Garota de 13 anos morre depois de levar tiro no meio da rua no Recife

0
67

Segundo a Polícia Civil, o crime foi registrado pela Força-Tarefa de Homicídios da Capital.  De acordo com informações extraoficiais, Vitória Maísa Martins de Souza foi atingida na cabeça por uma bala perdida na Vila São Miguel. O caso aconteceu na noite de sábado (17), foi registrado na segunda (19) e confirmado, por meio de nota, nesta terça (20).  Ainda conforme informações extraoficiais, houve um tiroteio entre policiais e bandidos na região.  Um dos titos atingiu a jovbem, que estava na escada da casa onde morava.

Vitória foi levada para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, na área central da cidade,  onde ficou internada. Por causa do estado crítico de saúde, ela não resisitiu e morreu na segunda.  “A adolescente de 13 anos foi socorrida em uma unidade de pronto atendimento local, com perfuração de arma de fogo, após ser encontrada em via pública, na rua Turiacu, em Afogados. A vítima foi transferida para um hospital, devido a gravidade dos ferimentos, porém não resistiu”, disse a nota enviada ao Diario de Pernambuco pela Pllícia Civil.  Ainda segundo a Polícia Civil, as investigações foram iniciadas  e “continuam até o esclarecimento total do ocorrido”. 

O que diz a PM Em nota, a Polícia Militar informou que o efetivo não foi atingido pelos disparos e continua realizando buscas a fim de encontrar e prender os suspeitos.

 Luto Nas redes sociais, parentes da garota postaram notas de luto. “Descansa em paz, princesa. Família inteira de luto”, disse uma das postagens.  “Mesmo longe, você vai sempre estar no meu coração. Vão ficar as boas memórias”, escreveu uma prima.   “Volta, minha princesinha. Descansa em paz. Não vou esquecer das nossas conversas. Por que, meus Deus?”, acrescentou uma colega de escola.  Nas redes sociais, também foram postadas homenagens em que a gatota aperece como um “anjo”.  Maisa estudava na escola de referência Gercino Pontes, na Imbiribeira. A uinidade também prestou solidariedade aos parentes dela, pelas redes sociais. “Nossa eterna aluna”, escreveu a direção da escola, no Intagram. 

(Diário de Pernambuco)