Daniel Alves abre empresa para agenciar jogadores após conseguir liberdade provisória

0
67


Foto: Reprodução: Instagram/danialves


Daniel Alves abriu uma nova empresa de gerenciamento de imagem e agenciamento de atletas, chamada OQP Sport & Management, um mês após sair da prisão, em liberdade provisória. O ex-jogador foi condenado a quatro anos e meio de prisão por estuprar uma mulher em uma boate em Barcelona, na Espanha. As informações são do jornal Marca.

Receba as principais notícias direto no WhatsApp! Inscreva-se no canal do Terra

De acordo com infomações do jornal, um documento do Registro Comercial de Barcelona revela que Daniel Alves estabeleceu, no último mês, a empresa, na qual figura como “administrador e único sócio”. A OQP Sport & Management se dedicará à “gestão de direitos de imagem e à assessoria e representação de atletas”, conforme informado pela publicação.

Ainda de acordo com o Marca, Daniel Alves também tem participações na imobiliária Bahia Ilhéus, restaurantes e outras empresas nos setores de moda e outros segmentos.

Anteriormente, Daniel Alves era sócio em outras empresas com sua ex-mulher, Dinorah Santana, com quem tem dois filhos. Eles fundaram a agência de representação Flashforward, na qual ele não tem mais participação. Além disso, o ex-casal também era sócio na empresa Cedro Esport, especializada em gestão de direitos de imagem.

Em fevereiro, ele foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por estupro de uma jovem de 24 anos no banheiro de uma boate em Barcelona, na Espanha, no dia 30 de dezembro de 2022. O ex-jogador estava preso havia 13 meses, e esse tempo será descontado da pena.

Já em março, Daniel Alves fez o pagamento da fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões) e conseguiu a liberdade provisória.

(Terra)