Cinema obriga mãe a pagar ingresso inteiro por entrada do filho de 40 dias

0
221
A mãe também foi julgada pelo estabelecimento. Segundo o responsável, ela “não deveria ter trazido uma criança tão pequena”. (foto: Alessia Masaracchia/Arquivo pessoal)

Alessia Masaracchia, de 36 anos, foi ao cinema no sábado (20) com o filho Andrea, nascido em 11 de dezembro — e teve que pagar ingresso inteiro para o bebê, de 40 dias. O caso aconteceu em Stezzano, na Lombardia, província ao norte da Itália.

Quando Alessia chegou ao cinema, seus amigos a esperavam com quatro bilhetes. O bebê dormia calmamente no colo da mãe, pendurado no canguru com uma coberta. A funcionária do cinema perguntou para Alessia se ali havia um bebê, ao que ela respondeu que sim. “Então ele também deve pagar um bilhete”.

“Pensei que era piada”, disse a mãe ao jornal local Corriere della Sera. O cinema sequer considerou Andrea como meia entrada: a mãe foi obrigada a pagar o ingresso inteiro.

Ao pedir para falar com o responsável pelo estabelecimento, ele confirmou que ela teria que pagar o ingresso do bebê e ainda julgou a mãe. “(Ele) também estigmatizou o fato de eu estar ali, dizendo que eu não deveria ter trazido uma criança tão pequena. Se eu estivesse sozinha, tinha ido embora, mas como estava com amigos, fiquei”, completou Alessia.

A mulher escolheu uma fileira próxima da saída, caso o bebê acordasse, porém ele dormiu o filme todo em seu colo. A regra comum na Itália é que bebês não pagam, mesmo que ocupem um lugar no cinema ou em meios de transporte. No entanto, as regras podem mudar a depender do estabelecimento.

(Diário de Pernambuco)