Entre rixas familiares, príncipe Harry vai voltar a Londres após diagnóstico de câncer do rei

0
74

Charles deve adiar compromissos e aparições públicas após ter iniciado tratamento

Por Agência O Globo

O príncipe Harry, filho mais novo do rei Charles III, está a caminho do Reino Unido para visitar seu pai após o anúncio de que o monarca foi diagnosticado com câncer. O câncer do rei Charles III, de 75 anos, foi diagnosticado precocemente, disse o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, nesta terça-feira.

Harry, que tem uma relação turbulenta com o restante da família real britânica, mora na Califórnia com sua família, a duquesa de Sussex Meghan Markle e seus dois filhos, Archie e Lilibet, desde que abdicou de suas funções reais em 2020.

A expectativa da imprensa britânica é de que a corrida de Harry para o Reino Unido seja o “sinal de uma trégua” nas rixas e disputas internas da família real. Charles deverá adiar compromissos e aparições públicas após ter dado início ao seu tratamento contra a doença, informou o Palácio de Buckingham. As restrições foram aconselhadas pelos médicos.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o monarca teria informado os seus filhos, príncipe William e príncipe Harry, sobre o diagnóstico, bem como seus três irmãos, Anne, a princesa real; Edward, duque de Edimburgo; e Andrew, duque de York.

“Felizmente, foi detectado precocemente e agora todos querem que ele receba o tratamento de que necessita e se recupere totalmente”, disse ele, em entrevista à BBC.

Apesar do diagnóstico, o monarca está “totalmente otimista” com os resultados. Charles foi recentemente submetido a uma cirurgia na próstata, que acabou revelando uma “uma forma de câncer”, embora o palácio não tenha especificado qual.

No fim de janeiro, Charles deu entrada em um hospital de luxo de Londres, no Reino Unido, para fazer uma cirurgia por um quadro de próstata aumentada — comum entre homens a partir dos 60 anos. A necessidade do procedimento e o decorrente adiamento de compromissos do monarca foram revelados pela Corte britânica.

Entenda o problema
O rei sofre com o aumento da próstata, também conhecido como hiperplasia prostática benigna, ou HBP, que é uma condição não cancerosa que ocorre com frequência entre homens mais velhos. Aos 60 anos, mais da metade dos homens apresentam pelo menos sintomas leves de HBP, que incluem dificuldade para urinar e sensação de urgência para urinar. Mas muitas vezes os sintomas não são graves o suficiente para exigir tratamento.

A condição é análoga à menopausa nas mulheres, disse o urologista Peter Albertsen, especialista em próstata da Universidade de Connecticut. A menopausa geralmente começa por volta dos 50 anos, quando os níveis de testosterona e estrogênio começam a mudar. A mesma coisa acontece com os homens, disse Albertsen, na mesma idade.

Histórico na família real
Chefe de Estado do Reino Unido ao longo da Segunda Guerra Mundial, George VI, avô de Charles III, sofreu com a deterioração de sua saúde após 1948, ano no qual foi diagnosticado com um câncer de pulmão. Ele morreu em 1952, deixando o cargo para sua filha, mãe do atual rei.

(Folha de Pernambuco)