Final na Vila rende ao Santos menos da metade do valor arrecado na arena do Corinthians

0
66

foto: LANCE

Diretoria do Peixe queria o jogo em Itaquera ou no Morumbi

A torcida do Santos lotou a Vila Belmiro e ajudou o clube a abrir vantagem sobre o Palmeiras na final do Paulistão, mas o desempenho financeiro foi abaixo da expectativa traçada pela diretoria do Alvinegro Praiano para a decisão do estadual.

15.946 pessoas acompanharam a vitória do Santos na Vila Belmiro, e a renda foi de R$ 1.075.330,00. No entanto, contando os gastos com aluguéis, seguros, taxas, impostos e a parte operacional do estádio, o Peixe lucrou apenas R$ 336.095,62.

Na semifinal do Paulistão, disputada na Neo Química Arena, o lucro do Santos foi de R$ 771.485,73. Pela fase de grupos, o Peixe faturou R$ 883.247,61 ao levar o jogo para o Morumbis.

A ideia do presidente era mandar o jogo de ida da final do Paulistão na capital justamente pelo potencial financeiro que ambos estádios ofereceriam ao Santos. Contudo, tanto Corinthians quanto São Paulo não cederam seus estádios alegando reformas no gramado.

Durante a fase de grupos e o mata-mata, o Santos atuou nove vezes como mandante e teve renda líquida aproximada de R$ 2,7 milhões nestas partidas.

A grande decisão entre Santos e Palmeiras será no domingo (7), às 18h, no Allianz Parque. O Peixe pode empatar no próximo final de semana que ainda leva o título do Paulistão. Em caso de vitória da equipe de Abel Ferreira por um gol de diferença, o duelo será decidido nos pênaltis. 

(R7 Esporte)