Em caçada, polícia divulga imagem do suspeito de ataque que matou 22 nos EUA

0
752

Vítimas foram atingidas em pista de boliche e num bar-restaurante no estado americano do Maine

Por Agência O Globo

polícia de Lewiston, no estado americano do Maine, divulgou uma foto do suspeito de abrir fogo numa pista de boliche e num bar-restaurante, matando 22 pessoas e deixando mais de 50 feridos, na noite desta quarta-feira (25). Robert Card, de 40 anos, fugiu após o tiroteio e é procurado por “centenas” de policiais na região.PUBLICIDADE

Tiroteio no Maine
Os assassinatos ocorreram na noite de quarta-feira na cidade de Lewiston, a segunda cidade do estado do Maine, onde a população foi instada a permanecer em suas casas devido ao risco representado por este homem “armado e perigoso”. A polícia identificou o agressor e divulgou sua fotografia. No momento suas motivações são desconhecidas. Segundo a CNN, que cita fontes policiais, o homem é reservista do Exército.

Qual é o histórico psiquiátrico do atirador de Maine?
O atirador havia sido internado num centro psiquiátrico durante duas semanas, no verão do Hemisfério norte deste ano, de acordo um relatório obtido pela agência Associated Press. O documento revela que o suspeito do ataque dizia “ouvir vozes” e já havia ameaçado abrir fogo contra uma base militar.

“Temos 22 mortos confirmados e muitos, muitos mais feridos” disse Robert McCarthy, vereador de Lewiston, uma cidade com mais de 36 mil habitantes, à CNN. “Nossos hospitais não estão equipados para lidar com esse tipo de tiroteio — disse ele, acrescentando que houve entre 50 e 60 feridos”.

Veja a linha do tempo do tiroteio em Maine:
Por volta das 19h (23h em Brasília): Dois tiroteios são relatados em Lewiston com várias vítimas. A informação é confirmada pelo Departamento de Segurança Pública do Maine.- PUBLICIDADE –

20h: O Gabinete do Xerife do Condado de Androscoggin divulga fotos do suspeito armado e insta comerciantes a fecharem as portas.

20h09: A Polícia Estadual do Maine confirma que há “um atirador em atividade em Lewiston” e pede que a população fique em casa, com portas trancadas.

20h26: Moradores de Auburn, cidade vizinha, são instruídos a ficarem em casa.

20h53: A polícia de Lewiston afirma que o ataque a tiros ocorreu em dois locais: Schemengees e Sparetime Recreation, um restaurante e uma pista de boliche.- PUBLICIDADE –

21h17: A polícia de Lewiston divulga a imagem de um veículo branco e pede informações a quem o tenha visto pelas ruas. À CNN, a Polícia Estadual do Maine disse que o carro é do suspeito do ataque.

22h52: A polícia nas redes sociais identifica um homem e o nomeia “pessoa de interesse” no caso.

Por volta das 23h30: O comissário do Departamento de Segurança Pública do Maine, Mike Sauschuck, afirma que um “veículo de interesse” foi encontrado em Lisbon, a pouco mais de dez quilômetros de Lewiston. O homem segue foragido.

23h34: As autoridades de Lisbon confirmam que repartições municipais estarão fechadas na quinta-feira e orientam moradores e comerciantes a permanecerem trancados.- PUBLICIDADE –

Policiais cercam ruas; população é instada a ficar trancada
O chefe da segurança pública do Maine, Mike Sauschuck, disse aos repórteres que as ruas estão cheias de policiais em busca do suspeito.

“Temos literalmente centenas de policiais trabalhando em todo o estado do Maine para localizar [o atirador]” disse ele.

Este novo massacre, um dos mais mortíferos desde o de Las Vegas em 2017, junta-se à lista de tiroteios nos Estados Unidos.

Depois de ser informado sobre o ataque, o presidente Joe Biden faltou a um jantar de Estado em homenagem ao primeiro-ministro australiano para se comunicar com as autoridades locais e oferecer-lhes apoio federal, segundo a Casa Branca.- PUBLICIDADE –

Quem é o atirador de Maine?
Fotos divulgadas do suspeito mostram um homem vestindo jaqueta marrom, calça azul e sapatos marrons, segurando um rifle semiautomático.

Segundo Sauschuck, a polícia encontrou uma van branca abandonada a cerca de dez quilômetros de Lewiston.

Onde ocorreram os tiroteios?
Os tiroteios ocorreram em pelo menos dois locais: uma pista de boliche e um bar-restaurante. Agentes de Boston também participam da busca pelo suspeito.

As escolas públicas permanecerão fechadas na quinta-feira, informou uma autoridade local no X (antigo Twitter).

Estados Unidos têm mais armas do que pessoas
Os Estados Unidos têm mais armas do que pessoas: um em cada três adultos possui pelo menos uma arma e quase um em cada dois adultos vive numa casa onde existe uma arma. A consequência desta proliferação é o índice de mortes por armas de fogo, mais alto que o de outros países desenvolvidos.

Excluindo os suicídios, mais de 15 mil pessoas morreram devido à violência armada desde o início do ano no país, e o ataque de quarta-feira é o mais mortal registrado no período, segundo a associação Gun Violence Archive (GVA).

Os esforços para reforçar o controle de armas nos EUA se chocam há anos com a oposição dos republicanos, defensores do direito constitucional de portar armas.

(Folha de Pernambuco)