Cortes, suturas e sangue: veja como ficaram os jogadores do Fortaleza após ônibus atacado

0
93

Foto: reprodução instagram @marcelopaz

Após empate entre Fortaleza e Sport, pela Copa do Nordeste, o ônibus do time cearense foi atacado com bombas e pedras por torcedores do Sport. Seis jogadores foram feridos e precisaram receber cuidados médicos. O Sport ofereceu apoio à delegação do time cearense.


Vários jogadores do Fortaleza ficaram feridos após o ônibus do clube ser apedrejado por torcedores organizados do Sport após empate sem gols em duelo pela Copa do Nordeste, na Arena Pernambuco. Em nota oficial, o clube cearense repudiou os ataques e atualizou o estado de saúde dos atletas, que sofreram ferimentos. A delegação foi levada rapidamente e diretamente ao hospital mais próximo de Recife.

No ataque, seis jogadores do clube foram atingidos: o goleiro João Ricardo foi ferido com um corte no supercílio e o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar sofreu uma pancada na cabeça, um corte na boca e um outro corte no supercílio. O lateral-direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, e o volante Lucas Sasha foram feridos com estilhaços de vidro e tiverem que conter sangramentos.

João Ricardo e Gonzalo Escobar passaram por suturas, procedimento de recebimento de pontos cirúrgicos. O lateral-esquerdo também irá realizar exames de tomografia na cabeça, mas está bem e consciente. Os demais atletas passarão por cuidados médicos para a retirada de estilhaços de vidro pelo corpo.

O que aconteceu? 
Logo após o empate entre Fortaleza e Sport, pela Copa do Nordeste, o ônibus do Fortaleza foi atacado por torcedores do Leão da Ilha. Diversos jogadores foram feridos e foram levados para o hospital.

Jogadores do Fortaleza denunciaram ataques com pedras e bombas e afirmaram que, no momento do ataque, diversas janelas do automóvel foram quebradas. O clube prestou queixa na delegacia e levou os atletas para atendimento.

No X  (antigo Twitter), o perfil oficial do Sport repudiou os atos de violência contra o ônibus da delegação do Fortaleza Esporte Clube após a partida de quarta-feira. 

O Sport Club do Recife repudia veementemente os atos de violência praticados contra o ônibus da delegação do Fortaleza Esporte Clube na saída da Arena de Pernambuco após a partida desta quarta-feira.

(Terra)