Vini Júnior volta a sofrer racismo da torcida do Atlético de Madrid, diz jornal

0
231


Foto: FAYEZ NURELDINE/AFP via Getty Images / Esporte News Mundo

O atacante brasileiro Vinícius Júnior voltou a ser alvo de racismo nesta quinta-feira (18), de acordo com relatos do jornal espanhol “As”. De acordo com a publicação, alguns torcedores do Atlético de Madrid proferiram insultos racistas contra o atacante do Real Madrid. O canto seria idêntico ao que o brasileiro sofreu em setembro de 2022.

Ainda com base nos relatos feitos pela imprensa espanhola, os torcedores desceram até o local de acesso do ônibus do Real Madrid, no estádio Cívitas Metropolitano, e começaram a cantar uma música que chama Vinícius Júnior de macaco.

Neste momento, o sistema de som do estádio chegou a avistar aos torcedores para evitarem insultos racistas, violência verbal ou física contra qualquer jogador ou torcedores do Real Madrid. Esse foi mais um caso de racismo que parte da torcida do Atlético de Madrid com relação a Vini Júnior.

Anteriormente, o atacante brasileiro já havia sido alvo de dois insultos racistas e teve um boneco que o representava penturado na ponte da M-30, na capital da Espanha. Além disso, uma torcedora já foi acuada por torcedores do Atlético de Madrid por estar usando uma camisa de Vini Júnior.

No episódio ocorrido em 18 de setembro de 2022, o Ministério Público espanhol não observou o caso como crime, alegando que os insultos ocorreram em um contexto de “rivalidade máxima” e teriam durado poucos segundos.

O Atlético de Madrid enfrenta o Real Madrid, nesta quinta-feira (18), pela fase de oitavas de final da Copa do Rei. O confronto entre os times define um dos classificados para as quartas de final da competição nacional.

(Terra)