Dudu, do Palmeiras, é vítima de golpe de R$ 18 milhões; ex-assessor é investigado pela polícia

0
117


Foto: Divulgação/Palmeiras

O jogador do Palmeiras Dudu denunciou ter sido vítima de um golpe de R$ 18 milhões retirados de suas contas bancárias. O caso é investigado pelo 15º Distrito Policial de São Paulo, e a acusação envolve funcionários de um banco, de um cartório e também o ex-assessor e padrinho de casamento do atacante, Thiago Donda.

As informações foram reveladas pelo GE nesta quinta-feira, 1º, e os advogados de Dudu registraram um boletim de ocorrência pedindo que a polícia abra um inquérito. Agora, a Polícia Civil irá investigar um suposto envolvimento de Donda, considerado ex-braço-direito de Dudu.

A quantia foi movimentada sem que o jogador soubesse ao longo dos últimos anos, por meio de transações com assinaturas falsas. Dudu recebia nas contas em questão os pagamentos por direitos de imagem do Palmeiras. A quantia corresponde a até 40% do salário de um atleta.

Thiago era assessor de Dudu, e por ser uma pessoa de confiança do jogador, tinha acesso às contas bancárias, se anuência dele, mas autorizado por funcionários do banco. De acordo com o GE, Donda teria feito transferências para terceiros com assinaturas falsas, compensação de cheques, empréstimos, venda de títulos de capitalização, PIX e TED, tudo sem o conhecimento da vítima.

O Terra entrou em contato com a assessoria de Dudu, mas não houve retorno até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto para manifestação.

Em nota, a Polícia Civil confirmou que o caso é investigado pelo 15º Distrito Policial (Itaim Bibi). A polícia trabalha com a coleta de provas e realiza demais diligências para esclarecer os fatos. O inquérito policial foi iniciado por meio de requerimento do procurador da vítima.

(Terra)