asdasdasdasd

MPPE lança cartilha que orienta na identificação de violência contra mulher

por Adriana Rodrigues 22 de Janeiro de 2020 às 12:41
categoria: Policial

(Foto: reprodução)

O Ministério da Educação confirmou hoje (21) que as inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) enfrentam lentidão. Segundo a assessoria de imprensa do MEC, a “instabilidade ocorre devido ao grande número de acessos”. A expectativa é que o serviço se normalize em breve.

No começo da manhã, antes de entrar em reunião ministerial com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio da Alvorada, o ministro Abraham Weintraub postou vídeo, em seu perfil no Twitter, no qual informava que o Sisu estava “rodando normalmente” e já haviam sido feitas “quase 500 mil inscrições”.

No texto que acompanha a mensagem, Weintraub lembra que “cada participante pode optar por se inscrever em dois cursos diferentes!” O período de inscrições vai até domingo (26), às 23h59. de domingo, 26. Pode fazer a inscrição que tiver feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e não zerado a redação. Gratuito, o procedimento deve ser feito na página do Sisu na internet.

O ingresso nos cursos depende da disponibilidade de vagas na universidade pretendida. “Algumas instituições adotam notas mínimas e/ou médias mínimas para inscrição em determinados cursos”, ressalta nota sobre inscrições do MEC.

Há universidades que têm a prova do Enem como critério de ingresso, mas não disponibilizam todas as vagas para o Sisu. No caso da Universidade de Brasília (UnB), nenhuma vaga será preenchida via Sisu a partir deste ano. (com informações Agência Brasil)


Fuga em massa realizada pelo PCC leva tensão à fronteira Brasil-Paraguai

por Adriana Rodrigues 20 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Policial

 (Foto: Reprodução/Twitter)

O Ministério da Justiça e Segurança Pública acendeu o sinal de alerta com a fuga de 76 presos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e colocou pontos de bloqueio na fronteira entre os dois países, no município de Ponta Porã (MS), na tarde de ontem. Além disso, o patrulhamento na divisa das duas nações foi intensificado, com o governo sul-mato-grossense deslocando equipes das polícias Militar, Civil e Rodoviária Estadual para cuidar da região e buscar possíveis fugitivos.

De acordo com o secretário da Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira, pelo menos 200 policiais seguiram para o município. Também fazem parte da operação homens do Departamento de Operações de Fronteira, de equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Choque e da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestro (Garras).

Em Ponta Porã, três veículos foram encontrados queimados na BR-463, próximo ao distrito de Sanga Puitã, do lado brasileiro da linha internacional que separa os dois países. Como o achado se deu logo após a fuga da penitenciária, Videira acredita que parte dos criminosos fugiu para o Brasil. "Vamos fechar não só a fronteira, mas também as divisas com os estados de São Paulo, Paraná e Goiás, pois já temos a informação de que muitos dos fugitivos são brasileiros de fora do nosso estado", disse.

Segundo o secretário, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as secretarias de Segurança Pública estaduais e a Guarda Nacional do Paraguai já foram comunicadas para que sejam tomadas decisões de recaptura dos criminosos da facção. "Nossa inteligência está em contato ininterrupto com a polícia do Paraguai para a troca de informações e, se necessário, de documentos. Pode haver casos de presos de lá que não tenham mandado de prisão aqui. Vamos dar apoio incondicional a eles nesse caso, pois interessa à nossa segurança", frisou.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, prometeu empenho do governo brasileiro para localizar os fugitivos. "Estamos trabalhando com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram da prisão do Paraguai. Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal", postou o ministro em uma rede social. "Estamos à disposição também para ajudar o Paraguai na recaptura desses criminosos", acrescentou Moro.

Demissões

Ainda está em apuração por parte do governo paraguaio como os detentos conseguiram deixar a penitenciária. Imagens do circuito interno da prisão serão analisadas. Até o momento, uma das hipóteses para a fuga está ligada a um túnel de 25m de extensão cavado pelos presos e que ligava um dos pavilhões à área externa da penitenciária. Outra possibilidade é de que os detentos saíram pela porta da frente com a ajuda de funcionários do complexo presidiário, tanto que diretores e agentes penitenciários responsáveis pelo presídio foram demitidos ontem.

Em entrevista, a ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, ressaltou que a pasta denunciou, em dezembro, a existência de um plano de "fuga ou resgate" do PCC, pelo qual agentes penitenciários receberiam US$ 80 mil pela liberdade de líderes da facção. O efetivo policial foi reforçado nos presídios, mas não conseguiu conter a fuga. A ministra considerou o caso "extremamente grave e sem precedentes" e colocou o cargo à disposição do presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez.

O ministro do Interior paraguaio, Euclides Acevedo, afirmou que está sendo investigada a possibilidade de que o túnel tenha sido construído "de fachada" para esconder a suposta cumplicidade dos funcionários. "Agora, o principal objetivo é recapturá-los e disponibilizá-los ao Ministério Público", destacou.

Quarenta brasileiros

O Ministério da Justiça do Paraguai confirmou que aliados do traficante brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano, o "Minotauro", um dos principais líderes do PCC, preso em fevereiro de 2018 pela Polícia Federal brasileira, estão entre os 76 detentos que fugiram. Segundo o órgão, 40 fugitivos são brasileiros e 36, paraguaios.

Os presos apontados por ligações com "Minotauro" são os brasileiros Julio César Gomes, de 29 anos; Ailton Botelhos dos Santos, 35; Felipe Diogo Fernandes Dias, 25; Rafael de Souza, 25, e Luciano de Souza Martins, 26, além do paraguaio Marcos Paulo Valdez Moreira, 25. "Minotauro" estava à frente da guerra do PCC contra facções rivais pelo controle do tráfico de drogas e armas na fronteira. Ele está preso em uma penitenciária federal.

Na lista de fugitivos estão outros cabeças do PCC, como Claudinei Predebon e Cícero Fernando de Lima Almeida, presos em 2018, em uma mansão de Pedro Juan Caballero, quando, supostamente, preparavam o resgate de detentos do PCC. Outro fugitivo, Timóteo David Ferreira, apontado como um dos responsáveis por recrutar paraguaios para a facção, protagonizou polêmica entre a Justiça e a polícia do país, ao ser enviado por uma juíza para uma clínica médica, quando havia um plano para o resgate. (AF)

Memória

Ameaças a utoridades

Relatórios de inteligência da Polícia Civil do Distrito Federal identificaram que autoridades de Brasília poderiam ser vítimas do PCC, entre elas, o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres. Além do chefe da pasta, delegados tiveram informações pessoais difundidas entre criminosos. Uma juíza da Vara de Execuções Penais (VEP) sofreu ameaças em um bilhete encontrado na Penitenciária Federal em Brasília.

Segundo a corporação, podem existir até 30 integrantes da facção na capital federal. O surgimento de um braço da organização criminosa em Brasília é monitorado pelas forças de segurança desde a transferência de integrantes da cúpula do grupo para Brasília, incluindo Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.

A transferência de líderes do PCC para o Distrito Federal começou com a inauguração da Penitenciária Federal em Brasília, em 2018. À época, três chefes da facção criminosa vieram para a prisão, localizada no Complexo Penitenciário da Papuda. Em fevereiro de 2019, três líderes do grupo deixaram São Paulo e tornaram-se internos no DF.

No mês seguinte, foi a vez de Marcola, líder do PCC, ser alocado na Penitenciária Federal. Em dezembro, no entanto, suspeitas sobre um plano para resgatá-lo mobilizaram equipes do Exército Brasileiro, do Comando Militar do Planalto e da Força Nacional. Além dos integrantes da organização criminosa, há outros detentos com suspeita de associação ao Comando Vermelho e à Família do Norte (FDN). A chegada desses presos ao DF gerou mal-estar no Executivo local. Em diferentes ocasiões, o governador Ibaneis Rocha (MDB) reuniu-se com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro para tratar do assunto. (Com informações do DP)


Prefeitura reúne entidades de segurança e discute formação dos novos Guardas Civis de Petrolina

por Karine Paixão 16 de Janeiro de 2020 às 13:13
categoria: Segurança

 

Os detalhes para a inauguração do Centro Municipal de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (CMEPS) de Petrolina estão sendo ajustados para a entrega na próxima semana. Mas, já tem sala de aula sendo utilizada na preparação do curso de formação da Guarda Civil Municipal, etapa final do concurso público em andamento que começa na próxima segunda (20). O encontro pedagógico foi realizado nesta quarta-feira (15), com a participação de representantes ligados às entidades de segurança pública.

Na ocasião, foram discutidos o direcionamento, estrutura e organização do curso de formação, que será para 80 alunos. Participaram do encontro pedagógico representantes da Secretaria Executiva de Segurança Pública de Petrolina, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Senac, bem como da banca organizadora do certame o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib).

A obra do Centro Municipal de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (CMEPS) está sendo tocada pela Secretaria Executiva de Segurança Pública, em parceria com o Idib. A sede está localizada no Parque Josepha Coelho. A estrutura contará com três salas de aula – uma delas pode ser convertida em auditório -, coordenação, sala dos professores e secretaria escolar. Além de servir para as capacitações da GCM e da Defesa Civil, o local também será usado como instrumento de integração social.


Dupla armada invade escola, atira e deixa três adolescentes feridos em Fortaleza

por Karine Paixão 16 de Janeiro de 2020 às 12:36
categoria: Policial



Uma dupla armada invadiu a quadra de uma escola particular, atirou e deixou três adolescentes feridos no Bairro José Walter, em Fortaleza. A ação aconteceu na noite desta quarta-feira (15), por volta das 19h30 e foi flagrada por câmeras de segurança. No momento do tiroteio estava acontecendo uma partida de futebol promovida por projeto social desenvolvido e mantido pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Bairro José Walter.

O Centro Educacional Doris Johnson, onde aconteceu o tiroteio, informou que o ocorrido "trata-se de um caso isolado". A escola acrescentou que, dentre os feridos, dois são alunos matriculados na instituição e a outra vítima é uma jovem que assistia ao jogo.

O G1 entrou em contato com a Secretaria da Segurança Pública do Ceará, mas, até as 9h55, o órgão não havia se posicionado sobre o ocorrido.

Nas imagens registradas por câmeras do colégio, é possível ver que um grupo de pessoas que estava assistindo à partida corre assim que escuta o primeiro disparo. Em seguida, dois suspeitos invadem a quadra e atiram na direção a um jovem. A vítima tenta correr, mas é perseguida pelos criminosos.

Durante o tiroteio, houve correria e tumulto no local. Os suspeitos estavam usando capacetes e fugiram após os tiros.

Estudantes feridos

Conforme testemunhas, as vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital Distrital Gonzaga Mota do José Walter, o Gonzaguinha José Walter. Em seguida, duas ambulâncias do Samu fizeram a transferência dos dois estudantes feridos para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro da capital.

A direção do Centro Educacional Doris Johnson comunicou, por nota, que as vítimas "não foram feridas gravemente e todos estão se recuperando do ocorrido, já tendo sido submetidos a procedimentos médicos e aguardando alta do hospital".

O colégio comunicou que as imagens foram entregues à polícia para auxiliar na identificação dos suspeitos. "As imagens que foram vinculadas à instituição foram cedidas por ela própria à polícia, e da mesma maneira que a população, estamos aguardando um parecer oficial e resolução do caso", informou a direção da escola, em nota.

"O projeto está à disposição dos pais e familiares para dar o apoio necessário, como também pede pela intensificação da segurança dentro da comunidade em que está inserido", acrescentou.  (G1)


2019 foi 4º ano com menos homicídios em Pernambuco desde o início do Pacto pela Vida

por Adriana Rodrigues 15 de Janeiro de 2020 às 11:35
categoria: Violência

Foto: JC Imagem

A Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgou, nesta quinta-feira (15), o balanço com os números de homicídios em Pernambuco em 2019. De acordo com a SDS, no último ano, foi registrada uma redução de 16,9% nos casos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no comparativo com 2018, saindo de 4.173 vítimas para 3.466. Com isso, 2019 foi o quarto ano com menos homicídios desde a criação do programa Pacto Pela Vida, em 2007.

De acordo com os dados, em média, foram assassinadas nove pessoas por dia em Pernambuco. Segundo a Secretaria, essa é a segunda maior queda percentual desde em 2007, quando 4.591 pessoas foram assassinadas no Estado.

Nos anos seguintes, o número seguiu caindo até 2014, quando o número de CVLI foi maior que ano anterior e 3.434 pessoas foram vítimas deste tipo de crime em Pernambuco. Em 2017, o Pacto Pela Vida experimentou seu pior momento e viu 5.428 pessoas serem assassinadas. (Com informações JC Online)


Homem é morto a tiros enquanto lavava carro na porta de casa

por Adriana Rodrigues 13 de Janeiro de 2020 às 12:00
categoria: Policial

(foto: reprodução)

Na noite de ontem (12) um homem foi morto a tiros no bairro Santa Luzia em Petrolina. Segundo a Polícia Civil, a vítima estava lavando seu veículo na porta de casa, quando dois homens chegaram em um carro e atiraram nele.

A Polícia Civil já está investigando o caso, mas até agora não houve prisões.


Princípio de incêndio é registrado em Residencial de Petrolina

por Adriana Rodrigues 13 de Janeiro de 2020 às 11:55
categoria: Policial

(foto: Google Maps)



Na noite de ontem (12), em um apartamento do Residencial Paulo Coelho, que fica no bairro Vila Mocó em Petrolina, houve um princípio de incêndio. O Corpo de Bombeiros foi acionado.

Ainda não há informações sobre a causa do incêndio e nem se há feridos. Segundo a Central de Operações, detalhes da ocorrência serão repassados para a imprensa nesta segunda-feira (13).


Crimes letais cometidos dentro de presídios em Pernambuco reduzem em 33%

por Adriana Rodrigues 10 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Policial

(Foto: Divulgação/Seres)



O número de crimes violentos letais intencionais (CVLIs) registrados dentro das unidades prisionais em Pernambuco tiveram uma redução de 33% ao se comparar com 2018. O número foi divulgado pela Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres). Ao todo, os 23 estabelecimentos penais somaram em 2019 dez ocorrências e 15 no ano anterior. O órgão também contabilizou diminuição no número de fugas com 53 ocorrências no ano passado e 76 em 2018, somando 43,39% a menos. Das 53, houve 42 recapturas.

Para o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, os números são reflexo do trabalho que vem sendo desenvolvido pela gestão. “O Governo de Pernambuco vem investindo fortemente na melhoria do sistema prisional. Temos o segundo maior programa de criação de vagas do país, contratamos agentes penitenciários, fortalecemos a tecnologia nas portas de entrada das unidades, entre tantas outras”, comenta.

De acordo com a Seres, as apreensões de ilícitos nas unidades prisionais e as revistas nas portas de entrada com equipamentos como o scanner corporal, detectores e portais de detecção de metal foram intensificadas. (Fonte: Diário de Pernambuco)


Mulher é presa por tráfico de drogas no Monsenhor Bernardino em Petrolina

por Adriana Rodrigues 6 de Janeiro de 2020 às 11:12
categoria: Policial

(foto: 2º Biesp)

Na noite de ontem (05), o 2º BIEsp recebeu a informação sobre um intenso tráfico de drogas no Residencial Monsenhor Bernardino em Petrolina. Ao chegar no endereço informado, os policiais encontraram, embaixo de uma geladeira, cerca de 200g de substância semelhante a cocaína.

A moradora da casa disse aos policiais que a droga pertencia ao seu ex-marido que estava usando a casa dela para vender drogas. Mesmo com o argumento, a envolvida e o material apreendido foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.


PM fecha desmanche de veículos nos bairro João de Deus de Petrolina

por Adriana Rodrigues 3 de Janeiro de 2020 às 16:00
categoria: Policial

(foto: reprodução)



A Polícia Militar fechou ontem (2) um desmanche de veículos no Loteamento Nova vida I, no bairro João de Deus, em Petrolina. Dois veículos roubados e adulterados foram recuperados, entre eles uma Nissan Frontier e uma moto Yamaha XTZ Lander.

Também foram encontradas peças de carros como: portas, bancos de carros, motor de veículo, para-choque e várias placas de carros e motos. Todo material foi levado para a Delegacia de Polícia Civil. Não há informações sobre prisões.