‘Velozes e furiosos’: Veja lista com todos os 11 filmes da franquia, do pior para o melhor

0
283

Com 10 capítulos na saga principal e um derivado, série estrelada por Vin Diesel se aproxima do fim com a estreia de ‘Velozes e furiosos 10’. Veja onde ele se encaixa no histórico.

'Velozes e furiosos': Veja lista com todos os 11 filmes da franquia, do pior para o melhor

Divulgação

A grande corrida louca e absurda e explosiva que é a franquia “Velozes e furiosos” se aproxima da linha de chegada. “Velozes e furiosos 10”, que estreia nesta quinta-feira (18), é a primeira parte do que pode ser a trilogia de encerramento da série estrelada por Vin Diesel.

Com ele, a saga dos corredores de rua/ladrões de carga de bom coração que se transformam em superespiões quase imortais chega a 11 filmes desde que os olhares de Dom (Diesel) e Brian (Paul Walker) se cruzaram pela primeira vez lá em 2001.

E para a honrar as origens mais humildes da turma, o g1 organizou essa lista com todos os capítulos da franquia, da última colocação ao grande vencedor das ruas. Afinal, “não importa se você ganha por uma polegada ou uma milha. Vencer é vencer”.

Veja o ranking de chegada abaixo:

11 – ‘Velozes e furiosos 10’ (2023)

Veja o trailer de 'Velozes e furiosos 10'

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.574.0_pt_br.html#goog_2057473886Reproduzir vídeoReproduzir–:–/–:–Silenciar somTela cheia

Veja o trailer de ‘Velozes e furiosos 10’

Nem a introdução do melhor vilão da série, interpretado por Jason Momoa (“Aquaman”), e de mais duas ganhadoras de Oscar (Brie Larson e Rita Moreno) salvam o filme do desastre de ser o pior. Em uma busca alucinante pelo absurdo, a série abre mão de roteiro e faz uma série de esquetes de ação sem sentido ou coesão. Começa mal o fim.

10 – ‘Velozes e furiosos 9’ (2021)

Vin Diesel, Thue Ersted Rasmussen e John Cena em cena de 'Velozes e furiosos 9' — Foto: Divulgação

Vin Diesel, Thue Ersted Rasmussen e John Cena em cena de ‘Velozes e furiosos 9’ — Foto: Divulgação

Dom fala muito de família, o que torna ainda mais esquisito que ele nunca tenha mencionado o irmão vivido por John Cena (“Esquadrão Suicida”). Introduzido aqui como um dos piores vilões da franquia (talvez para contrastar melhor com o filme seguinte), Jakob é eclipsado por um roteiro sem pé nem cabeça, pela ressurreição de Han (Sung Kang), um dos favoritos dos fãs, e — confere anotações — uma viagem da turma para o espaço sideral.https://d30ea061700ff2e139defbcaf80b220e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

9 – ‘Velozes e furiosos 8’ (2017)

Assista ao trailer de 'Velozes e furiosos 8'

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.574.0_pt_br.html#goog_2057473888Reproduzir vídeoReproduzir–:–/–:–Silenciar somTela cheia

Assista ao trailer de ‘Velozes e furiosos 8’

Agora dá pra ter uma noção melhor que a queda na qualidade foi uma constante nesses últimos três filmes da saga principal, não é? Este poderia ser conhecido como aquele que inseriu a dama Helen Mirren (“A Rainha”) e Charlize Theron (“Monster: Desejo assassino”) na turma, mas você mais provavelmente vai se lembrar como “aquele em que a gangue enfrenta um submarino nuclear no gelo”. Não é preciso dizer muito mais.

8 – ‘Velozes e furiosos 6’ (2013)

Paul Walker e Vin Diesel em 'Velozes e furiosos 6' (2013). — Foto: Divulgação

Paul Walker e Vin Diesel em ‘Velozes e furiosos 6’ (2013). — Foto: Divulgação

O “6” não é tão ruim. Mas também não é bom. Ele fica em um limbo meio imperdoável para um filme dos velozes e dos furiosos. É esquecível. Sua maior marca é finalmente mostrar, na cena pós-créditos, a morte de Han, que acontece lá no terceiro filme. Com isso, a linha do tempo da franquia volta a fazer algum sentido (por mais que nessa história todo mundo use smartphones e em “Desafio em Tóquio” a galera ainda tenha os saudosos “flip phones”).

7 – ‘+Velozes +furiosos’ (2003)

Paul Walker em 'Mais velozes mais furiosos', segundo filme da série, de 2003. — Foto: Divulgação

Paul Walker em ‘Mais velozes mais furiosos’, segundo filme da série, de 2003. — Foto: Divulgação

O segundo filme da franquia, a primeira continuação, não tinha Diesel. Tentaram dar um jeito de continuar a história só com Walker, mas as adições de Tyrese Gibson e de Ludacris não foram o bastante para preencher o vazio deixado pela regatinha branca do careca. O maior mérito da história é abraçar a farofa e tentar enfiar corridas de rua de alguma forma.

6 – ‘Velozes e furiosos 4’ (2009)

Paul Walker e Vin Diesel em 'Velozes e furiosos 4' — Foto: Divulgação

Paul Walker e Vin Diesel em ‘Velozes e furiosos 4’ — Foto: Divulgação

Depois de dois filmes sem a dupla dinâmica, o reencontro. Dom e Brian voltam com o bromance favorito dos fãs e mostram que são o futuro inegável da série. A aventura se aprofunda na ideia de corredores espiões em uma trama com um cartel de drogas e a aparente morte de Letty (Michelle Rodriguez).

5 – ‘Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw’ (2019)

Dwayne Johnson, Idris Elba e Jason Statham em cena de 'Velozes e Furiosos: Hobbs e Shaw' — Foto: Divulgação

Dwayne Johnson, Idris Elba e Jason Statham em cena de ‘Velozes e Furiosos: Hobbs e Shaw’ — Foto: Divulgação

Muita gente vai reclamar, mas o tempo vai mostrar que “Hobbs & Shaw”, o primeiro e até agora único derivado da franquia, é criminosamente desvalorizado. O vilão interpretado por Idris Elba é bizarro, é verdade, mas a química entre Dwayne Johnson e Statham sustenta esse pastelão com tranquilidade.

4 – ‘Velozes e furiosos 5: Operação Rio’ (2011)

Paul Walker e Vin Diesel em 'Velozes e furiosos 5: Operação Rio' (2011). — Foto: Divulgação

Paul Walker e Vin Diesel em ‘Velozes e furiosos 5: Operação Rio’ (2011). — Foto: Divulgação

Dois carros potentes puxam um cofre do tamanho de uma casa pelas ruas do Rio de Janeiro. A cena representa bem “Operação Rio” — e o momento em que a série decide jogar a lógica pro ar e assumir de vez seu lado alucinado. É também a reunião do “Vingadores” da “família” que formaria a espinha dorsal de todos os outros filmes.

3 – ‘Velozes e furiosos 7’ (2015)

Veja trailer de 'Velozes e Furiosos 7'

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.574.0_pt_br.html#goog_2057473890Reproduzir vídeoReproduzir–:–/–:–Silenciar somTela cheia

Veja trailer de ‘Velozes e Furiosos 7’

“Velozes e furiosos 7” é o último com a participação de Walker, que morreu dois anos antes em um acidente de carro. Por isso, é também o mais triste, com uma bonita despedida ao personagem nos momentos finais. Quem não chorou ao som de “See You Again”, de Wiz Khalifa, com os carros pegando caminhos diferentes não tem coração. Este foi também a maior bilheteria da série, com US$ 1,5 bilhão, e a apresentação oficial do vilão que viraria meio que amigo da galera interpretado por Statham.

2 – ‘Velozes e furiosos: Desafio em Tóquio’ (2006)

https://d30ea061700ff2e139defbcaf80b220e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html
Sung Kang e Lucas Black em cena de 'Velozes e furiosos: Desafio em Tóquio' — Foto: Divulgação

Sung Kang e Lucas Black em cena de ‘Velozes e furiosos: Desafio em Tóquio’ — Foto: Divulgação

A verdade é que, em um mundo perfeito, “Desafio em Tóquio” ficaria em primeiro lugar nesta lista. Mas é preciso respeitar alguns paradigmas. Sem Brian ou Dom, o terceiro filme da franquia poderia ser considerado até um derivado, mas Diesel aparece na cena pós-créditos e a morte de Han depois é encaixada na cronologia maior. O mais subestimado de todos, respeita a mística de pastelão da série e ainda a tradição de um personagem secundário que rouba a cena. Por não se levar a sério, é de longe o mais divertido.

1 – ‘Velozes e furiosos’ (2001)

Paul Walker e Vin Diesel em 'Velozes e furiosos' (2001) — Foto: Divulgação

Paul Walker e Vin Diesel em ‘Velozes e furiosos’ (2001) — Foto: Divulgaçãohttps://d30ea061700ff2e139defbcaf80b220e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

Na ponta do lápis, o começo de tudo é também o melhor de todos. Uma época mais simples e inocente, na qual o óxido nitroso era Deus e caminhoneiros armados eram a maior ameaça para a família. É, também, o início do belo bromance desajustado que nunca deveria ter sido. Tanto que pegou o mundo de surpresa e gerou uma franquia que os criadores, nem em seus sonhos mais ousados, jamais imaginaram.