passeavam na Praça dos Três Poderes, em frente ao Palácio do Planalto. Durante esta semana, além de definir um nome para a área da Cultura, Bolsonaro também deve voltar a se ocupar com a situação do secretário de Comunicação do Palácio do Planalto, Fábio Wajngarten. Na semana passada, o jornal Folha de S. Paulo revelou que ele é dono de uma empresa contratada por emissoras de TV e por agências de publicidade que, por sua vez, prestam serviços e recebem recursos do governo federal. (Com informações do Diário de Pernambuco)


R$ 280 milhões em emendas para Pernambuco Por: Rosália Rangel

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 11:23
categoria: Economia

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Na soma dos valores referentes ao pagamento de emendas parlamentares individuais, o estado de Pernambuco, no exercício de 2019, foi contemplado com R$ 280 milhões . Os recursos atenderam 36 deputados, que indicaram 950 emendas durante o ano de 2018. Entre os parlamentares, 10 compõem a atual legislatura e outros são ex-deputados, a exemplo de Aldalberto Cavalvanti, que aparece no topo da lista com quase R$ 20 milhões em emendas, segundo dados levantados pelo site Siga Brasil. O levantamento mostra também que a área de saúde foi o setor que recebeu o maior volume de recursos destinados às ações propostas pelos deputados.

Em junho de 2019, o plenário da Câmara aprovou, em dois turnos, a proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Orçamento Impositivo, o que obriga o governo a liberar verba para emendas de bancada parlamentares para ações previstas no Orçamento da União. A medida fortaleceu o mecanismo que ajuda os parlamentares no atendimento às bases nos municípios em que atuam.

. "A diferença é que as impositivas estão todas cadastradas por nome de deputado e no nome da bancada", explicou. Coutinho lembrou, inclusive, que, no final do ano passado, a bancada de Pernambuco conseguiu empenhar para Segurança Pública, Saúde, Educação e Agricultura, uma parcela de aproximadamente R$ 28 milhões para cada área.

Vale destacar que a liberação de emendas involuntárias talvez tenha sido o foco dos comentários sobre as benesses oferecidas pelo governo federal ao Congresso Nacional para aprovar projetos importantes, a exemplo da reforma da Previdência. De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o presidente Jair Bolsonaro liberou em 2019 um valor recorde de emendas parlamentares no seu primeiro ano de governo. Foram R$ 5,7 bilhões, valor bem acima dos R$ 5,29 bilhões pagos pelo ex-presidente Michel Temer em 2018. Isso mostra que a política "do toma lá, dá cá", tão criticada pela atual gestão, não deixou de acontecer na hora de liberar verba para os deputados ajudarem as suas bases.

Questionado sobre o mecanismo das emendas impositivas, o deputado Tadeu Alencar (PSB) destacou que, com aprovação da PEC do Orçamento Impositivo, o Congresso Nacional concedeu aos deputados a prerrogativa de tornar mais efetiva a destinação de emendas, que, segundo ele, é um dos papéis importante do parlamentar para atender as bases. "Nós somos cobrados naquelas regiões que nos apoiam, principalmente nos municípios, que é a parte mais frágil do atual modelo federativo". 

Tadeu Alencar lembrou que cada parlamentar tem um valor fixo (R$ 15 milhões) para indicação de emendas. "A medida vem ao encontro da atuação parlamentar. Quando se tem as emendas, que não são por indicação, elas podem ser usadas para um eventual apoio (por parte dos deputados) às matérias de interesse do governo. Isso foi muito referenciado, não pode se dizer que quem votou a favor da proposta foi por essa questão, mas foi muito especulado que isso (emendas involuntárias) funcionou como moeda de troca para aprovação da reforma da Previdência", destacou o socialista. 

Ele fez questão de destacar também que, ao tornar as emendas parlamentares impositivas, os deputados de oposição, que, muitas não conseguiam ter a verba liberada ou ficava no final da fila, agora podem contar com os recursos, uma vez que o governo é obrigado a pagar. (Com informações do Diário de Pernambuco)


Nota Fiscal Eletrônica Avulsa já pode ser emitida pelo site da Prefeitura de Petrolina

por Adriana Rodrigues 17 de Janeiro de 2020 às 12:41
categoria: Regional

(foto: reprodução)



Os prestadores de serviço que precisarem emitir Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, em Petrolina, já podem contar com o atendimento online que estava suspenso no site da prefeitura.  O secretário executivo de Tributos, João da Costa, explica que o serviço online para pessoas físicas ficou suspenso devido à mudança de sistema, contudo, a partir de agora o atendimento volta à normalidade, proporcionado mais conforto aos contribuintes.

Devido às mudanças, o secretário reforça que é necessário que os contribuintes, (pessoas físicas) cadastradas devem compareçam à prefeitura para cadastrar uma nova senha. “Estamos passando por algumas mudanças em todo o nosso sistema online de serviços e por conta disso precisamos que as pessoas compareçam à prefeitura para que possamos cadastrar uma nova senha e assim facilitar o acesso à Nota Fiscal Avulsa que estava sendo emitida apenas presencialmente”, explica.

As notas fiscais avulsas poderão ser emitidas no site da prefeitura clicando no campo ‘Tributário/Nota fiscal eletrônica’. Para cadastrar essa nova senha de acesso, as pessoas físicas devem procurar o setor de tributos no térreo da Prefeitura de Petrolina de segunda a sexta-feira, entre 7h e 13h. Qualquer dúvida através dos números: (87) 3861-6676 ou (87) 3862-9154.


Primeiro levantamento do ano aponta médio risco de infestação do Aedes aegypti em Petrolina

por Adriana Rodrigues 17 de Janeiro de 2020 às 12:38
categoria: Saúde

(Foto: Divulgação)



A Prefeitura de Petrolina divulgou nesta quinta-feira (16) o resultado do primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2020. A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 10 de janeiro e identificou um índice de infestação de 1,0%, valor que deixa a cidade em situação de médio risco de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2019, o último LIRAa – divulgado em novembro – apontou uma infestação de 0,7%, colocando Petrolina em situação satisfatória.

Os dados deste ano mostram que os bairros com maior infestação foram Dom Avelar, Padre Cícero, Loteamento Padre Cícero, São Joaquim e São Jorge, com índice de 3%. Em segundo lugar, com 1,8%, aparecem as comunidades do Terras do Sul, José e Maria, Vila Marcela, Residencial Vivendas, Loteamento Recife, Loteamento Nova York, Vila Eduardo e Residencial Monsenhor Bernardino.

Segundo a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro, já era esperado esse resultado, pois as chuvas que caíram na cidade no final do ano passado contribuíram para essa pequena elevação nos números. “Apesar desse pequeno aumento no índice, nossas equipes vêm intensificando as visitas e teremos o reforço de 45 novos agentes de endemias convocados através de concurso público e que estarão em campo já neste início de ano, o que nos possibilitará fortalecer ainda mais os nossos trabalhos, principalmente, nessas áreas onde os dados foram maiores”, afirma.        

A secretária executiva alerta a população que as medidas de prevenção contra a proliferação do mosquito, devem seguir o ano todo. “Trata-se de um trabalho intenso e ininterrupto da prefeitura, mas podemos agradecer à população petrolinense, que vem dando ótimo exemplo, abraçando a causa e a luta contra a infestação do mosquito, através do cuidado dentro de casa, nos quintais, ralos e calhas, vasos e lixo, além do empenho em conscientizar os vizinhos a tomarem também essa atitude”, conclui Marlene, destacando que o LIRAa é feito a cada dois meses, através da coleta de amostral com vistorias realizadas em estabelecimentos residenciais e comerciais, em diversos bairros da cidade. (Com informações: Ascom/ PMP)