Cruzeiro aguarda Corinthians para oficializar contratação do goleiro Cássio

0
501

Cruzeiro aguarda apenas o Corinthians liberar Cássio para anunciar a contratação do goleiro. A diretoria celeste, conforme adiantado pela Itatiaia, chegou a um acordo com o camisa 12 na semana passada.

O jogador de 36 anos se despedirá do Timão, onde joga desde 2012, e tinha contrato até o fim desta temporada.

Cássio era uma das prioridades dos novos gestores da SAF do Cruzeiro. O clube celeste, também como adiantou a reportagem, ofereceu um contrato de três anos ao goleiro. A oferta realizada está dentro dos padrões do que o jogador recebia no Corinthians.

parte financeira ficou “interessante” para o atleta, que também se animou com o projeto esportivo apresentado por Alexandre Mattos, o CEO do futebol cruzeirense.

Ainda de acordo com informações apuradas pela Itatiaia, o Corinthians fez propostas para renovar o contrato de Cássio. Inicialmente, a diretoria paulista ofertou um vínculo de apenas um ano. Com a forte proposta do Cruzeiro, a cúpula do Timão aumentou o tempo do acordo e apresentou a oferta de três anos para o goleiro.

Porém, o Cruzeiro já havia fechado acordo com o jogador, que já pediu para ser liberado do seu atual clube.

O goleiro Cássio é um dos ídolos da história da equipe do Parque São Jorge, mas viveu instabilidade nesta temporada. Após ser contestado, o goleiro virou reserva na equipe do técnico português António Oliveira, sendo substituído por Carlos Miguel, de 25 anos, desde a segunda quinzena de abril. O ídolo não ia para o banco de reservas por opção técnica desde 2016.

Atualmente, o técnico Fernando Seabra tem os seguintes goleiros à disposição: Anderson (titular após saída de Rafael Cabral, negociado com o Grêmio), Gabriel Grando (envolvido no negócio com Cabral), Léo Aragão e Otávio. O Cruzeiro busca um nome mais experiente para assumir a titularidade e vê isso em Cássio.

Cássio no Corinthians

Cássio tem história muito importante no Timão, com 712 jogos e títulos de relevância no currículo. O goleiro conquistou o Mundial de Clubes da Fifa e a Copa Libertadores, em 2012; a Recopa Sul-Americana, em 2013; e os Campeonatos Brasileiros, em 2015 e 2017, dentre outros.

A situação, contudo, mudou bastante nesta temporada. Uma sequência de erros técnicos do camisa 12 o levaram ao banco de reservas, deixando a titularidade com Carlos Miguel, muito elogiado pela torcida nos jogos em que atuou até ganhar a vaga de Cássio.

(CNN)