Filho da ex-BBB Tereza vai ficar internado por três meses

0
63

Depois de um apelo na internet, a ex-BBB Tereza Souza já vai poder dormir um pouco mais tranquila. Isso porque, após fazer um desabafo pedindo ajuda para o filho Davi, que é viciado em crack, uma clínica se ofereceu para ajudar em sua recuperação.

Ele luta contra a dependência química há 5 anos e Tereza explicou que já gastou todas suas economias tentando tirá-lo das drogas. Agora, ele ficará internado por três meses em uma clínica de Gravatá, em Pernambuco.

“Queira agradecer a todo o Brasil, a todas as pessoas por essa vitória nossa. Tem muito e-mail, direct, mas vou responder a cada um individualmente”, disse, na manhã desta sexta-feira, 17 de maio.

A clínica é de propriedade de dois ex-dependentes químicos com apenas 60 pacientes e 50 funcionários. Nestes três meses, Davi só poderá receber a visita de Tereza após o primeiro mês e poderá falar com a mãe só por 20 minutos ao telefone por dia, sempre supervisionado por algum responsável. As informações são do Gshow.

Agora, Tereza tem em mente transformar seu Instagram como um portal para ajudar dependentes químicos. “Ainda não sei se vou criar um grupo ou como vou fazer, mas minha promessa em ajudar outras mães com filhos dependentes químicos está de pé”, disse.

Apelo na internet

A ex-BBB Tereza Souza, que participou da edição do BBB 19, usou as redes sociais para fazer um pedido aos seguidores. A psicanalista contou que não sabe mais o que fazer para tirar o filho das drogas e fez um apelo.

“Hoje eu corri para impedir meu filho de ir à boca de fuma comprar crack. Não sei mais o que eu faço para salvar a vida do meu filho. Estou vendo ele morrer”, desabafou.

Tereza ainda explicou que a luta já dura cinco anos e revelou que Davi precisa ser internado à força, mas já usou todo o seu dinheiro e agora ele teria que ir por “espontânea vontade”.

“Estou pedindo socorro para salvar meu filho. Faz cinco anos que Davi vem em um internamento atrás do outro. Todo o meu dinheiro foi gasto nas internações dele. A última internação foi na cota social, porque eu já tinha usado todo o dinheiro que tinha. Na cota social, ele tem que ir de livre e espontânea vontade. Mas Davi está no num estágio que ele tem que ser internado à força. Só que assim, só pode ser particular. Estou aqui pedindo se alguma clínica puder me ajudar ou alguém que tenha dinheiro puder me ajudar”, pediu.

Pedido de socorro

Tereza ainda revelou que o filho está praticamente “vivendo para o crack”.

“Encontrei meu filho deitado no chão. Dei comida, água. Ele só precisou se recuperar um pouco para ir para boca de fumo. Ontem, eu corri muito para tirar ele da boca de fumo, e é muito triste. E quando a gente chega numa situação dessa, a gente pede socorro. Estou expondo minha cara aqui para pedir socorro”, finalizou.

(O Fuxico)